Mea culpa: Biu diz que Senado assiste “de camarote” disparada dos juros

Foto: Agência Senado 63f3c8c6 cc83 4367 862f 147edea10be1 Senador Benedito de Lira

O senador Benedito de Lira (PP) chamou a atenção, durante pronunciamento nesta quarta-feira, 29, para o que quase todo brasileiro já sabe: os juros do cheque especial e do cartão de crédito são abusivos e estão entre os mais altos do mundo.

Reconhecendo que a situação é "vergonhosa", Lira puxou a própria orelha e a dos colegas: “Há centenas e milhares de empresas fechando as portas, outras dezenas e centenas de empresas entrando em recuperação judicial, e nós não fazemos absolutamente nada. Assistimos a isso de camarote. É essa a obrigação que nós temos? E o que é que nós estamos fazendo aqui? Discutindo politicagem, discutindo política, discutindo determinados assuntos que não levam a lugar nenhum, a nada? Não”.

Lira se baseou em dados do Banco Central (BC) para fazer a reclamação. De acordo com a instituição, os juros do especial subiram de 308,7% em abril para 311,3% em maio deste ano, a maior taxa em 22 anos.

A situação é ainda pior em relação ao cartão de crédito, cujos juros médios aumentaram de 452,4% em abril para 471,3% em maio.

O senador lembrou ainda que, nas operações de crédito para pessoas físicas, a alíquota média cobrada pelas instituições bancárias atingiu 117,6% ao ano em 2015 e também subiram os juros para financiamento em geral.

Ele cobrou do governo federal e do BC medidas para a redução dos juros, cobrou dos colegas contribuições para mudar o quadro e alfinetou as instituições financeiras que, segundo ele, seguem “muito satisfeitas”, apesar da crise.

“O que essas cifras mostram? Mostram que, apesar de o País estar passando por um período crítico tanto na economia quanto na política, alguns setores da sociedade estão bastante satisfeitos. Agora, eu pergunto: qual o setor da sociedade que está satisfeito? Claro que eu não estou falando dos brasileiros que veem o fantasma do desemprego rondando suas vidas, que têm seus salários drenados”, disse o senador.

Lembrando que, em reportagem de dezembro de 2015, ao se referir aos juros das linhas de crédito oferecidas no Brasil, o jornal The New York Times disse que eles "fariam um agiota americano sentir vergonha", o senador disse, por fim, que está trabalhando em um projeto no sentido de mudar essa realidade.

Ufa!

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Além de Marx Beltrão, outros peemedebistas estão no páreo por Ministério

Foto: Assessoria Beed107c 75bd 471f a065 b87934dc9d5d Deputado Marx Beltrão

Indicado pela maioria da bancada do PMDB na Câmara para comandar o Ministério do Turismo, o deputado federal Marx Beltrão ainda disputa a vaga internamente, com pelo menos três parlamentares mineiros: Newton Cardoso Júnior, Leonardo Quintão e Saraiva Felipe.

Uma pessoa ligada ao partido garantiu que a indicação do parlamentar alagoano para o cargo partiu da própria bancada e não do presidente do Senado, Renan Calheiros.

Ainda de acordo com a fonte, o cenário é o seguinte: contam a favor de Beltrão pontos como o apoio da bancada e o fato de ele ser visto como figura agregadora dentro do partido, com bom trânsito nas bancadas de todas  as regiões, principalmente Norte e Nordeste.

Conta a favor dos parlamentares mineiros o fato de o Estado – um dos maiores colégios eleitorais do País - ainda não ter emplacado um ministro no governo Temer.  

O Ministério do Turismo está “acéfalo” desde a saída de Henrique Eduardo Alves, após ser citado na Operação Lava Jato.

O blog tentou contato com Marx Beltrão, mas não obteve êxito.

Um bocadinho do trio

Newton Cardoso Júnior chegou a ser indicado pela bancada mineira para assumir o Ministério da Defesa, mas, a indicação não vingou.

Recentemente, o parlamentar, que responde a processo no STF por emissão de nota fiscal falsa, foi citado, juntamente com o pai, o ex-governador de Minas, Newton Cardoso, no escândalo Panama Papers.

Saraiva Felipe foi ministro da Saúde de Lula e, em 2013, seu nome surgiu em uma gravação bastante incômoda, para dizer o mínimo.

Em janeiro deste ano, Leo­nar­do Quin­tão renunciou a can­di­da­tu­ra à li­de­ran­ça do PMDB na Câmara para apoiar o atual líder, Leonardo Picciani, nome do Palácio do Planalto na ocasião.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Cícero Almeida denuncia ataques anônimos no Facebook

Foto: Reprodução/Facebook E6431b44 f25b 45fe 9492 5efdd09ba33c

 

O deputado federal Cícero Almeida (PMDB), pré-candidato à Prefeitura de Maceió, usou suas redes sociais para denunciar que vem sofrendo ataques anônimos por meio da página “Velho Ciço”, no Facebook.

