Edmilson Teixeira
Edmilson Teixeira

Municípios

Postado em 14/12/2016 às 18:12 0

Cidade aguarda desfecho sobre prefeito que comprou voto pelo whatsapp  


Por Edmilson Teixeira de Lima

A expectativa é grande em Santa Luzia do Norte, quanto ao prefeito eleito, Edson Mateus (PRB) e seu vice José Ailton do Nascimento. Na verdade o destino político deles está nas mãos da juíza da 41ª Vara Eleitoral, Dra. Juliana Batistela, que deverá tomar um a posição antes da diplomação, agendada para esta sexta-feira. Por conta disso é que provavelmente nesta quinta-feira, mediante uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), a magistrada dará um desfecho sobre o flagra de compra de votos durante a campanha, cujo crime está registrado no telefone do próprio Edson, com mensagens enviadas pelo whatsapp, tratando de compra de votos.     

As investigações, comandadas pelo promotor eleitoral Vinícius Ferreira Calheiros, tiveram início após denúncia de que Edson estaria comprando votos através de um aplicativo de troca de mensagens. De posse das informações, o representante do MP/AL, requereu ao juízo daquela Comarca medidas cautelar, a fim de que os fatos denunciados fossem averiguados. E, após o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, onde foram recolhidos um telefone celular e vários documentos, o promotor viu, de fato, fortes indícios de que a prática da corrupção eleitoral poderia mesmo estar ocorrendo.

Afirma o promotor Vinícius Ferreira Calheiros, que após a quebra do sigilo telefônico do acusado, em apenas uma consulta foram constatadas pelo menos 28 conversas indicativas de corrupção eleitoral. Dentre as coisas prometidas estavam empregos na Prefeitura, dinheiro em espécie, pagamentos de faturas de energia elétrica, passagens interestaduais e doação de materiais de construção, óculos, medicamentos e de vales para combustível. Ainda segundo o promotor, um resumo das conversas e os números dos telefones que estavam negociando voto com o candidato também foram acostados aos autos da ação.

 


Postado em 13/12/2016 às 17:39 0

Desafio do prefeito recordista de mandatos em AL é resolver a falta d’água


Por Edmilson Teixeira de Lima

O maior desafio do prefeito eleito Marcelo Lima (PMDB) será resolver a questão do abastecimento de água em Quebrangulo a partir de 2017. Há poucos dias ele esteve com a direção da Casal,  no entanto sem encontrar uma solução imediata para o problema. É que o fenômeno da seca vem atormentando toda a população, onde até o leito do rio Paraíba que corta a cidade, praticamente secou; cujo local está se transformando numa espécie de matagal, com o crescimento de árvores e plantas.    

As duas barragens existentes no município, inclusive uma, a Carangueja que abastece até a grande Palmeira dos Índios, estão agonizando em meio ao tempo. “Existem ruas por aqui, que há 40 dias não chega água, e as que chegam são com dias falhados”, disse  o jornalista Eugênio Albuquerque, assessor de Marcelo Lima. Vale ressaltar, que Marcelo Lima passou a ser o recordista em Alagoas e um dos prefeitos no Brasil que mais se elegeu para o referido cargo; ou seja, cinco mandatos até agora.  

“Em Quebrangulo, o grande sonho de todos, é para que a Prefeitura se desgarre das mãos da Casal, a fim de criar um sistema próprio de abastecimento de água, tipo SAAE”, comentou Eugênio. O jornalista acredita que por esse caminho, a administração pública teria mais autonomia de executar obras, sobretudo buscando recursos federais para investir em inovação. Ele afirmou, que há 30 anos o sistema da Casal continua o mesmo; e que nessas três últimas décadas, a cidade evoluiu muito com relação a seu crescimento populacional.  


