Edmilson Teixeira
Edmilson Teixeira

Municípios

Postado em 16/05/2016 às 18:18 0

Candidato diz ter apoio de 2 ex-prefeitos e 8 vereadores 


Por Edmilson Teixeira de Lima

Na pequena cidade de Carneiros, Sertão alagoano, o clima de campanha eleitoral ganha força com a presença três ex-prefeitos que estão unidos na formação de uma chapa, para disputar a Prefeitura. Trata-se de um movimento encabeçado por Geraldo Agra (PMDB), o Neguinho, foto de destaque que este ano está pronto para concorrer um terceiro mandato. Conta com o aval de Valmir Melo e Abdon Francisco, que também já foram prefeitos e Igor Agra, ex-vice-prefeito, além do atual presidente da Câmara, Jorge Luiz e mais sete vereadores.

Diz Neguinho, que seu bloco político já conta com 34 pré-candidatos que vão disputar cargos para vereador. “Juntos colocaremos nosso município de volta ao desenvolvimento” disse em seu discurso no último sábado, argumentando o apoio que tem recebido do governador Renan Filho e do presidente do Senado, Renan Calheiros, para abraçar de corpo e alma as eleições de outubro próximo na cidade de Carneiros. Neguinho é esposo da prefeita de Mar Vermelho, Juliana Almeida, líder do PMDB feminino em Alagoas.

O time de vereadores de mandatos que está apoiando o Neguinho é formado por oito da bancada: Jorge Luiz, Aparecida Agra, Ferrugem, Tedica, Elanne Mendonça, Zé Barbosa, Aldo de Zé Arnaldo e Júnior Melo; além de 26 nomes que estão dispostos também a concorrer  as nove cadeiras  da Câmara.  


Postado em 13/05/2016 às 18:04 0

PDT acredita sair vitorioso em Maribondo


Por Edmilson Teixeira de Lima

“O PDT alagoano aposta na candidatura de Aremilton Fernandes para prefeito de Maribondo, sobretudo pela experiência e a bagagem adquirida ao longo de muitos anos como homem público”, é o que comenta o presidente estadual do partido, o ex-governador Ronaldo Lessa e hoje deputado federal. Lembra Lessa, que Aremilton como economista já ocupou vários cargos na administração pública de Maceió, entre eles o de secretário de Finanças e superintendente da Sima; além de ter sido vice-prefeito de Maribondo. Nesse cargo, diz, que em apenas dois meses como prefeito, conseguiu mudar o perfil administrativo, principalmente colocando a casa em ordem, oportunidade em que a Justiça teria afastado o então prefeito Zé Márcio, quando restavam 60 dias para concluir seu mandato.   

 Ao que se sabe, Maribondo  têm até agora, seis pré-candidatos a prefeito;  o atual Tonho de Eurico que vai para a reeleição, Claudivan Almeida, Aremilton Fernandes e  os vereadores Ubiratan e Leopoldo Pedrosa. “A gente está entrando com o propósito de reverter o triste quadro vivenciado pela administração municipal; sobretudo relacionado ao servidor público, que tem enfrentado sérios problemas de atrasos salariais, situação que até compromete o comércio da cidade. Na verdade, Maribondo precisa de um gestor capacitado que tenha conhecimento de causa, e isso eu já comprovei em apenas dois meses de trabalho”, comentou Aremilton, ressaltando de que seu grupo deverá definir na próxima semana, o vice da chapa.  


Postado em 09/05/2016 às 14:33 0

DIREITO DE RESPOSTA (CORREIOS DE STA LUZIA DO NORTE)


Por Edmilson Teixeira

Prezado, Edmilson Teixeira

Em relação à reportagem “Proprietária despeja Agência dos Correios por falta de pagamento”, publicada na última quinta-feira, aqui em seu Blog, esclarecemos que a desocupação do imóvel se deu pelo fato de a família herdeira decidir por sua venda, e não pela falta de pagamento, conforme relatado na matéria.

