Vanessa Alencar

Vaza Jato: “Último degrau da indigência. Desprezíveis”, diz Renan sobre novas mensagens

FolhaPress/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

 

O senador Renan Calheiros (MDB) usou suas redes sociais nesta terça-feira (27) para repercutir o conteúdo das novas mensagens do Telegram envolvendo os integrantes da força-tarefa da Lava Jato. Conforme o novo conteúdo divulgado em reportagem do Uol, em parceria com o The Intercept Brasil, o grupo questionou o luto do ex-presidente Lula (PT) em relação a morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia  - ocorrida em fevereiro de 2017 – e, posteriormente, acerca das mortes do irmão e do neto do ex-presidente.

“Não basta perseguir, condenar @LulaOficial sem prova, acobertar investigados, faturar alto com ilegalidades.Tem que tripudiar sobre a dor inigualável da perda de uma esposa, um neto, um irmão. Último degrau da indigência. Desprezíveis”, escreveu o senador em sua conta no Twitter

Na mesma postagem, Calheiros também compartilhou a reportagem do Uol intitulada “Procuradores da Lava Jato ironizam morte de Marisa Letícia e luto de Lula”.

As mensagens mostram suposições envolvendo a morte da ex-primeira-dama, decorrente de um AVC - “Estão eliminando testemunhas” - e o possível uso político e “vitimização” que Lula faria do falecimento de Marisa Letícia e, em outras ocasiões, das mortes do irmão dele, Vavá e do neto, Arthur, ocorridas em janeiro e março deste ano, respectivamente.

"O safado só queria passear", disse um dos procuradores sobre o pedido do ex-presidente para acompanhar o enterro do irmão.

 

"Vamos Conversar?”: encontro gratuito aborda depressão e suicídio

Imagem ilustrativa/Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Depressão

A depressão e suas implicações será tema do primeiro encontro “Vamos Conversar?”, que acontece na próxima quinta-feira (29), às 19h, no auditório do Seminário Arquidiocesano (em frente ao Colégio Marista, no Farol). Organizado pelo grupo de apoio voluntário contra o suicídio, o “Nós pela vida”, o evento é gratuito e as inscrições, limitadas, podem ser feitas por WhatsApp.

Os palestrantes são Carlos Gonçalves - psicólogo, jornalista e blogueiro do CadaMinuto - e o psiquiatra Francisco de Freitas Machado Netto. Eles irão abordar o tema suicídio e depressão.

“Em vista a situação alarmante de pessoas acometidas por depressão, tristezas e angústias, que tem levado a um número preocupante de suicídios em nossa cidade, formamos um grupo que busca, através do diálogo, discutir todas as implicações das chamadas doenças da alma. E assim nasceu o grupo “Nós pela Vida” e o projeto “Vamos Conversar?”. Somos um grupo de apoio contra o suicídio e pela vida”, explicou a professora e jornalista Sílvia Falcão, integrante do Nós pela vida. 

Segundo ela, a ideia é realizar mensalmente palestras seguidas de rodas de conversas, sempre com a presença de profissionais, sobre temas que visem esclarecer e ajudar a combater as doenças e situações que podem levar ao suicídio.

O “Vamos conversar?” tem o apoio do Seminário Arquidiocesano de Maceió, SOS  Mães Bauru e CVV.

Inscrições pelo (82) 99687-9166 (Sílvia Falcão).

“Se tem alguém capaz de se refazer, esse alguém é você”

CadaMinuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Vanessa Alencar

Sou ansiosa. Se tiver paciência de ler até o fim, entenderá porque começo o texto dizendo isso. Embora guarde em mim uma alegria insistente e sobrevivente, costumo “prever” e vislumbrar os piores cenários... Se alguém se atrasa para chegar e está com o celular desligado, por exemplo, penso logo em sequestro, atropelamento. Se estou feliz, vem o pensamento: deve ser porque fechei o ciclo e minha missão aqui foi encerrada com êxito...  Será que vou morrer? (Risos).

E se, ao invés de morrer logo, eu viver até ficar bem velhinha, doente, senil e sozinha, vendo morrer uma a uma as pessoas que eu amo?

E se o elevador cair? O apartamento pegar fogo? E se não existir vida após a morte?

Claro que tenho formas de lidar com essa ansiedade e não abro mão delas. Brinco sempre com as minhas amigas que minha principal meta de vida é “permanecer sã”.

E sigo. Sigo tentando ao máximo não racionalizar tanto e entender que eu não controlo quase nada, embora suponha que permanecer acordada durante o voo irá manter o avião no ar...

Sigo tentando ao máximo esquecer os “se” que insistem em atiçar minhas insônias, pois já dizia a magnífica Clarice Lispector: “Não se preocupe em entender. Viver ultrapassa todo o entendimento”.