O parlamentar disse que há meses vem sendo atacado de forma gratuita e apelou para que os internautas denunciem a página, por meio do link https://m.facebook.com/velhocico/.

“É uma pena que meus adversários ainda estejam apegados à velha política de ataques e difamações. Quem me acompanha nesses vários anos na política, sabe que nunca fiz política de forma suja. Prefiro rebater as críticas com trabalho e serviço prestado. Prefiro ser reconhecido como um dos melhores prefeitos que Maceió já teve”, desabafou Almeida em seu perfil na rede social.

Vale lembrar que o deputado não detém a “exclusividade” dos ataques. Pelo menos dois pré-candidatos, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) e o deputado federal JHC (PSB), também estão sendo alvos da “velha política”, a qual se referiu Almeida, nas redes.

Contra isso, só resta a todos, a denúncia – anônima ou não.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Crise leva alagoanos a apostarem no “desapega”

Foto: Ilustração/Internet 1af6e70e 51ce 4e8d 8387 ebbc90f184c1

Reflexo da crise? A OLX, plataforma de classificados online, registrou um aumento de 137% nas vendas em Alagoas, em maio deste ano, em relação ao mesmo mês de 2015. Em primeiro lugar no ranking de crescimento, ficou Roraima, com um aumento de 409%. Alagoas ocupa o nono lugar.

Por meio de nota, a OLX creditou o incremento a alguns fatores: a crise econômica, a consequente consolidação da cultura do “desapega”, e o aumento no número de smartphones na região Nordeste.

Ainda segundo a empresa, uma pesquisa do Ibope constatou que os brasileiros têm, em média, cerca de R$ 1.800,00 em produtos em casa e que podem ser comercializados online.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

“Por que alguém faria isso?”

Foto: Ilustração Bd3ba116 e967 489b 8ba1 2e695a6f9c4f

Quase todos os dias surge um novo escândalo no País envolvendo o roubo de dinheiro público.

O que me lembra, constantemente, uma história que me contaram certo dia.

Percebendo que no metrô de um determinado país não havia ninguém para controlar o acesso das pessoas pelas catracas, que abriam com um cartão magnético, o turista brasileiro questionou a um nativo: É tão fácil entrar de graça... Vocês não se preocupam que alguém passe sem pagar?

A resposta: Por que alguém faria isso?

A “cultura da corrupção”, para usar um termo em voga, está tão entranhada em nossa sociedade que não imaginamos jamais a mesma reação aqui.

E a mudança requer um longo caminho. Não basta podar as folhas, nem recolher os frutos podres, é preciso arrancar a árvore pela raiz.

Para, quem sabe, nossos netos ou bisnetos possam dizer um dia: Por que alguém faria isso?

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Servidores da Assembleia rejeitam proposta da Mesa sobre 15%

Foto: Arquivo/Cada Minuto 02f20e26 932f 4748 ab4f 097329e363bb Assembleia Legislativa de Alagoas

Os servidores efetivos da Casa de Tavares Bastos rejeitaram a proposta apresentada pela Mesa Diretora de parcelar em quatro anos o pagamento dos 15% das datas-bases acumuladas. A decisão foi tomada na tarde desta quarta-feira, 22, durante assembleia da categoria.

Ontem, em entrevista à imprensa, o primeiro secretário, deputado Isnaldo Bulhões (PMDB), disse que a proposta era o “limite”.

Caso a Mesa Diretora ou os servidores não mudem de ideia, o processo segue na justiça.

No TJ/AL, a decisão já foi favorável aos servidores.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Caso Abinael pode despertar Comissão de Direitos Humanos da ALE

Crédito: Divulgação 4d98cd91 18c1 498e 8d0d f6221ffe9cd2 Abinael Ramos foi assassinado em 2016

A solicitação, por parte do deputado Pastor João Luiz (PSC), para que fosse encaminhada uma nota de solidariedade à família de Abinael Ramos Saldanha, de 25 anos, desaparecido há sete dias, levou o deputado Rodrigo Cunha (PSDB) a cobrar a instalação oficial da Comissão de Direitos Humanos (DH) da Casa.

Cunha disse que, sempre que possível, a Casa deveria se posicionar perante a sociedade nos casos envolvendo direitos humanos e aproveitou para cobrar da Mesa Diretora o “despertar” da comissão da qual faz parte como membro titular.

O vice-presidente Ronaldo Medeiros (PMDB), que presidiu a sessão, explicou que cabe apenas aos integrantes da comissão se reunir para instalar os trabalhos. “Isso pode ocorrer hoje mesmo. Trata-se de uma das comissões mais importantes do parlamento”, pontuou.