Postado em 12/12/2016 às 11:21 0

Romeiros de AL vão celebrar festa em Santa Luzia do Norte nesta terça-feira


Por Edmilson Teixeira de Lima

Uma grande movimentação religiosa começa a tomar conta neste início de semana, da pacata cidade de Santa Luzia do Norte, distante apenas 25 km  da capital. É que amanhã, terça-feira, a cidade promete ser tomada por fieis de toda parte de Alagoas, para a sua mais tradicional festa do ano; o Dia 13 de Dezembro, quando se celebra nacionalmente a data festiva de Santa Luzia de Siracusa. Por sinal, os padres que integram a Diocese de Maceió, anunciaram durante a missa dominical de ontem, a saída de ônibus, com preços de 15 reais por pessoas, para essa grande festa.  

“Tem crescido a cada ano a presença de romeiros aqui em Santa Luzia. Na verdade, é um evento fantástico, que tem emocionado a todos; sobretudo pelo espírito de fé e devoção de um povo que tem encarado a religião, como o maior canal para chegar junto a Deus, na busca de esperança divina” disse o poeta Pedro Soares (Pedão), que será homenageado durante a celebração da segunda missa matinal, a partir das 8h, por meio de sua literatura de cordel.   

Simplesmente a programação será aberta a partir das quatro da matina, com a Procissão da Luz. Uma hora depois acontece a primeira missa. Às 8h a segunda missa. Às 10h, o arcebispo metropolitano Dom Antônio Muniz, comandará a missa solene, quando em seguida acontecerá a “Benção dos Olhos” uma tradição que marca o símbolo da protetora dos olhos, como é conhecida Santa Luzia.

No período da tarde, haverá a partir das 14h, show dos romeiros; às 15h missa dos romeiros presentes, celebrada pelo pároco Luciano Soares e outros; e para fechar a programação, às 17h acontece a procissão solene, que percorrerá as principais ruas, onde em seguida todos receberão a benção do Santíssimo Senhor.  

 

Santa Luzia nasceu no ano de 280, na cidade litorânea de Siracusa, Itália. Seus pais eram nobres e cristãos. O pai, Lucio, faleceu quando Luzia era muito pequena. Sua mãe, Eutíquia, a educou. E, como cristã, sua mãe lhe passou a fé, o conhecimento de Jesus Cristo, ao amor ao próximo e a Deus.

 


Postado em 07/12/2016 às 17:39 0

Em Palmeira roubaram tudo que era do CSE no Juca Sampaio


Por Edmilson Teixeira de Lima

 

É crítica a situação de abandono do estádio de futebol Juca Sampaio. Desapareceram vários aparelhos de eletrodomésticos; como: duas geladeiras, dois fogões e aparelho de ar-condicionado; doados anos atrás pela Federação Alagoana de Futebol. Nesse embalo também não escaparam bolas, uniformes do CSE entre outros. Parte da estrutura física do estádio também ficou no abandono, sobretudo nas concentrações e dormitório dos jogadores; sem falar no gramado, que estava sendo consumido por uma praga de formiga, onde simplesmente foram detectados mais de 90 formigueiros.    

“Depois de ter sido derrotado nas eleições de outubro, o prefeito James Ribeiro abandonou por completo o Juca Sampaio” disse um denunciante, acreditando que foi gente da casa que rapou o que tinha nas dependências do estádio. O atual diretor administrativo do estádio, Manoel Pinheiro, ficou impressionado com a situação encontrada. “Vamos fazer um levantamento completo do que foi desaparecido, quanto aos pertences dos jogadores, a fim de tomarmos as devidas providências”, revelou o presidente do CSE, José Leão, a reportagem do site Estadão Alagoas.  

Na verdade o estádio municipal de Palmeira dos Índios será mais um “abacaxi” para o prefeito eleito Júlio Cezar descascar em sua gestão. São inúmeros os problemas a serem resolvidos, herdados de um gestor que está findando seu mandato, sem deixar uma marca de qualidade pública administrativa. Ao que se sabe, Palmeira parou no tempo; sobretudo nesses últimos oito anos de governo, de um prefeito que não soube lidar com um município, que sem sombra de dúvidas, continua carente de um político dinâmico e com força de vontade para mudar seu perfil econômico e social.    