Os pagamentos de aluguel relativos a fevereiro, março e abril não foram efetuados pelo fato de não haver representante legal responsável pelo recebimento – tendo em vista que a proprietária do imóvel faleceu e o inventariante do caso pediu desligamento da ação, assim como ninguém se apresentou aos Correios como representante dos herdeiros.

Por fim, informamos que representantes dos Correios estiveram na cidade de Santa Luzia do Norte e visitaram oito imóveis para encontrar um local que pudesse abrigar uma nova agência. No entanto, nenhum deles atendeu às exigências da empresa para contratação de aluguel, inclusive do ponto de vista documental.

 Solicitamos que nossos esclarecimentos sejam contemplados na matéria.

 Atenciosamente,

 

 

Departamento de Relacionamento

Institucional dos Correios

Telefones: (61) 2141-6866/ 6239 / 7008 / 7014

Celular: (61) 9159-1510

E-mail: imprensa@correios.com.br

Site dos Correios | Blog dos Correios | Facebook


Postado em 07/05/2016 às 08:34 0

Sindicato acusa Celso Luiz de desvio da conta do Fundeb


Por Edmilson Teixeira de Lima

Em Canapi, Alto Sertão alagoano o clima esquentou neste final de semana num embate envolvendo o prefeito Celso Luiz e o Sindicato dos Servidores Municipais. É que o professores não receberam seus vencimentos nesta sexta-feira, e a  Prefeitura divulgou nota, dando conta de que possivelmente na próxima terça-feira, dia 10, estaria liberando a folha. Diz a nota, que todo impasse foi criado pelo Sindicato, que impetrou com uma ação, que veio resultar no bloqueio da conta do Fundeb. A Prefeitura na nota esclarece ainda, que entrou com uma ação, solicitando justamente o desbloqueio, a fim de que na próxima semana, possa efetuar o pagamento dos servidores da Educação.

Instigado com esse COMUNICADO da Prefeitura, a direção do Sindiscan, rebate publicando Nota de Repúdio, esclarecendo toda uma ‘maracutaia’  do prefeito, sobretudo referente a um rombo milionário de um valor financeiro que entrou no final do ano passado nas contas do município, a título de complementação do Fundeb. Abaixo publicamos na íntegra a nota.

DIZ A NOTA DE REPÚDIO:

