Vanessa Alencar

Iprev de Maceió deve abrir seleção para 14 vagas com salários até R$ 4.584

Secom Maceió/Arquivo 695fc002 3813 4e3b 9a34 b15dc94a5bfb Sede do Iprev de Maceió

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Maceió (Iprev) está recebendo propostas para contratação de pessoa jurídica destinada a organizar Processo Seletivo Simplificado (PSS) para preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva no órgão.

 

O aviso de cotação foi publicado no Diário Oficial de Maceió desta quarta-feira (12).

 

Conforme o Termo de Referência para contratação da empresa organizadora devem ser oferecidas 14 vagas, sendo oito para médico perito (nível superior), uma para analista previdenciário (nível superior) e cinco para técnico previdenciário.

 

Os salários variam entre R$ 1.041,82 e R$ 4.584,01.

Câmara de Delmiro contrata empresa para realizar concurso público

Google Maps Ae44e461 556c 44dc b3db dced9e107b8d Câmara de Delmiro Gouveia

A Câmara Municipal de Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas, contratou a Fundação Vale do Piauí (Funvapi) para organizar o concurso público para preenchimento de cargos efetivos no Poder Legislativo local.

 

Conforme o extrato do contrato, publicado na semana passada, no Diário Oficial dos Municípios, a empresa contratada por 180 dias terá sua contraprestação exclusivamente por meio do recolhimento do pagamento das taxas de inscrição.

 

Nesta terça-feira (11), o presidente da Câmara, vereador Ezequiel de Carvalho Costa, nomeou quatro servidores para comporem a comissão especial organizadora do certame.

 

Ainda não há data para realização do concurso, nem foram definidos pontos como número de vagas, salários e funções.

 

O certame é fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em maio deste ano, entre a Câmara de Delmiro Gouveia e o Ministério Público Estadual (MP/AL), após denúncias de servidores contratados irregularmente no parlamento.

JHC quer detalhes sobre visita que agressor de Bolsonaro fez à Câmara

Agência Câmara/Arquivo C883b732 1880 4c7c 9f1f c1898a283910 Deputado JHC

O deputado federal JHC (PSB), terceiro-secretário da Câmara dos Deputados, quer informações sobre a visita que Adélio Bispo de Oliveira, autor do atentado contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), fez à Câmara no dia 6 de agosto de 2013.

A informação foi divulgada pelo portal O Antagonista.

O parlamentar alagoano protocolou ofício ao diretor do Departamento de Polícia Legislativa (Depol), Paul Pierre Deeter, requerendo imagens e informações sobre a visita, que foi noticiada pelo mesmo portal.

JHC quer saber, entre outras coisas, para onde o acusado disse que iria e com quem se encontrou naquele dia.

Renan Filho decreta luto oficial em AL pela morte de vereador

Reprodução/Assessoria/Arquivo 3471f84e a0d3 479d 9b61 d71cfd58ea0f Renan Filho e Silvânio Barbosa

O governador Renan Filho (MDB) decretou luto oficial de três dias em Alagoas, em virtude da morte do vereador por Maceió, Silvânio Barbosa (MDB), cujo corpo foi encontrado no sábado (08), no apartamento da vítima.

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (10).

No texto, o governador destaca os relevantes serviços prestados por Silvânio, como vereador e  líder comunitário, principalmente em prol da comunidade do bairro Benedito Bentes e da população mais carente da capital.

No sábado, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) também anunciou que irá decretar luto oficial de três dias em Maceió.

Deputado quer batizar via principal do Benedito Bentes com nome de Silvânio Barbosa

Divulgação/Arquivo Ef8d8296 c053 458d bb57 5c47c0c60dd9 Silvânio Barbosa em evento no Benedito Bentes

O deputado estadual Isnaldo Bulhões (MDB) protocolou nesta segunda-feira (10), na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), um projeto de lei denominando de Avenida Vereador Silvânio Barbosa a via conhecida como Avenida Benedito Bentes, no bairro de mesmo nome.