 


Postado em 04/12/2016 às 11:48 0

Trio da Fifa/CBF comanda a final de Campeonato de Matriz de Camaragibe


Por Edmilson Teixeira

A 16ª edição do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Matriz de Camaragibe, chegou a seu final neste sábado, com a equipe da Portuguesa conquistando pela 10ª, o título da Categoria Principal, depois de ter vencido nos minutos finais por 2 x 1 ao Audax. No grupo dos Aspirantes, o Fluminense levantou o troféu depois de ter vencido uma soada partida de 1 x 0 em cima da Portuguesa.

“Esse Campeonato de Matriz é tido hoje como um dos mais organizados do interior alagoano, aliás, pelo que conheço é o melhor” palavras ditas pelo árbitro aspirante da Fifa, Francisco Carlos do Nascimento, o Chicão, que pela quinta vez consecutiva, apitou o jogo final do certame de Matriz, onde agora foi auxiliado por Fernando  Maciel e Juliano (ambos CBF). A competição reuniu oito equipes de cada quadro, ou seja; 16 times estiveram em ação durante cinco meses na busca do título maior.  

“É prazeroso investir nesse Campeonato, sobretudo pelo fato de saber que o esporte é saúde e vida para todos; e competição desta natureza, movimenta a cidade em todos os aspectos; tanto econômico como social” argumentou o prefeito Marquinhos, que se fez presente ao lado de seu vice, Mário Melo e de seu sucessor, Anderson Bolevard, onde no final comandaram a entrega de  premiação aos vencedores de todas as categorias.

O campeão da Categoria Principal, além do troféu, recebeu uma premiação em dinheiro no valor de R$ 6.000, o vice recebeu R$ 3.000 e seu troféu. Na Categoria Aspirante, os vencedores receberam troféus e premiações de R$ 3.000 e R$ 1.500 respectivamente. E como se não bastasse, todos os jogadores que se destacaram em suas referidas posições, foram homenageados pelos organizadores do evento, que teve a AFAM, Associação de Futebol Amador à frente dos trabalhos, com o amplo apoio da Prefeitura, que patrocinou toda competição, desde o uniforme a premiação.   


Postado em 02/12/2016 às 15:03 0

Denúncias podem resultar na prisão de ex-secretário e até prefeito


Por Edmilson Teixeira

 

Mais uma sessão agitada na Câmara de Palmeira dos Índios, ocorreu  na última quarta-feira, quando o vereador e vice-prefeito eleito, Márcio Henrique (PSB), (foto Tribuna do Sertão) denunciou  o polêmico  ex-secretário de Educação, Luiz  Lobo Alves, por esse ocupar um cargo de secretário sem exercer tal função, além do prefeito James Ribeiro por improbidade administrativa.

No plenário da Casa, o parlamentar estava munido com todas as documentações, sobretudo  comprovando que Luiz Lobo, pediu exoneração do cargo à véspera da expiração do prazo de desincompatibilização,  dia 2 de junho,  a fim de concorrer nas eleições municipais o cargo de prefeito.  O pior é que mesmo assim, a sua então pré-candidatura pelo PSL não chegara a ser consolidada, visto que seus próprios correligionários deram-lhe uma rasteira.

Na denúncia, o vereador Márcio Henrique apresentou tais documentos relatando a “manobra” política do ex-secretário em parceria com James Ribeiro,  o qual tornou válida a exoneração de Lobo no dia 09 de junho de 2016, conforme portaria 246.

E como se não bastasse,  Luiz Lobo não deixou de constar na folha de pagamento como SECRETÁRIO nos meses de agosto e setembro, tendo ocorrido apenas, e em suposta manobra por parte do prefeito James Ribeiro, um deslocamento de Lobo da folha da Educação para a da Administração, mesmo após o “chefe do Executivo” ter nomeado um novo secretário de Educação, Robson Feitosa, para ocupar o lugar de Lobo.  

Entrou no rolo das denuncias também, a companheira do ex-secretário, Bruna Maria da Silva Melo, que além de receber como efetiva na função de fiscal de obras, permaneceu exercendo o cargo comissionado como assessora de diretoria nos meses de agosto e setembro, conforme consta na folha da Secretaria de Administração,  mostrada em público na Câmara.   