O SINDISCAN repudia a nota divulgada pela Prefeitura Municipal de Canapi na qual afirma que não foi possível realizar o pagamento dos servidores públicos do Município de Canapi, em virtude de um bloqueio perpetrado na conta do FUNDEB fruto de uma ação judicial movida por este Sindicato. 
A verdade dos fatos, porém, é que o Município de Canapi recebeu no dia 10.12.2015, a quantia de R$ 17.611.174,25 (dezessete milhões, seiscentos e onze mil, cento e setenta e quatro reais e vinte e cinco centavos), a título de complementação do FUNDEF, crédito este advindo do processo judicial n. 00004335-35.2006.4.05.8000. 
A justiça federal já decidiu por diversas vezes que esse valor deveria ser aplicado INTEGRALMENTE na educação e, apesar disso, o Prefeito do Município de Canapi gastou mais de DEZ MILHÕES DE REAIS com pagamentos e transferências suspeitas, dentre as quais constam transferências de mais de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) para pessoas pobres, sem vínculo nenhum com o Município de Canapi e diretamente ligadas à campanha eleitoral de seu filho a Prefeito do Município de Mata Grande/AL. 
Ciente de que a quantia de DEZ MILHÕES DE REAIS desapareceu misteriosamente, sem nenhuma prestação de contas, dos cofres da Prefeitura do Município de Canapi, o SINDISCAN ingressou com uma ação na justiça estadual visando bloquear o saldo remanescente do crédito que o município recebeu em Dezembro de 2015, no valor de aproximadamente sete milhões de reais, evitando, assim, que esse dinheiro seja desviado pelo atual gestor, bem como, garantindo que, caso não seja aplicado na educação, seja este valor transferido aos cofres da Previdência do Município de Canapi. 
A decisão que bloqueou a quantia acima mencionada foi proferida pelo juiz de direito da comarca de Mata Grande, no dia 15.03.2016, nos autos do processo n. 0700062-43.2016.8.02.0022. 
É Interessante notar, também, que do dia 15.03.2016 (data do bloqueio) até o dia 06.05.2016, o Município de Canapi já recebeu a quantia líquida de R$ 3.730.834,92 (três milhões, setecentos e trinta mil, oitocentos e trinta e quatro reais e noventa e dois centavos) do governo federal e ainda assim alega não possuir dinheiro para pagar o salário dos nossos servidores. 
Diante disso, o SINDISCAN pergunta e desafia publicamente o Sr. Celso Luiz Tenório Brandão a prestar contas do recurso recebido em dezembro de 2015, bem como, do recurso de mais de três milhões de reais recebido somente do dia 15.03.2016 até hoje. 
Portanto, o argumento da Prefeitura Municipal de Canapi de que não pagou os salários dos servidores públicos do Município de Canapi em decorrência do bloqueio nas contas do FUNDEB é mentiroso e vergonhoso, não passando de uma tentativa rasteira de jogar os servidores municipais contra este Sindicato, que tem lutado diariamente e com vigor contra os desmandos cometidos pela atual gestão do nosso tão querido e amado Município.

 


Postado em 06/05/2016 às 15:51 0

Vereadora denuncia perseguição que vem sofrendo na Câmara


Por Edmilson Teixeira

 

Vereadora e vice-presidente da Câmara de Viçosa/AL, Micheline Fernandes (PV) afirma que durante todo esse seu mandato legislativo, vem sofrendo diversas perseguições políticas, que segundo ela são frutos de um trabalho que desenvolveu com muita persistência e coragem!  “Foram mais de 15 processos judiciais movidos contra mim, pela maioria dos vereadores e pelo prefeito que está afastado (Flauber Torres), sobretudo pelas denúncias que fiz ao MP, TC e principalmente com apoio da imprensa alagoana”, comentou...

Diz a vereadora que dos 15 processos, 13 já foram arquivados e com decisões favoráveis a sua pessoa. “Agora me deparo com mais um processo que foi movido há pouco, onde a diferença é que, enquanto o presidente Sydney Vilela utiliza o Jurídico para se revoltar contra mim, eu tenho que contratar advogado particular. Pois bem! Um processo cheio de falhas, onde já tinha dado explicações ​ através de Oficio e Boletim de Ocorrência​  ao próprio presidente. Mesmo assim, sem sequer ser aberto processo administrativo, logo impetraram com ação cível, na nossa contestação, além de citar essas falhas, foi alertado que a Câmara não possui personalidade jurídica para casos específicos como esse. Agora veja; logo após a contestação, houve pedido de desistência da ação por parte do próprio Legislativo, antes mesmo da juíza ter tomado sua decisão se aceitava ou não a denúncia, pode uma coisa dessas?” criticou.

“Pelo visto, o atual presidente está tentando blindar sua gestão de forma jurídica e utilizando seu exército para intimidar os vereadores. Isso não me fará parar!”, desabafou a parlamentar, que é pré-candidata a prefeita em Viçosa.

 

 


Postado em 05/05/2016 às 17:06 0

Proprietária despeja Agência dos Correios por falta de pagamento


Por Edmilson Teixeira de Lima

Proprietária do local  onde funcionava a agência dos Correios de Santa Luzia do Norte, praticamente despejou a empresa do imóvel, por conta de sucessivos atrasos no pagamento do aluguel. “Estávamos  cansadas de tanto atrasos ao longo desses últimos quatro anos. Esse último se estendeu por seis meses”, disse  dona Nelina Mascarenhas, uma das herdeiras do imóvel, que para despistar dos “caloteiros”  teve que colocar uma placa de venda da casa, mesmo com o órgão em plena atividade, como forma de pressionar a empresa a desocupar o local.  

