Vanessa Alencar

ALE: confira as primeiras propostas dos novos deputados

Vanessa Alencar/CM Aeed7afc d61c 4e24 aff4 37b5f90b3242 Cibele Moura

O primeiro projeto de lei da legislatura que acabou de começar foi protocolado nesta segunda-feira (4) na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) e é de autoria da novata Cibele Moura (PSDB).

A proposta institui a disciplina de Empreendedorismo na grade curricular obrigatória da rede estadual de ensino médio.

Na justificativa do Projeto de Lei Complementar, a mais jovem deputada estadual do País argumenta que a formação para o empreendedorismo é essencial para geração de riqueza, emprego e renda. Ela cita também que os jovens já entendem que, hoje, para ter trabalho a melhor alternativa é empreender.

Pinheiro e falta de água

Já os primeiros requerimentos protocolados são de autoria do também novato Cabo Bebeto (PSL). O parlamentar quer discutir, em audiência pública, a problemática do bairro Pinheiro.

O pedido, protocolado por ele e pelo deputado Léo Loureiro, no dia 1º, foi subscrito por vários parlamentares.

O outro requerimento, também apresentado na sexta-feira passada, visa discutir a constante falta de água em 24 municípios do Agreste de Alagoas.

 

Deputado volta a defender Congresso unificado para evitar "vergonha" ocorrida no Senado

Foto: Vnessa Alencar/Foto: Vanessa Alencar/CadaMinuto 16ef7ef4 1a02 4c77 8dce a85a11b07bc1 Deputado Francisco Tenório

Ao repercutir a patacoada (para usar um termo leve) que tomou conta do Senado ontem e neste sábado (2), o deputado estadual Francisco Tenório lembrou de um PEC apresentada por ele em 2009, quando foi deputado federal. 

A proposta institui o unicameralismo no Brasil, ou seja: extingue o Senado e a Câmara dos Deputados, substituindo as duas casas por um Congresso Nacional unificado, com congressistas eleitos para um mandato de cinco anos.

Para ele, a mudança - que foi arquivada na CCJ da Câmara - poderia evitar os episódios de ontem e hoje, aos quais os brasileiros assistiram, entre atônitos e incrédulos.

"Tudo que houve no Senado é nulo e se for levado à judicialização é nova eleição. Foi uma vergonha a forma como se deu a escolha do presidente do Congresso Nacional. Nada contra o Davi (Alcolumbre), mas todo o processo foi vergonhoso, ilegal e inconstitucional, em desrespeito ao STF. Eu não me orgulharia de ser presidente no lugar do Davi", analisou o parlamentar.

Criticando a bagunça em que se transformou a eleição no Senado, reduzida a "um pleito de grêmio estudantil ou associação de bairro", Tenório lembrou que o Congresso unificado teria uma responsabilidade maior, representando o povo e os estados.

O parlamentar citou ainda outro problema do atual modelo: o choque de interesses: "Não há dúvida que a eleição para a presidência da Câmara, ocorrida antes, influiu na do Senado, onde os dois eleitos são do mesmo partido, o DEM... A eleição do Senado foi tão ridícula que o candidato considerado mais forte renunciou".

O deputado explicou também que, diferentemente de outros países, o Brasil é o único no mundo com esse modelo bicameral concorrente, onde uma casa concorre com a outra. "A mudança não traria prejuízo ao país, mas uma enorme economia, basta ver os orçamentos das duas casas. Seria uma economia financeira e processual, pois hoje há processos que tramitam há 20 anos", frisou, em entrevista ao blog.

Marcelo Victor faz gracejo sobre apoio de colegas e diz não ter notado ausência de Olavo

Foto: Vanessa Alencar/Cada Minuto/Arquivo 14018297151172 Deputado Marcelo Victor

“Bondade e generosidade... Eles são todos muito bonzinhos comigo”, respondeu o presidente eleito da Assembleia Legislativa (ALE), Marcelo Victor (SD), ao ser questionado pelo blog sobre as circunstâncias que o levaram a ser escolhido por unanimidade pelos pares presentes à votação.