O parlamentar afirmou que formalizará a denúncia ao Ministério Público, que poderá representar ao Juiz e pedir inicialmente a prisão provisória do ex-secretário, para apuração e em seguida, a prisão preventiva.

 


Postado em 30/11/2016 às 16:28 0

Projeto visa garantir até plantio de uva no Alto Sertão


Por Edmilson Teixeira de Lima

Secretário de Agricultura Álvaro Vasconcelos, apresentou a imprensa nesta quarta-feira, um grandioso projeto social, que visa atender inicialmente 451 famílias, que estão até 1 km das margens do Canal do Sertão, no trecho de seus primeiros 65 km de extensão. Na verdade, serão 23 comunidades e assentamentos que estão englobados nesse projeto. Trata-se de um trabalho de irrigação para o plantio diversificado, orçado em apenas 129 mil dólares, por meio do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrário-FIDA, órgão sediado em Roma e que é vinculado a ONU.  

Denominado de “Dom Helder Câmara” esse projeto de recursos hídricos do Canal do Sertão, vai atender em princípio as regiões de Delmiro, Olho d’Água do Casado e Inhapi. “A nossa equipe fez um amplo estudo técnico, sobretudo levando orientação de todo um processo social, junto com as próprias comunidades, que vão ser beneficiadas, cuja ação reúne parceiros como Embrapa, Ufal, Sebrae/AL entre outros, a fim de transformar essa iniciativa numa indústria de transformação”, disse o secretário Álvaro.  

Diz ainda Álvaro Vasconcelos, que o projeto vai atender pessoas que nunca produziram,  e que todas elas receberam orientações técnicas ao longo desses últimos quatro meses de fase de implantação. “Vamos distribuir mil kits de irrigação para as famílias produzirem uva, hortaliças, milho, manga e outras, onde está inserido um processo para o manejo sustentável com gerenciamento de dados e acesso ao mercado”, comentou o secretário, afirmando que toda essa plataforma de trabalho será apresentada ainda este mês ao governador Renan Filho, para que em janeiro já possa entrar em operação e tratar do início da segunda etapa do projeto.  


Postado em 26/11/2016 às 12:41 0

Entidades lamentam Pilar/AL ficar sem vaquejada; evento foi levado para PE

Ex-ministro Aldo Rebelo foi dá apoio ao movimento em Bezerros/PE


Por Edmilson Teixeira

O polêmico  caso da Justiça que resultou na suspensão da XXV Vaquejada de Palmeira dos Índios, que seria realizada entre os dias 10 e 13 deste mês, fez com que os organizadores desse esporte em Alagoas, por medida de precaução, transferisse para o Estado de Pernambuco, o  quanto antes, o XIV Campeonato Brasileiro de Vaquejada 2016,  evento  que estava programado para acontecer no próximo final de semana na cidade do Pilar, mas que agora está ocorrendo desde  ontem, em Bezerros/PE, reunindo grande parte dos estados do Brasil.   

“Lamentavelmente estamos enfrentando uma situação constrangedora, sobretudo, pelo fato da Justiça encarar essa prática esportiva, como causadora de maus tratos nos animais. É que hoje, a vaquejada está altamente profissionalizada, fiscalizada, cujos animais são rigorosamente tratados por meio de um critério técnico, que visa evitar acima de tudo, possíveis casos de lesões; e como se não bastasse, a vaquejada é responsável por milhares de empregos hoje no país”,  disse o presidente da Associação Alagoana de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ALQM), Henrique Carvalho, a um grupo de jornalista alagoano, que na manhã desta sexta-feira, se fez presente na cidade de Bezerros/PE, a convite de sua entidade, a fim de conhecer todo procedimento do desenrolar de uma vaquejada.  Na oportunidade, Henrique estava com seu conterrâneo de Viçosa/AL, o ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Aldo Rebelo.