O clima de revolta na cidade é grande, sobretudo por parte da população, que não terá mais uma agência local para prestar serviços. Sem crédito na praça, principalmente pela vergonhosa situação de não cumprir o pagamento  mensal de apenas 400 reais, a gerência estadual dos Correios designou os funcionários de Santa Luzia para Coqueiro Seco, a fim de que a Agência daquela cidade possa atender os dois municípios.

 “Isso é um absurdo!” clamou o ex-vereador Pedro Soares, alertando a falta de um político de peso que tomasse à frente desses trabalhos, visto que a população a partir de agora, ficará subordinada a Agência dos Correios de Coqueiro Seco. “Pedão” como é bem conhecido, disse que vinha alertando as autoridades sobre a situação, mas que ninguém se manifestou em resolver o tal problema, já que segundo ele, isto é uma questão política. “Agora vergonhoso é uma empresa do porte dos Correios, passar por uma situação dessa natureza; ou seja; está nos deixando com fama de caloteira, por uma ‘merreca’ mensalidade de 400 reais. Isso é uma Vergonha!” desabafou.         


Postado em 03/05/2016 às 16:21 0

Como os políticos não fizeram, radialista vai ao Iteral pedir apoio para município


Por Edmilson Teixeira

O município de Paulo Jacinto ainda não foi comtemplado com a regularização fundiária para agricultores que amargam na esperança do recebimento dos títulos de terras, pelos três últimos governantes. Com as muitas reclamações dos agricultores em seu programa numa emissora de rádio da cidade, o radialista Paulo Henrique visitou na última semana o presidente do Iteral, Jaime Silva a fim de obter dele uma resposta aos interessados. O dirigente foi solicito à visita e agendou sua ida a Paulo Jacinto para dar mais explicações sobre o andamento do processo, que segundo ele esta em fase de entrega, restando ao governador Renan Filho agendar o dia da solenidade.  

Paulo Henrique adiantou que outros governantes, e o último, Téo Vilela, esteve certa vez no município e  fez entrega simbólica de uns poucos títulos, que na verdade ainda não estavam regularizados. “É como se fosse propaganda enganosa, ou então o governador não tinha conhecimento da validade do documento que se encontrava em pendências” explicou o radialista, Paulo.  

Para Jaime Silva, todas as ações jurídicas e cartoriais necessárias à regularização e posterior entrega, vêm sendo minuciosamente trabalhada e em breve os títulos serão entregues. Com o recebimento dos títulos os pequenos agricultores podem realizar empréstimos, fazer hipotecas e buscando financiamento para desenvolver suas pequenas propriedades.


Postado em 29/04/2016 às 18:48 0

Time que arrasou o Alagoano de 1989 abrilhantará o 1º de Maio em Capela


Por Edmilson Teixeira de Lima

 

 

O povo de Capela terá um feriado muito especial neste 1º de Maio, Dia do Trabalhador. É que além de um grande show musical que haverá em praça pública à noite, reunindo três atrações artísticas, entre elas Galã do Brega, na parte da tarde toda concentração estará no Estádio Manoel Moreira. Trata-se do time do Capelense, aquele que arrasou no campeonato alagoano de 1989, quando foi campeão de ponta a ponta.

Pois bem, depois de 27 anos da brilhante façanha, grande parte daquele elenco, estará de volta ao gramado do Moreirão, desta vez para fazer um jogo festivo, como parte da preliminar da decisão do Campeonato Municipal. Depois do jogo de abertura, será a vez da definição do terceiro lugar e logo após, a decisão da competição entre Beira Rio x Avaí, às 17h30.