Fiel, o grupo já havia batido o martelo em torno de seu nome vários dias antes do pleito.

O gracejo arrancou risos dos jornalistas que participavam da coletiva, onde Marcelo falou também sobre outros assuntos. Ele disse não ter reparado na ausência do deputado Olavo Calheiros - único a não participar do pleito - na votação e, ao ser lembrado que o colega deixou o plenário após a posse, resumiu: “É um direito”.

Ao falar sobre a relação com o governo após a queda de braço envolvendo justamente a pré-candidatura de Olavo, tentou apaziguar os ânimos: “Segue excelente. Nós sempre fomos parceiros do governador, da base aliada, e apoiaremos toda medida que seja em prol da sociedade”.

Acerca de sua gestão à frente da Casa de Tavares Bastos, garantiu: “Os deputados irão se reunir e decidir o que vão votar e o que querem votar. Essa será minha bandeira, a bandeira de dividir o poder, participar...”.

Hotsite do governo irá reunir todos os dados sobre o Pinheiro

Cortesia - Internauta - Arquivo 564256e5 82f2 452a 9e10 ec315d4729bf Bairro do Pinheiro, em Maceió

Quando começaram os problemas estruturais no Pinheiro, quais as áreas de maior risco e o que está sendo feito para resolver a situação? nos próximos dias, os moradores da região e a população em geral poderão encontrar respostas para esses e outros questionamentos em um só lugar.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), está finalizando os preparativos para lançar um hotsite sobre o bairro, reunindo prestação de serviços e os dados importantes colhidos até o momento.

A ideia é colocar todas as informações em uma mesma plataforma, para facilitar a busca.

Consequentemente, o conteúdo online especial também servirá como uma espécie de agência de checagem para combater as - infelizmente - tão populares Fake News.

Câmara de Rio Largo contrata empresa para realizar concurso público

RioLargoWeb/Arquivo 8ba099f9 c926 42d0 9d5f 39b9921fe137 Câmara Municipal de Rio Largo

A Câmara Municipal de Rio Largo contratou a empresa Futura Ensino e Formação Profissional LTDA como organizadora do concurso público para preenchimento de cargos efetivos na casa legislativa.

O extrato do contrato - sem ônus e com vigência de 12 meses - foi publicado no Diário Oficial do dia 28 deste mês.

Conforme a publicação, caberá a empresa a elaboração dos editais, aplicação e correção das provas, divulgação do gabarito e resultado final, análise dos eventuais recursos, e os demais atos necessários à realização do certame.

Há cerca de um ano, em fevereiro do ano passado, os vereadores firmaram um TAC com o Ministério Público Estadual, onde os poderes legislativo e executivo se comprometeram a realizar concursos públicos para regularizar a contratação de pessoal.

Ainda não foram divulgadas a relações de cargos e vagas para o certame, mas em entrevista ao blog em junho de 2018, o então presidente da Casa, vereador Zeca Farias (PCdoB), disse que estão previstas vagas para procurador, contador, motorista e segurança.

Mexeu com um, mexeu com todos, diz JHC a colegas “eleitores”

Reprodução 094e59cc 91bb 4135 a0e5 aaa9151b8dcb Deputado JHC

Pré-candidato à presidência da Câmara, o deputado federal JHC (PSB) está em plena campanha, principalmente nas redes sociais. Em vídeo dirigido aos colegas eleitores, o parlamentar prometeu que, com ele presidente, acabou o tempo “de atacar, ameaçar e desrespeitar um deputado no exercício do mandato”.

O vídeo foi divulgado nesta terça-feira (29), mesmo dia em que a Câmara publicou a renúncia oficial do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) ao mandato. O parlamentar explicou que decidiu abandonar o parlamento e se mudar do país por conta das ameaças de morte e da campanha de difamação das quais tem sido vítima.  

“Com presidente serei advogado de cada um de vocês. Se for preciso eu mesmo farei a sustentação oral nos tribunais superiores”, acrescentou JHC, frisando ter capacidade, coragem e experiência para enfrentar qualquer desafio a fim de garantir a soberania dos mandatos.