 

Na justificativa, o parlamentar, que é do mesmo partido do vereador brutalmente assassinado, destaca a trajetória profissional de Barbosa e sua atuação, principalmente nas áreas de saúde pública, educação, moradia e transporte.

 

Uma justa homenagem ao vereador cujo atuante mandato se confunde com a história recente do complexo e da própria Câmara Municipal de Maceió (CMM).

 

Museus: R$ 268 mil; Festas: R$ 50 milhões, compara deputado

Assessoria/Arquivo 298ceb0c 0f6c 4190 ba70 ad244a924300 Pedro Vilela

O deputado federal Pedro Vilela (PSDB), um dos políticos alagoanos a lamentar o incêndio que destruiu o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, criticou o abismo entre os gastos com essas instituições culturais e outras despesas públicas.

“O que foi gasto pelo Museu Nacional do Rio de Janeiro até este mês, no ano de 2018, equivale a 268 mil reais. Os dados mostram que isso equivale a dois minutos dos gastos do Poder Judiciário ou a 15 minutos dos gastos deste Congresso Nacional”, afirmou o parlamentar, durante a sessão de terça-feira (04), na Câmara dos Deputados.

Ainda segundo Vilela, em 2017 o governo federal gastou mais de R$ 50 milhões em eventos, festividades e bufês, deixando claras as prioridades do país.

“Enquanto não ficar claro que prioridade para o povo brasileiro é acabar com fila em posto de saúde, é dar qualificação ao professor, é criar creche e escola, e não gastar com festividades e bufês ou aumentar salário de quem já ganha muito bem, este Brasil não vai para frente”, afirmou.

João Luiz critica guia eleitoral: “Fofoca e conversa fiada”

Ascom ALE/Arquivo 0b93e667 19e8 4c3d a110 b5f86d519edc Deputado Pastor João Luiz

O deputado estadual Pastor João Luiz (PRTB), candidato à reeleição, criticou o formato do guia eleitoral exibido nos rádios e TVs. Segundo ele, o espaço não tem sido propositivo: “É um tentando desconstruir a imagem do outro... O guia eleitoral hoje é fofoca, desconstrução de imagem, conversa fiada... Não vejo isso como bom para a democracia”.

A afirmação foi dada em entrevista à assessoria de Comunicação da Casa de Tavares Bastos na tarde desta quarta-feira (05), quando não houve sessão por falta de quórum. Apenas ele e o deputado Bruno Toledo (PROS) estavam no plenário no momento da chamada.

Na conversa, João Luiz revelou, inclusive, que não gravou para o guia, por discordar do formato: “Tem que gravar com foto da majoritária atrás, dizendo em quem você vota e eu queria gravar dizendo o que quero fazer”, justificou.

Lembrando que todos os candidatos, principalmente majoritários, deveriam ter tempo para expor seus programas de governo, para serem cobrados depois das eleições, exemplificou:

“Tenho acompanhado João Amôedo (candidato a presidente da República pelo Novo)... São impressionantes as ideias dele, a trajetória, mas ele tem 30 segundos na televisão. Você acompanha Marina (candidata à presidência, pela Rede), que talvez herde a votação de Lula, e ela não tem tempo de TV... Tem Heloísa Helena (candidata a deputada federal, pela Rede), que é a pessoa mais honesta de Alagoas... Queria vê-la na Câmara dos Deputados e ela tem oito segundos de TV”.

Para o parlamentar, devido a má distribuição do tempo de TV no guia, o brasileiro está escolhendo seus candidatos pela vontade das redes de TVs, pelas pesquisas de opinião e pelas  redes sociais, e não pela opinião desses postulantes aos cargos públicos.  

Canuto se licencia da Câmara e mais um suplente assume vaga

Assessoria/Arquivo Ff12b52a 87f4 4eb2 9e01 965f7c7742b2 Vereador Eduardo Canuto

 

O vereador Eduardo Canuto (PSDB) anunciou na tarde desta terça-feira (04), durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Maceió (CMM), que está se licenciando do mandato por quatro meses para se dedicar à campanha de deputado federal e também por questões pessoais.