Dentre os ex-atletas campeões pelo Capelense em 1989, que já confirmaram a sua presença no evento estão: os goleiros Silvar e Pavão; o lateral Cafezinho; os zagueiros Sílvio Alagoano e Neném; Bossato, Carioca, Jorginho, Orlando e Sussu. “Esse é um momento histórico em Capela, onde aqui prevalece o fanatismo do nosso povo pelo futebol”, comentou o prefeito Eustaquinho Moreira.

Para quem não sabe, o Capelense sagrou-se campeão alagoano em 1989, apresentando uma trajetória nunca vista até hoje no futebol alagoano. Venceu os três turnos, onde  disputou 38 jogos sofrendo apenas uma derrota (perdeu por 1 x 0 para o CSA em casa).  Foram 28 vitórias e 9 empates. Marcou 62 gols e tomou apenas 10, tendo o artilheiro da competição, Orlando com 24 gols. O goleiro Jorge Hipólito (faleceu anos atrás), ficou 760 minutos sem tomar gol.

Além desse título de 89, o Capelense conquistou também o de 1959 e de 1962, sendo o primeiro clube do interior do Estado a  ser Tri. Na verdade o Capelense foi a primeira equipe do interior alagoano a conquistar um título dentro de campo, já que a primeira conquista do ASA em 1953 veio após a desistência do Ferroviário para disputar a final.

 

 

 

 


Postado em 28/04/2016 às 12:47 0

Prefeitura passa a ter um 3° prefeito afastado por corrupção


Por Edmilson Teixeira

A safadeza política engembrou  mesmo a administração pública do pobre município de Tanque D’Arca, no agreste alagoano. No ano passado chegou até virar chacota a roubalheira na Prefeitura, depois que nacionalmente o programa Fantástico da Rede Globo, exibiu matérias comprovando o crime, sobretudo de notas frias e um prefeito  colocando dinheiro nas meias de propinas oriundas de um empreiteiro. 

A história é assim: No começo deste ano, a Câmara cassou os mandatos do prefeito Roney e seu vice Valdemir, eles que até então estavam afastados. Essa dupla a partir de 2013, começou a se revezar na Prefeitura num entra e sai sem igual, por problemas de improbidades administrativas. Por conta disso, foi que em 2015, o município ficou sob comando administrativamente do presidente da Câmara, Antônio Teixeira ( o homem da meia). Nesse imbróglio  todo, a Justiça resolveu determinar que houvesse eleição indireta, fato que até agora não ocorreu desde janeiro

É que na semana passada, quando tudo estava sendo preparado para o agendamento do pleito eleitoral, surgiu uma denúncia de que Antônio Teixeira (o forte candidato ao cargo oficial de prefeito) já despontava nesse curto período de seu governo interino, com um patrimônio de mais de dois milhões de reais. Por conta disso, a Justiça o afastou, a fim de averiguar toda denúncia, sobretudo, vasculhando sua situação nos cartórios da região e contas bancárias. Moral da história: a Prefeitura hoje é comandada pelo vice-presidente da Câmara, José Luiz; que passa a ser o quarto homem a dirigir essa desastrosa gestão, podendo aparecer um quinto nesses oito meses que restam; desde que aconteça a eleição indireta, envolvendo somente a bancada Legislativa municipal.


Postado em 27/04/2016 às 19:12 0

Prefeito chama vereadores de golpistas e clama por orações


Por Edmilson Teixeira de Lima

“A atitude da bancada Legislativa de São Luiz de Quitunde, em tentar derrubar a todo preço o prefeito Jilson Lima, já entrou no clima do ridículo” essa frase ganha força na cidade por muitos que estão revoltados com o quadro atual vivenciado entre Câmara e prefeito. É que na manhã desta quarta-feira, o presidente da Câmara, Cléo Mendes, chegou à Prefeitura para toma posse como prefeito, amparado pela sua assessoria jurídica. Só que o prefeito portava em sua pasta, uma Liminar da Justiça dando poderes para permanecer no cargo.

