Raízes da África

Quem matou o vereador Silvânio Barbosa, a política ou a homofobia?

54e0367c ac77 4201 8688 20a2d42671d1

Eu o conheci aos 11 anos, na Escola Estadual Lafayette Belo, no Complexo Residencial Benedito Bentes.

Era um menino pobre, mas, extremamente cuidadoso de gentes, com uma inteligência acima da média e sempre buscava descobrir ângulos, lugares, no desbravar universos díspares.

Um líder nato, que , mesmo assim sofria com o tal bulling, mas,  seguia adiante.

Um menino superpovoado de esperanças. Tinha disposição para correr atrás do que acreditava.

Era um cultivador de sonhos e se determinou a tirá-los da cabeça pra impô-los na vida real. Professora- dizia: vou crescer e um dia vou ganhar mais do que  a senhora.

Fui sua professora de português e língua francesa. Tínhamos uma relação bem legal, quando nos encontrávamos sempre lançava  um: “Comment ça va?”

Na lida da vida, nossos caminhos se separaram, mas, acompanhei  sua ascensão como vereador da capital,Maceió.

 Fincou raízes no Complexo Residencial Benedito Bentes. Faz pouco soube que Silvânio Barbosa foi assassinado a facadas.

Ele tinha uma realidade complexa. Enterrou dois irmãos, o Cícero e o Sérgio ( que também foram meus alunos e morreram assassinados ), pelejou um bocado na vida  e se transformou no cuidador zeloso da mãe.

Vereador atuante e multifacetado tinha falas agudas, que alimentavam  atmosferas ásperas das disputas e contendas.

Sua vida trazia  um repertório eivado de metáforas, como um vocabulário pessoal e intimo, construindo  hiatos, que às vezes, não dialogavam com realidades.

O menino que conheci, aos 11 anos, asseverando ganhos maiores que os meus, sua professora, logrou o  intento e se destacou na multidão, agora está morto.

E quem matou o menino, a política ou a homofobia?

Segue em paz, menino.

Que a terra lhe seja leve.

Todos os dias o Feijão Gourmet te dá independência da cozinha.

B98311b8 f07a 4b55 b1bf adb505b04462

A Ana é  famosa  na cozinha e faz umas receitas saborosas.

Feijoada é uma delas.

E por ter essa mão boa pra cozinhar e diante dos muitos pedidos das gentes que já conheciam o tempero, a Ana resolveu e criou o Feijão Gourmet.

O Feijão Gourmet é repleto de segredos culinários ( desses que não se conta pra ninguém), cheiros e prazeres e conta com uma alimentação que não pesa no seu bolso, mas, vai deixar você com água na boca.

Lá tem um cardápio bem caprichado, com comidas para dar praticidade aos seus dias.

Tudo  bem elaborado  para atender as pessoas mais exigentes, em termos de alimentação.Assim como você.  

Como espaço Delivery, o  Feijão Gourmet tem a missão de libertá-la da cozinha, proporcionando independência e mais tempo.

Dizem que tempo vale ouro, né, mesmo?

Você ainda não conhece o Feijão Gourmet?

O que está esperando? Liga lá e chama a Ana.

Quer o telefone?

Anota aí: 99376-5222. É zap.

 

 

Eu voto no candidato do PSL porque ele é do contra, mas,a favor da arma de fogo- afirma o eleitor.

2b09cb14 38f2 4e48 8321 5b3443630ec4

Porque vou votar no candidato do PSL?

Porque é contra o aborto e a favor do controle de natalidade, é contra a ideologia de gênero, é contra o kit gay e o casamento gay, é contra a adoção de crianças concedida a homossexuais, é contra a corrupção, é contra o Foro de São Paulo (organização formada pra disseminar o comunismo na América Latina), é contra a escola com partido, é a favor da redução da maioridade penal, é a favor dos policiais, da educação de base militar, do liberalismo econômico, da redução da carga tributária, das parcerias público privadas, da privatização das estatais (de algumas apenas) que só servem de corrupção na maioria das vezes, e para negociar cargos e privilégios políticos, emparelhando assim o Estado, é a favor da Operação Lava Jato, da castração química pra estupradores, do cumprimento da pena integral sem redução para crimes de maior potencial ofensivo, é contra o controle da mídia, a favor da liberdade de expressão, a favor da legítima defesa com o uso da arma de fogo, se necessário, e pra quem quiser ter a posse da mesma, e o porte só será concedido ao cidadão de bem, apenas mediante treinamento e testes psicológicos, é a favor da propriedade privada, é contra o banditismo, contra os privilégios fiscais, contra o escudo da lei pra proteger bandidos e menores que cometem crimes, contra o foro privilegiado, contra a impunidade, e é anti-comunista.