Para surpresa de Henrique, na tarde de ontem mesmo, a desembargadora Elisabeth Carvalho, do TJ/AL, em caráter liminar, autorizou a realização do referido evento no município de Pilar, cuja decisão teria sido fruto de um agravo de instrumento apresentado pela ABQM (Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha), que até então estava proibida de realizar a vaquejada. “Graças a Deus, podemos dizer agora que a nossa entidade vai se programar para a Vaquejada de Arapiraca  agendada para o próximo final de semana; além de outras que virão  até o transcorrer de  2017”, disse Henrique Carvalho, lamentando cidades como Palmeira dos Índios e Pilar, que foram prejudicadas com essa onda de incerteza jurídica, fato esse que tem atormentado  a situação dos que lidam com vaquejada no Brasil.

“Aqui em Bezerros/PE,  cerca de 400 caminhões provenientes de outros estados, estão estacionados nesse pátio. São veículos que trouxeram os animais e outros servem de alojamento para o pessoal de apoio, onde se calcula que aproximadamente, 1.200 pessoas vieram de fora, e que todas elas ficam durante quase uma semana  na cidade, aquecendo o comércio local, sobretudo, na compra de alimentação, entre outros, conforme norma  da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), coisa  que deveria acontecer  para os nosso pilarenses em Alagoas”, questionou o advogado, Erivaldo, empresário alagoano do Grupo Aliança, que atua com vaquejada.  

“A vaquejada é um produto eternamente fixado na memória no nosso povo; ela faz parte de uma história sem precedentes, sobretudo no Nordeste. O jurista que tenta impedir um esporte desta natureza, é porque ele teve unicamente uma formação urbana. Para acabar com esse tipo de esporte, é preciso haver uma decisão equilibrada; até porque os riscos de maltratarem os animais já foram todos corrigidos, e a vaquejada tem sido um esporte em expansão, que  cada vez mais tem gerado emprego e renda para o brasileiro” comentou o ex-ministro,  Aldo Rebelo, o alagoano de Viçosa, que fez questão de ir prestigiar a abertura do XIV Campeonato Brasileiro de Vaquejada, no agreste pernambucano.

Em contato com a nossa reportagem, o prefeito eleito de Palmeira dos Índios, Júlio César disse que sua cidade é tradicionalmente conhecida como a capital da vaquejada em Alagoas, razão de condenar a maneira de como alguém da Justiça está encarando esse esporte; taxando-o de coisa criminosa. “Se acabar com a vaquejada, que acabem também com o hipismo, corrida de cavalo, touradas e rodeios. Tantas coisas para serem discutidas mais importantes; como arrombamento de bancos, crime organizado, gangs de roubo de carros, tráfego de droga, entre outros crimes que estão dominando Alagoas.  Na verdade, a gente tem que lutar para que esse esporte não seja extinto, ele é uma cultura histórica no Nordeste” desabafou.  

 

 

 


Postado em 25/11/2016 às 22:19 0

Vereadores aprontam  “abacaxi” para futuro prefeito de Palmeira

Sessão foi tumultuada e marcada por protestos de vereadores oposicionistas e servidores na galeria da Casa


Por Edmilson Teixeira

Com anuência da bancada de vereadores que apóia o prefeito de Palmeira dos Índios, James Ribeiro, o futuro governo de Júlio Cezar e Márcio Henrique terá que assumir as dívidas com a Previdência Municipal na ordem de R$ 2 milhões reais que o atual governo deixou de repassar durante sua gestão. O projeto de Lei 028/2016 foi aprovado na última quarta-feira, pela bancada governista com destaque para o vereador, Fábio Targino (foto), responsável pela aprovação da matéria. “Nada vai inviabilizar o nosso governo, mas isso é um absurdo porque esse dinheiro é dos aposentados” protestou Júlio.   

A bancada de oposição composta pelos vereadores, Tales Targino, Sheila Duarte, Agenor Leôncio, França Junior, Júlio Cezar e Márcio Henrique, protestou e até chegou a deixar a sessão. Mais uma vez a Câmara de Vereadores de Palmeira protagoniza um triste episódio, mostrando total irresponsabilidade e desrespeito com a sociedade palmeirense. “Não é justo que a nossa gestão pague essa conta. Vamos recorrer aos meios legais para proteger os aposentados” defendeu, Júlio. 