Detalhe é que na segunda-feira da semana passada, os vereadores por votação afastaram por 180 dias Jilson Lima, alegando a falta de pagamento referente a algumas parcelas do duodécimo da Casa, que não foram efetivadas pelo então prefeito afastado Eraldo Pedro, entre os anos de 2014 e 2015. O débito é superior a 130 mil reais e que seria pago em cinco vezes.

É que segundo os vereadores, Jilson teria prometido em janeiro deste ano, pagar o tal valor, só que não honrou o compromisso. Jilson se ampara na falta de condições do município, alegando que o pouco dinheiro que entrou durante esse período, foi para colocar a folha em dia (pegou com dois meses em atraso), além de investimentos na saúde, educação e infraestrutura. Nas redes sociais, o prefeito ataca o grupo que tenta lhe derrubar e pede para que o povo reze para que São Luiz de Quitunde saia dessa desgraça

NOTA DO PREFEITO:

Amigas e amigos quitundeses. É com grande orgulho e satisfação que comunico a todos que, apesar das atitudes desarrazoadas e manifestamente ilegais praticadas por alguns vereadores municipais, após a prolação de decisão judicial, me mantenho no cargo de prefeito deste município! Após praticamente cinco meses à frente do Executivo municipal e com a regularização de todas as pendências junto aos servidores e fornecedores, bem como praticamente extinguindo as demandas judiciais para entrega de medicamentos e outras mais, deixando a cidade limpa e aparelhando o município, tive a decepção de ver uma Casa Legislativa, a qual fiz parte e detenho muitos amigos, me afastar de maneira arbitrária e inconsequente, sem respeitar os princípios básicos de nossa Constituição Federal!

Tal ato fora fustigado após a concessão de liminar em Mandado de Segurança, reconhecendo a legitimidade da minha manutenção no cargo de gestor municipal! Mas, como não havia de ser diferente e diante da humildade e hombridade que lastreiam minhas atitudes, não deixo de conclamar a todos os vereadores que se sentem irresignados, para que possamos promover um diálogo aberto e sincero com o fito de fazer com que nosso município possa avançar ainda mais!

Um pacto de união é o que nosso governo propõe para o bem de todos. Ao povo quitundense venho externar meus votos de que tudo irá continuar melhorando, que nunca deixarão de ser atendidos e ter suas agruras solucionadas! Por fim, quero pedir à população que reze e que sempre aja em prol do benefício de nossa cidade, esta terra que tanto amo e tenho apreço sem tamanho! Um abraço a todos os cidadãos quitundenses! Prefeito Jilson Lima


Postado em 26/04/2016 às 16:01 0

Empresa que tramava esquema com prefeito cassado abandona obra


Por Edmilson Teixeira

No pequeno município de Tanque D’arca,  o clima de revolta toma conta de 50 famílias do campo. Tudo porque uma empresa encarregada em construir 50 casas por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR)  do Governo Federal, abandonou a obra sem dar a mínima satisfação a ninguém. O que resta no momento são comentários dando conta de que a Construtora Alternativa responsável pela obra decretou falência, e que seu empresário Aparecido Pereira da Silva, saiu do mapa por completo, sobretudo depois das denúncias feitas pelo Fantástico no ano passado, onde supostamente ele tramava um esquema ligado ao então prefeito, Roney Valença, que teve seu mandato cassado.   

A Caixa Econômica, órgão financiador da obra, afirma que chegou a repassar 85% do total de recursos. Os planos eram para as casas serem entregues em 2013, mas parou de funcionar no ano passado e muitas delas já foram até invadidas, mesmo inacabadas pelos próprios beneficiários. As casas são padronizadas, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Porém, não ficam localizadas no mesmo espaço, como um conjunto convencional. No caso de Tanque d’Arca, estão distribuídas pelos povoados locais, em pelo menos 10 deles.