E sigo. Sigo tentando lembrar, racionalmente, que os “se” de fato não existem. Só existem o agora e o que passou, mas não pode ser mudado. “Se amanhã não for nada disso, caberá só a mim esquecer... O que eu ganho, o que eu perco ninguém precisa saber”.

Passei por muitas tempestades, reviravoltas e mudanças, desde criança. Talvez venha daí, de muito longe, meu apego aos portos. Eu não posso mudar o que passou, porém tem algo maravilhoso em ter passado por tantas “noites traiçoeiras”: eu sei que posso sobreviver.

Hoje estou feliz e agradeço muito a Deus por todos os presentes que Ele me deu. São muitos e não têm preço. “Se” amanhã eu estiver triste, “se” amanhã eu quebrar em mil pedacinhos, será outra história. Vou simplesmente lembrar a frase que uma grande amiga me deu de presente esta semana: “Se tem alguém capaz de se refazer, esse alguém é você”.

Feliz aniversário!

               

 

Prefeitura abre processo seletivo para cargos de nível superior

Ilustração/Internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Processo Seletivo Simplificado - PSS

A Prefeitura Municipal de Estrela de Alagoas, por meio da Secretaria Municipal de Administraçãom divulgou que, entre os dias 2 e 6 de setembro deste ano, as inscrições para Processo Seletivo Simplificado (PSS) para cinco cargos de nível superior.

As vagas são para psicólogo (uma); profissional de Educação Física (duas); nutricionista (uma) e fisioterapeuta (uma). 

As inscrições serão feitas no Setor de Recursos Humanos, localizado no prédio anexo da prefeitura, de 8H às 12h. 

Conforme a publicação que consta no Diário Oficial do Estado de quinta-feira (22), o edital está disponível no site www.estreladealagoas.al.gov.br.

Lei Maria da Penha: nomeação de condenado também pode ser vedada em Maceió

Dicom CMM/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Vereadora Silvânia Barbosa

Tramita na Câmara Municipal de Maceió (CMM) um projeto de lei, de autoria da vereadora Silvânia Barbosa, que veda a nomeação, para cargos comissionados no âmbito do Município de Maceió, de pessoas que tenham sido condenadas (em decisão transitada em julgado) com base na Lei Maria da Penha.

 

A proposta segue os moldes da lei estadual - sancionada no começo deste mês pelo governador Renan Filho - de autoria da deputada estadual Cibele Moura. A legislação veda a contratação em todas as esferas da administração pública direta e indireta do Estado.

 

O PL de Silvânia recebeu parecer favorável do vereador Francisco Filho, na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Câmara.

 

O parecer, publicado no Diário Oficial de Maceió desta quinta-feira (22), destaca que o projeto é mais uma importante ferramenta de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica e que o Poder Público não pode ficar indiferente ao grave problema social.

 

Como disse em relação à matéria de Cibele Moura, repito: qualquer iniciativa que vise prevenir, coibir e punir esse tipo de crime é louvável e merece aplausos.

Vereadora tenta emplacar meia-entrada em cinemas para servidores públicos

Ascom Câmara Municipal de Maceió Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Vereadora Ana Hora

Um Projeto de Lei de autoria da vereadora Ana Hora estende aos servidores públicos o direito ao pagamento de meia-entrada nos cinemas da capital. A matéria, no entanto, foi “barrada” na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Maceió (CMM).

 

Conforme o relatório assinado pelo vereador Francisco Holanda Filho, a matéria recebeu parecer contrário da Procuradoria da Casa, que opinou pela “ilegalidade, inconstitucionalidade, antijuridicidade e antiregimentalidade do projeto”.

 

Ainda conforme o parecer, o PL viola a Constituição Federal e a isonomia, na medida em que determina tratamento desigual sem qualquer razoável justificativa.

 

Leia-se: sem explicar os motivos da benesse - aqui friso, não se trata de desmerecer a categoria, tão importante quanto qualquer outra - e sem entrar no mérito de quem pagaria a conta.

 

“Vale destacar que várias leis municipais de conteúdo semelhante estão sendo judicialmente questionadas nos Tribunais pátrios, inclusive com ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal”, conclui o acertado parecer de Holanda.

 

Mesmo com o parecer contrário, a vereadora ainda pode recorrer para que o PL seja levado ao plenário.

Deputados criticam “boicote” de prefeito a deputada durante festa de emancipação

Vinícius Firmino/Ascom ALE Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputada Ângela Garrote

A disputa política em Palmeira dos Índios voltou a ser destaque na tribuna da Assembleia Legislativa de Alagoas na sessão desta quarta-feira (21), quando a deputada Ângela Garrote - apontada como pré-candidata ao cargo de prefeita – discursou em homenagem aos 130 anos da Emancipação Política da cidade.