Tomara que ele ganhe e que exerça seu mandato com equilíbrio, honradez e com sucesso, afinal de contas, se ele não for bem, todos pagaremos essa conta.

Fonte: internet

Ela tomou água sanitária com cola e o aborto se fez.

8393aed9 1fca 4d9b 9dcd 9126757126dc

 

Ela é uma mulher preta, pobre e usuária de crack.

Ela é uma dessas tantas viciada e anestesiada pelas drogas que  a consome. Pra obter o alimento que a mata, ela vende o corpo. Pro qualquer trocado. E nessas e muitas  trocas sexuais já gerou e pariu muitos filhos.

Recentemente engravidou novamente. Do nono filho.

Sim, nono filho.

A mulher  usuária de crack vivendo todos os abandonos sociais decidiu  pelo aborto.

Tomou água sanitária com coca-cola.

O aborto se fez.

Essa moça da foto é a Tracy Chapman.

B0a1695f 1f25 469d b5ec f9ff4d7fa9f4

Essa moça da foto é a Tracy Chapman. Ela tem 4 Grammys e mais 7 indicações.

Ela é formada em Antropologia com especialização em Estudos sobre a África.

Ela brigou com a gravadora para que seu trabalho não fosse mais explorado e conseguiu ter o direito sobre suas próprias músicas. Exceto as músicas do primeiro álbum (que ainda pertence à gravadora), todas as músicas dela estão disponíveis no Youtube. 

Ela é homossexual e já namorou a Alice Walker, escritora de "A Cor Púrpura"

Ela tem uma voz absurdamente linda e é uma das poucas artistas que eu vi até hoje que soam melhor ao vivo que no estúdio. 

Ela é reconhecidamente uma incrível e talentosa compositora.

Ela canta sobre como o silêncio em relação à violência contra a mulher cria vítimas invisíveis (em 1988, 30 anos atrás)

Ela canta sobre a fronteira violenta entre negros e brancos

Ela canta sobre sua religião e a diversidade religiosa

Ela canta sobre a lógica do consumo

Ela canta sobre relacionamentos abusivos

Ela canta sobre crianças pobres que morrem pela lógica violenta armamentista

Ela canta sobre lugares das grandes cidades que são invisíveis onde vivem as pessoas miseráveis

Dentre tantas outras coisas que ela canta

Eu acho que ela merecia ser mais conhecida pelas pessoas.

Fonte: Moredison Cordeiro 

Vou me tornar um vendedor de sonhos - disse o sociólogo, jornalista e o griot menino, Marcos Romão..

05c90a05 f545 457c a159 ba2aa74a95fe

Ele se foi para as terras do Orun para redimensionar outras vidas por lá, mas bem que lutou para permanecer mais um pouquinho por aqui.

Ele tinha sede de vida.

Marcos Romão, o primeiro sociólogo negro brasileiro a entrar para um serviço público, via concurso, no Rio de Janeiro.

O Marcos Romão do SOS Racismo.

O Marcos Romão da Rádio Mamaterra.

Do Centro Cultural Quilombo Brasil em Hamburgo.

Marcos Romão, o jornalista.

O meu amigo Marcos Romão atravessou a ponte entre o Ayê e o Orum, e eu fico feliz porque pude antes visitá-lo, em companhia da Ivana Moura, e conversar um monte com ele, rir um bocado.

Estive com Marcos, mais uma vez, em agosto. Todas as viagens ao Rio visitá-lo era uma celebração à vida e a coragem que nutria..

Confiante ele fazia planos de vida, como ter uma bicicleta motorizada, e pedalar pelo mundo afora com sua Ortrun Gutke, a amada e valente companheira faz mais de 26 anos, espalhando  sonhos.

Vou me tornar um vendedor de sonhos - disse ele.

O meu amigo, Marcos Romão retornou ao Orun,  como um grande ícone da história negra brasileira e  que deixa esse pedaço de mundo, com a essência  de silêncio e saudade.

O meu amigo Marcos Romão atravessou a ponte entre o Ayê e o Orun e agora vai desacelerar para reconectar com outros tempos e novas histórias cheias de profundezas.

De enfrentamento e luta.

O meu amigo Marcos Romão, um relevante ativista pensante,atuante e transformador  dos entornos sociais. Mais uma enciclopédia Barsa da militância negra brasileira voltou para casa.

Está agora distante da  esquizofrenia do funil que é o  racismo.

Tchau, Marcos!

 

A família avisa: O Velório será amanhã, quarta-feira, dia 05 de setembro, a partir das 9h, no Cemitério Confraria Nossa Senhora da Conceição. 
O sepultamento na parte da tarde, horário a ser confirmado.