Segundo a Caixa Econômica, de acordo com as regras do Programa, as parcelas são pagas de modo antecipado na razão de 15%, sendo comprovada a aplicação dos recursos nas vistorias subsequentes. O prazo para execução do empreendimento, somado ao trabalho social, é de no máximo 18 meses, podendo, em casos excepcionais, ser ultrapassado, desde que seja devidamente justificado”.

No sistema de cadastro de empresas, a Construtora Alternativa pertence a Érica Evangelista, esposa do empresário José Aparecido Pereira da Silva, que tem ligações pessoais e políticas com o prefeito cassado de Tanque d’Arca, Roney Valença. A mesma construtora, por sinal, era a responsável pelas obras envolvidas no desvio de recursos públicos naquele município que culminaram na cassação do então prefeito, o qual sempre negou participação acionária na empresa. Roney Valença e seu vice Valdemir Bezerra tiveram definitivamente seus mandatos cassados em janeiro deste ano, mas desde 2013 Roney vinha sofrendo constante afastamento do cargo, justamente por conta de falcatruas no serviço público.


Postado em 25/04/2016 às 10:12 0

Jorge Dantas desiste da reeleição e esquenta clima político no Sertão


Por Edmilson Teixeira

Arquivo:Cadaminuto

Jorge Dantas

É cada vez mais tenso o clima político no Sertão de Alagoas, notadamente, em Pão de Açúcar, onde três candidatos estavam disputando as eleições municipais: o médico Eraldo Almeida – Dr. Eraldinho – o atual prefeito Jorge Dantas, e o advogado Flávio Almeida. Diante do fracasso na administração e da rejeição popular, Dantas desistiu da reeleição e se aliou ao arquirrival Flávio Almeida.

A união de Dantas com Flávio (PMDB) teve uma repercussão negativa na cidade, uma vez que o advogado fazia oposição sistemática à gestão do PSDB, chegando a elencar para vereadores do seu partido e da oposição uma série de denúncias contra o prefeito. Flávio Almeida é conhecido como ex-assessor de Paulo César Farias e suposto proprietário de uma vinícola em Portugal.

Uma das denúncias, comprovada pelos vereadores envolve o escândalo dos combustíveis na Prefeitura, que é investigado pelo Ministério Público de Contas. Segundo a denúncia o prefeito Jorge Dantas gasta 45 mil litros de combustíveis todo o mês no município sertanejo e que em apenas 7 meses o prefeito havia queimado mais de R$ 1 milhão com o consumo de gasolina, em 2014.

Ainda pelo levantamento do advogado, dados repassados à Câmara Municipal, de janeiro a maio de 2015 os gastos já haviam atingidos a soma de R$ 784.318,03 (setecentos e oitenta e quatro mil, trezentos e dezoito reais e três centavos).

Oposição – A população ribeirinha de Pão de Açúcar entendeu a união do prefeito com o seu opositor como um acordo por debaixo dos panos, uma vez que ambos viviam como cão e gato na cidade. Com isso, o espólio da oposição no município ficou com o médico Eraldinho (PSD) que tem liderado todas as pesquisas eleitorais, já antes deste fato, no município.

O tema do acordo entre o prefeito e o pré-candidato do PMDB tem dominado as discussões nos grupos de redes sociais da cidade. As manifestações contrárias ao acordo disparam. O próprio Flávio Almeida publicou em um dos grupos que os fóruns competentes para esses debates “são as convenções de junho de 2016”.

Já o pré-candidato Eraldo Almeida – Dr. Eraldinho – disse que não vai entrar no mérito da questão das alianças dos adversários. “Entendo que a prioridade do meu debate é discutir a minha cidade, que precisa mudar e sair da estagnação em que vive na atualidade”. Declarou