Além de Cunha, também são membros titulares da CDH: Thaíse Guedes (PMDB), Marquinhos Madeira (PMDB), Galba Novaes (PMDB) e Severino Pessoa (PSC).

Irmãos 

Antes da discussão sobre a CDH, ao prestar solidariedade (em seu nome, de sua igreja e da Casa) à família de Abinael, João Luiz lembrou que há dois anos perdeu um assessor parlamentar de forma violenta e até hoje o caso não teve um desfecho.

“Falam que o rapaz era uma boa pessoa e falam que tanta gente ruim fica, mas nós, humanos, temos que entender que Deus quer também gente boa pra povoar o céu”, finalizou o deputado.

Já o deputado Cícero Cavalcante (PMDB) aproveitou para cobrar a apuração  de outro caso de repercussão: o assassinato dos irmãos Josenildo Ferreira Aleixo e Josivaldo Ferreira Aleixo, de 16 e 18 anos, e do pedreiro Reinaldo da Silva, 49, no Village Campestre.

 

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Resultado de auditoria na ALE será avaliado por comissão

Vanessa Alencar/CadaMinuto 34c2b1ec f4b4 4fb6 bbf4 fe425da1ba8b Deputado Isnaldo Bulhões

“Logo em breve”, respondeu o primeiro secretário da Assembleia Legislativa (ALE), deputado Isnaldo Bulhões (PMDB), ao ser questionado sobre quando seria divulgado o resultado da auditoria realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) na folha de pagamento dos funcionários efetivos da Casa.

Segundo o parlamentar, está sendo formada uma comissão mista, composta por servidores, para o recebimento, acompanhamento e implantação da auditoria.

“A minha preocupação maior não é só a divulgação desse material, mas a aplicabilidade, para que essa relação seja muito transparente... A orientação que a Fundação encaminhar será tomada de forma transparente e aberta”, garantiu o primeiro secretário, sem adiantar nada acerca do trabalho realizado pela FGV.

Após inúmeros adiamentos, tudo indica que os “frutos” do estudo que custou R$ 1,5 milhão aos cofres do parlamento, só sejam conhecidos no segundo semestre, mais de um ano depois do início da auditoria, em junho de 2015.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Quase 100% dos internautas são contra limitação da internet

Foto: Ilustração Fb6099da 953c 4220 87f8 013d691e6bce Internet limitada

Não chega a ser surpresa, mas os números são arrasadores: 99% dos 600 mil participantes de uma enquete realizada pelo DataSenado são contrários a limitação de dados na internet de banda larga fixa, como querem as operadoras.

A enquete, cujo resultado foi divulgado nesta segunda-feira, 20, pela Agência Senado, também questionou os internautas sobre a qualidade e os custos do serviço.

Dos participantes, 64% acreditam que, caso a limitação se torne realidade, a qualidade da internet irá diminuir e quase 90% acham que as tarifas vão aumentar.

Se a Anatel autorizar a mudança na franquia de dados – suspensa por 90 dias por meio de resolução da própria agência nacional – já existem dois projetos de lei no Senado para proibir a limitação (pode chamar também de retrocesso), de autoria dos senadores Ricardo Ferraço (PSDB-ES) e Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Os brasileiros já mostraram de que lado estão.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Pente fino: servidores devem explicar possíveis acumulações ilícitas de cargos

Foto: Ascom/MPE/Arquivo E1c6a5f6 0b3f 4e10 bdd5 80c77c1b7f0a Seplag apresentou balanço ao MPE

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), por meio da Comissão de Acumulação de Cargos (CAC), iniciou nesta segunda-feira, 20, a convocação de servidores públicos para averiguar possíveis acumulações ilícitas de cargos, funções e empregos públicos remunerados. No Diário Oficial de hoje foi publicada a convocação de 16 servidores.

Na semana passada, o Governo do Estado apresentou o primeiro balanço do levantamento solicitado pelo Ministério Público Estadual (MPE/AL) acerca do assunto: 240 servidores estaduais estariam acumulando cargos irregularmente, alguns com até quatro vínculos diferentes, nas esferas federal, estadual e municipal, na Assembleia Legislativa (ALE) e Câmara Municipal de Maceió (CMM).

A ideia é que a conclusão dos processos administrativos e a constatação das supostas irregularidades promova um alívio nos cofres públicos, mas não deve parar por aí.

Assim como já faz a Prefeitura de Maceió, é importante que o Governo do Estado vá além e descubra se existem e quantos são os funcionários públicos que não trabalham, para, se for o caso, instaurar processo administrativo e demitir os acumuladores de faltas não justificadas.

Espera-se ainda o mesmo pente fino por parte dos demais órgãos e poderes públicos.

Deixe seu comentário Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.
Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com