R. Gen. Castrioto, 413 - Barreto, Niterói, RJ.

 

 

 

 

 

 

Instituto Raízes de Áfricas tem conversa sobre Políticas Afirmativas, com o Senador Calheiros.

C6f60702 4f7d 48e9 825f 9d9f6392ebae

 

Em conversa ocorrida na noite desta segunda-feira, com o senador Renan Calheiros, a coordenadora do Instituto Raízes de Áfricas, Arísia Barros,  salientou da necessidade que as políticas afirmativas sejam reconhecidas, pelo estado brasileiro, como instrumento de justiça social.

E para tal é necessário a instrumentalização dos parlamentares, na questão.

Renan Calheiros afirmou que seu mandado como senador tem o propósito de ampliar o leque das ações realizadas: como a emenda que possibilitou a construção do Parque Memorial Quilombo dos Palmares, na Serra da Barriga, em Alagoas.

Falou ainda  sobre a criação pelo Senado Federal da Comenda Senador Abdias, e lembrou da resolução que aprovou a política de cotas de 20% para negros em concurso público, como para os terceirizados da Casa.

Arísia Barros parabenizou o senador pelas iniciativas, entretanto ressaltou da real e urgente  necessidade, que o  estado brasileiro efetive e amplie as ações afirmativas. Uma das políticas públicas mais eficazes no combate à desigualdade e à injustiça social.

O Senador, acrescentou que a  pauta continuará a ser discutida, em seu  mandato.

 

 

Leonardo se matou. Tinha 19 anos.

Bc7b6357 ef1d 4ed4 9f0c 90ad72019443

Leonardo tinha 19 anos e residia  no Povoado Olho D’água, na zona rural de Junqueiro.

Junqueiro é um  município do interior de Alagoas.

Leonardo Galdino dos Santos Júnior, foi encontrado morto na madrugada desta segunda-feira, dia 03.

Todas as evidências falam que Leonardo cometeu suicídio.

Ele provocou a própria morte na residência de familiares, no Distrito Luziapolis, município de Campo Alegre.

Estamos no Setembro Amarelo, Mês Internacional de Prevenção ao Suicídio, mas em Alagoas corpos mortos continuam engrossando as estatísticas macabras.

Precisamos falar sobre suicidio , a partir de politicas públicas eficazes e eficientes.

 

Sigo a senhora nas redes sociais e leio tudo que escreve- disse o Sr. José Pereira.

D4e6547a 3ed7 4fe7 81d6 016ffe2f31b8

Ele levantou-se e estendeu a mão para me cumprimentar:
-Bom dia, a senhora não me conhece, mas, eu conheço porque sigo a senhora nas redes sociais e leio tudo.
E eu um tanto quanto emocionada disse:- Vamos tirar uma foto para registrar?
E ele:- Sim, pode postar aí eu aproveito e mando a foto para minha família.
É o Sr. José Pereira, um dos líderes quando foi construído o Conjunto Paulo Bandeira, parte alta de Maceió.
Foi no Conjunto Paulo Bandeira,  quando do Bate papo sobre "Direitos Humanos e a Violência Contra a Juventude Negra", com moradores de uma das periferias mais vulneráveis, em Maceió, que aconteceu na Associação do Conjunto Paulo Bandeira, no bairro Benedito Bentes II, em Maceió/AL.

A ação foi do deputado Paulo Fernandes, o Paulão, então da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmera Federal.

 

Estupro não é motivo para mulher fazer aborto- disse o homem em cima do trio elétrico.

Ee3edefa 657d 4b63 a984 ca687deffefa

 

A manifestação se deu na Praça Vera Arruda, no bairro Stela Maris, em Maceió,AL, no domingo de sol morno.

Com um público em torno de 100 pessoas, o homem (talvez, um religioso)  clamava em cima do trio elétrico para que a platéia repugnasse a idéia do aborto.

Ninguém pode matar vidas- dizia ele. Se fosse assim deficientes e pessoas de mais idade estariam mortas , para não causar despesas ao estado. Nem o estupro é motivo para mulher fazer aborto.

O discurso  fleumática invocava o nome de Deus a toda hora.

E o homem dizia: Até agora não apareceu ninguém com argumento para derrubar nossa convicção. Somos nós que temos a argumentação mais importante e legitima.

Precisamos ficara atentos a essa eleição. Procure saber se seu candidato é a favor do aborto, se for chegue pra ele e diga:- Você acaba de  perder meu voto. Não voto em quem mata vidas.

Enquanto isso a multidão empunhava faixas e distribuía bandeirinhas do Brasil a quem passava.

O que será que Deus pensa do estupro?

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com