“Nossa ordem será: atingiu um deputado, atingiu o plenário”, concluiu o alagoano.

 

Dez servidores públicos federais são expulsos em AL em 2018

Foto: Divulgação 93f99ce9 4273 47ca 914b c0d839c118d1 Prédio da CGU

Em 2018, 150 servidores públicos federais foram punidos por irregularidades e atividades contrárias à lei em todo o Nordeste. Deste total, dez trabalhavam em Alagoas.

Conforme a Controladoria Geral da União (CGU), todas as demissões no Estado foram de funcionários efetivos.

Ainda segundo a CGU, o principal, motivo das expulsões foi a prática de atos de corrupção, com 70% do total, seguido de abandono de cargo, inassiduidade ou acumulação ilícita de cargos, com um caso cada.

 

Entre todos os estados da federação, Alagoas ocupa a 17ª posição em número absoluto de servidores punidos, juntamente com Rondônia.

                           

Nos outros estados nordestinos os números foram os seguintes: Pernambuco (38), Maranhão (28), Bahia (24), Paraíba (16), Ceará (13), Piauí (9), Rio Grande do Norte (9) e Sergipe (3).

 

O levantamento foi divulgado pela CGU nesta segunda-feira (28).

Cabo Bebeto assume PSL de Maceió com foco em 2020

Assessoria B5472909 6d2c 4587 ae18 cef78b8cb64a Cabo Bebeto

O deputado estadual eleito, Cabo Bebeto, assumiu a presidência do PSL em Maceió. Josan Leite, que concorreu ao governo do Estado no pleito de outubro, ficou com a vice-presidência do diretório municipal.

Por meio de sua assessoria de Comunicação, o parlamentar disse que pretende fortalecer o partido para as próximas eleições municipais, em 2020.

Ainda sem citar nomes, Cabo Bebeto contou que já iniciou as articulações com “importantes lideranças”.

O novo deputado toma posse junto com os demais integrantes da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) na próxima sexta-feira, 1º de fevereiro.

Renan ironiza suposto apoio do MDB a Tebet: “Deve ser o apoio do Eduardo Cunha”

Foto: Reprodução / Internet 390fe527 4dc6 453b 8253 9da13a1955e9 Senador Renan Calheiros

 

Pré-candidato à presidência do Senado, Renan Callheiros ironizou o suposto apoio da cúpula do MDB a sua rival na disputa interna pelo cargo: Simone Tebet (MS).

No Twitter, o senador disse que a declaração de Simone Tebet de que ‘a cúpula do MDB a apoia’, o levou a uma inevitável reflexão: “Moreira Franco, João Henrique, Eliseu Padilha e Eunicio Oliveira não apoiam; Michel Temer e Romero Jucá disseram-me que não apostam na divisão. Deve ser o apoio do Eduardo Cunha - através de Carlos Marun (agora no Paraná, na Itaipu) - principal estrategista desse empreendimento”.

Nomeado para conselheiro da hidrelétrica de Itaipu no apagar das luzes do governo Temer, Marun ficou conhecido como um dos apoiadores mais ferrenhos de Cunha, preso em Curitiba em decorrência da Operação Lava Jato.

Ao colocar a dupla (Cunha e Marun) na conta de "estrategistas" da candidatura de Tebet, Renan deixa claro: a trégua (que possivelmente nunca existiu) acabou.

Governador sanciona, com vetos, Orçamento de 2019

Vanessa Alencar/CM/Arquivo C01b38af a9f6 43b8 93ab 73460d44b680 Governador Renan Filho

O governador Renan Filho sancionou a Lei Orçamentária Anual (LOA) que estima a receita e fixa a despesa de Alagoas para o exercício financeiro de 2019. A sanção, com alguns vetos parciais a emendas parlamentares, foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (24).

A sanção ocorre cerca de um mês após a aprovação do Projeto de Lei Orçamentária Anual na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), no dia 26 de dezembro do ano passado.

Os vetos devem ser apreciados pela nova legislatura, que toma posse no dia 01 de fevereiro.

O Orçamento do Estado para este ano é estimado em R$ 9,8 bilhões.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com