Em aparte, o Cabo Bebeto lamentou o episódio ocorrido ontem, durante a comemoração na cidade. Ele contou que ouviu relatos de que o prefeito Julio Cezar desviou o tradicional percurso do desfile para não passar pelo camarote da deputada e prejudicou, deliberadamente, a visibilidade das festividades pelo grupo que estava no camarote.

Bebeto repudiou a postura do prefeito e Antônio Albuquerque também lamentou o ocorrido, destacando a história e a atuação da colega em Palmeira dos Índios, independente de questões políticas.

Partiu de Inácio Loiola, no entanto, as críticas mais duras: “Vossa excelência foi boicotada, em uma atitude pequena, insignificante e pusilânime do prefeito...”.

O parlamentar também comparou Júlio Cezar a um personagem folclórico de Piranhas, conhecido como “Nequinho de Véio”: “Nequinho enganava todo mundo em Piranhas, todas as eleições... Prometia votos a todos os candidatos a prefeito e vereador e no final descobrimos que nem eleitor de lá ele era... O prefeito Julio Cezar também prometeu votos a todo mundo, por isso comparo ele a Nequinho que, no século passado, enganou a todos”.

Estado contrata empresa para realizar concurso público para 85 vagas na Sefaz

Ilustração Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Concurso público

O Estado de Alagoas, por meio da Secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), contratou o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), localizado em Brasília, para organização e realização de concurso público para provimento de 85 vagas na Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Conforme o extrato do contrato, publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (21), serão oferecidas 60 vagas para o cargo de Auditor Fiscal da Receita Estadual (AFRE) e 25 vagas para o cargo de Auditor de Finanças e Arrecadação (AFCA)m com salários entre R$ 8 mil e R$ 9 mil.

A empresa foi contratada por R$ 476.745,44 (quatrocentos e setenta e seis mil, setecentos e quarenta e cinco reais e quarenta e quatro centavos). O prazo de vigência do contrato é de 24 meses, a contar de hoje.

A expectativa é que o edital seja divulgado até o final de setembro deste ano.

Promulgada lei que garante meia-entrada a professores em estabelecimentos e eventos culturais

Ascom Assembleia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Ricardo Nezinho

O deputado Marcelo Victor, presidente da Assembleia Legislativa (ALE), promulgou a lei que institui a meia-entrada para professores da rede pública e privada de todo o estado de Alagoas, em estabelecimentos e eventos de lazer e culturais. A lei, de autoria do deputado Ricardo Nezinho (MDB), foi publicada no Diário Oficial do Poder Legislativo desta segunda-feira (19) e já está em vigor.

Com isso, todos os professores da rede pública e privada, de todos os níveis de ensino, terão direito ao pagamento de meia-entrada (50%) em estabelecimentos culturais e de lazer, a exemplo de cinemas, teatros, museus, circos, casas de shows e quaisquer outros ambientes, públicos ou privados, que realizem espetáculos artísticos ou culturais.

O benefício é extensivo aos professores aposentados e aplica-se a todos os eventos promovidos por quaisquer entidades, realizados em estabelecimentos públicos ou particulares.

Para ter direito a meia-entrada, os professores devem comprovar a condição de docentes, mediante apresentação de documento de identidade e carteira funcional ou contracheque. E, no caso dos aposentados, comprovante de renda identificando a função exercida.

A lei estabelece ainda que os estabelecimentos devem afixar na bilheteria, em locais de grande visibilidade, anúncio contendo a seguinte informação: "É assegurado a todos os professores ativos e inativos o pagamento de meia-entrada neste estabelecimento".

O descumprimento da legislação ensejará multa no valor de 100 vezes o valor do ingresso.

Prefeituras alagoanas definem empresas para organizar concursos públicos

Ilustração Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Concurso público

Na semana passada, duas prefeituras alagoanas divulgaram, no Diário Oficial dos Municípios, a contratação de empresas para elaboração e execução de concursos públicos.

A Prefeitura de Pariconha publicou o extrato do contrato firmado com o Instituto de Administração e Tecnologia (ADM & TEC), de Recife (PE), no valor global de R$ 280 mil e vigência de 365 dias, a contar de 30 de julho deste ano.

Já a Prefeitura de Coité do Nóia habilitou a Fundação Vale do Piauí (Funvapi) para planejar, organizar, realizar provas e processar resultados de concurso público e processo seletivo para provimento de cargos efetivos no município. 

Conforme a publicação, a Fundação cumpriu todas as exigências para habilitação dispostas no edital de licitação. A outra empresa participante ainda pode recorrer do resultado até a próxima quinta-feira, 22 de agosto. 

De acordo com informações preliminares, serão ofertadas vagas para os níveis fundamental, médio e superior, com salários até R$ 3 mil.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com