A herança maldita que o governo James Ribeiro está empurrando para o futuro governo, Júlio Cezar vai comprometer ainda mais a principal receita do município (FPM) que atualmente soma mais de R$ 200 mil/mês somente em parcelamentos da atual administração. O governo pediu urgência na matéria que pelo regimento da Câmara deveria tramitar em até 45 dias, ficou suspenso uma semana e depois foi aprovado em menos de 2 minutos. 

“Pedi informações que justificassem os motivos pelos quais o governo municipal deixou de repassar os recursos da Previdência Municipal, mas não fui atendido nem ouvido. A bancada de oposição foi unânime em defender que estas informações fossem repassadas à Câmara Municipal por se tratar de uma matéria de grande importância, porém novamente o comportamento do Poder Legislativo foi desta forma” destacou, Márcio Henrique. 

Dezenas de servidores e representantes de sindicatos estavam presentes na sessão ocupando a galeria da Câmara Municipal. Eles foram acompanhar a votação desta matéria que trata da Previdência Municipal. Com a saída da bancada de oposição a sessão seria encerrada por falta de quórum, mas de última hora o vereador Fábio Targino foi trazido praticamente à força para ser o coveiro desta matéria, tirando do governo James Ribeiro a responsabilidade do pagamento em sua gestão dos recursos devidos à Previdência.       

Votaram com o projeto de lei: Salomão Torres, Ernandes da Saúde, Fábio Targino, Marta Gaia, Val Basílio, Sérgio Passarinho e Roberto Cândido. 

 

 


Postado em 21/11/2016 às 19:07 0

Alagoana vira destaque internacional durante congresso na Bolívia


Por Edmilson Teixeira de Lima

A maceioense Albanize Mirindiba desembarcou há poucos dias em Alagoas, proveniente de Santa Cruz de La Sierra/Bolívia, trazendo em sua bagagem, a criação de  valioso projeto/convênio, que visa atender pessoas que portam deficiência visual. Os planos foram traçados durante o VIII Congresso Internacional de Educação Física da FIEP, onde ela ministrou um curso de orientação e mobilidade para pessoas que enfrentam problemas de visão. Disse que teve a oportunidade de interagir com diversas personalidades integrantes de associações e institutos, o que resultou na criação de um novo trabalho que esta sendo constituído para 2017.

“Em tempo, eu posso ser comunico à presidência mundial, que o curso ministrado pela professora Albanize Mirindiba em "orientação e mobilidade - Actividades para deficientes visuais", a sinergia obtida com os participantes do curso e etapas direta feita pela professora, vamos abrir um programa de treinamento específico para criar melhores condições para este grupo social, sensibilizando as autoridades e instituições que inclua esta questão em projetos de desenvolvimento e reforçar o nosso apoio para dar-lhes oportunidades para se aventurar nos Jogos Paralímpicos, por fazer parte do nosso plano de desenvolvimento”, comentou Guillermo Saucedo Vaca, diretor do Serviço do Departamento de Esportes do Governo Autónomo de Santa Cruz de La Sierra.

Detentora de vários prêmios, Albanize Mirindiba já participou de 28 Congressos Internacionais. Ela é professora de Educação Física e Fisioterapeuta; é especialista em Fisiologia do Exercício, onde atua com pessoas com necessidades especiais há 30 anos e com práticas de exercícios aquáticos. Meses atrás, recebeu da Câmara de Maceió, a Comenda Gerônimo Ciqueira (indicação do vereador Luiz Carlos Santana/DEM) pelos relevantes serviços prestados na defesa da inclusão social, econômica, política e cultural de pessoas com deficiência.

Há 24 anos Mirindiba atua em Alagoas, à frente de Delegada Regional da FIEP, que é a Fédération Internationale d’Education Physique, órgão fundado em 2 de junho de 1923 em Bruxelas, capital da Bélgica. O próximo passo da professora será em Foz de Iguaçu/PR, sede mundial da FIEP, no dia 13 de janeiro de 2017, onde fará o anúncio do X Congresso Regional da FIEP em Alagoas, durante a realização do XXXII Congresso Internacional que deverá reunir representantes de 131 países.