“Estou enfrentando processo duro, longo, mas muito forte. Com certeza que estou no caminho certo. De cabeça erguida... Posso dar, se eleito, grande contribuição a sociedade... Se Deus quiser, voltarei até dezembro, porque janeiro será uma nova luta”, afirmou, confiante.

Com o afastamento, quem assume a cadeira é o ex-vereador Cleber Costa (PP).

A despedida ocorreu no mesmo dia em que o suplente do vereador Jônatas José Oliveira de Omena (PPL) assumiu a vaga de Francisco Sales, que também se licenciou para se dedicar à campanha de deputado estadual.

Canuto anunciou que, com seu afastamento, o vereador José Márcio Filho (PSDB) será o novo líder do prefeito Rui Palmeira na Casa.

Lula está mantido como plano “A”, avalia Paulão

Vanessa Alencar/CM C39e6774 ddcc 423d 8023 8e693b1e3e0f Deputado Paulão

O deputado federal Paulão (PT) confirmou que, até o momento, está mantido o plano "A", com a candidatura do ex-presidente Lula (PT) à presidência da República.  A ideia, segundo ele, é recorrer a todas as instâncias possíveis jurídicas no país e até a mecanismos internacionais na tentativa de manter a candidatura.

“Amanhã pode mudar, mas tem que ser uma decisão do partido e principalmente do próprio Lula. Antes de qualquer decisão, ele (Fernando Haddad) vai escutar o Lula, só a partir daí a gente pode tomar encaminhamento. Eu avalio que continua o plano A... Se houver mudanças, ele (Lula) vai participar dessa autorização”, destacou Paulão.

Em entrevista ao Blog neste domingo (02), antes da coletiva concedida pelo candidato a vice-presidente Fernando Haddad (PT), em Maceió, o deputado federal classificou a decisão do TSE de “política”, lembrando que a recomendação do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) de liberar o registro de candidatura do ex-presidente tem paridade constitucional, já que o Brasil subscreveu vários dos tratados da entidade.

O parlamentar também criticou a proibição das visitas ao ex-presidente por correligionários, na carceragem da PF, em Curitiba e lembrou que, mesmo tendo presidido a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, também teve negado o direito a visitar Lula na cadeia.

“Para você ter uma ideia, quando Lula era sindicalista e foi preso, o senador Teotonio Vilela, o pai do ex-governador, o visitou, em pleito período ditatorial. E hoje, no período que a gente chama pós-democrático, acontece isso... Isso é muito grave pra o estado democrático de direito. Votar ou não no Lula não é a questão maior. A gente quer que ele tenha oportunidade de ser candidato e o povo vote ou não... O que não pode é ter um processo da ditadura de ‘toga-midiática’ evitando que ele seja candidato”, concluiu.

Renan Filho diz que ajudará Haddad a ser conhecido no NE

Vanessa Alencar/CM 434f68e6 a787 4fa0 b041 435752167042 Com os Calheiros e Paulão, Haddad participa de coletiva em Maceió

"Ele vai ficar conhecido agora. Ele é o candidato do Lula. As pessoas terão muita curiosidade em saber quem é o candidato de Lula no Nordeste, não tenha dúvida disso e nós vamos ajudar", afirmou o governador Renan Filho, ao ser questionado sobre o fato de Fernando Haddad - que segue como candidato a vice na chapa encabeçada pelo ex-presidente - ainda ser pouco conhecido na região.

Ainda sem confirmação sobre a mudança na chapa após a decisão do TSE de indeferir o registro da candidatura de Lula, com base na Lei Ficha Limpa, o governador reforçou: “Nós vamos com Haddad”.

E explicou a escolha: “Nós temos uma ligação estreita com o pensamento do presidente Lula de desenvolver o Nordeste, de valorizar sobretudo quem precisa mais... E nós acreditamos que Fernando Haddad, com esse pensamento e buscando imprimir um novo ritmo de crescimento para o país, pode melhorar a região e fazer o Nordeste crescer mais do que o restante do Brasil, o que só aconteceu quando Lula foi presidente da República”.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com