“O Congresso em Alagoas será em setembro, em meio às comemorações dos 40 anos da FIEP em nosso Estado. Lançaremos o Selo e a Medalha Comemorativa, que trará o nome do desportista Luiz Carlos Santana (Adefal).  A expectativa é a de realizarmos um grande evento, com cursos na área de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia, tempo em que realizaremos a 4ª Jornada Interdisciplinar. Teremos ainda apresentação folclórica, feira de livros e materiais esportivos, além uma corrida de rua para fazer desse evento o melhor já realizado pela Delegacia da FIEP” disse.  

 

 

 

 


Postado em 17/11/2016 às 21:38 0

TSE desconsidera ação de vice que tentava derrubar o ET de Traipu


Por Edmilson Teixeira

 

Nesta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral  decretou o candidato do PSDB, Eduardo Tavares, o ET como ficou conhecido pelo seu partido, como prefeito eleito do município de Traipu/AL. Foi uma decisão relâmpago em se tratando de um curto período em que ocorreu a eleição. É que Tavares vinha sendo perseguido por ações jurídicas movidas pelo candidato derrotado, Erasmo Dias, atual vice-prefeito, que não aceitava de forma alguma, um promotor de Justiça (no caso Eduardo Tavares) disputar um pleito eleitoral.

“O candidato derrotado, Erasmo Dias, inconformado,  recorreu ao juízo de primeira instância e perdeu! Inconformado, recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas  e perdeu  por  unanimidade. Inconformado, ainda, o candidato  derrotado, ainda se deu ao trabalho de recorrer do Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília e Perdeu!” comentou contente a prefeita Conceição Tavares (PSDB) alegando que foi bom para Traipu, que terá um prefeito preparado e dono de um dos maiores e melhores currículos de Alagoas e do Brasil.

Revela a prefeita, que Eduardo Tavares não quis ser governador de Alagoas, entretanto aceitou  ser prefeito  de sua terra natal. “Os traipuenses estão felizes e os derrotados agora  vão ficar quietos, assistindo ao caminhar  exitosa de  alguém,  que sempre foi bem sucedido  em mais de trinta pleitos eleitorais. Cotado para ser senador,  ele descarta essa possibilidade é diz: o meu foco é Traipu e minha gente” comentou  a prefeita, ressaltando que com isso, os Tavares reafirmam a sua incontestável liderança no município: Sai Conceição e entra seu primo-irmão Eduardo Tavares

 


Postado em 17/11/2016 às 16:23 0

Prefeito ganha apoio para construir avançado matadouro público


Por Edmilson Teixeira de Lima

A construção do tão esperado Matadouro Público de Matriz de Camaragibe, entrou em pauta nesta quinta-feira em Brasília, oportunidade em que o prefeito Marquinhos (de óculos) discutiu amplamente o assunto, com o secretário nacional de Irrigação, o alagoano Ricardo Santa Rita, durante um almoço, que também contou com a presença do secretário estadual de Agricultura, Álvaro Vasconcelos.

“Trata-se de uma obra fundamental para o nosso povo, sobretudo pelo fato de não haver hoje, um matadouro adequado na região Norte do Estado, que venha a atender as normas exigidas pela Vigilância Sanitária”, comentou entusiasmado Marquinhos.  O prefeito está ciente, de que esse projeto já é tido como um dos grandes sonhos de todos, cuja obra que terá uma ampla participação financeira do governo federal, contará também com o apoio do governo do Estado.  

Por conta de não existir mais matadouro público em Matriz, o que tinha foi deteriorado pelo tempo, atualmente o desgaste tem sido muito grande por parte dos marchantes que comercializam carne bovina no Mercado Público. Para isso, eles se deslocam todas as quintas e sextas-feiras, para a cidade de Porto Calvo, onde é feito o abate, enfrentando um percurso de 46 km de estrada.