Coluna Labafero

Marx Beltrão vai adiante: quem vai indenizar os moradores do Pinheiro?

Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Marx Beltrão

Em vídeo veiculado nas suas redes sociais nesta segunda-feira (25), o deputado federal Marx Beltrão deu um passo adiante na discussão do caso do Pinheiro. O deputado disse que quando os laudos mostrarem quem é o responsável pelo problema, é hora de buscar reparação para as pessoas prejudicadas. Por reparação, leia-se, indenização. E não somente aluguel social, que tem prazo para acabar.

A fala de Marx toca em um ponto ainda pouco explorado. Quem vai indenizar as famílias do Pinheiro, que foram forçadas a abandonar suas casas. Se for confirmado que a responsável é a Braskem, como será este processo de indenização? Se for comprovada a tese da “falha geológica”, quem vai indenizar as famílias pelo seus enormes prejuízos? Haverá conciliação? Ou uma longa tramitação destes pedidos de reparação no Judiciário? E os Ministérios Públicos, como atuarão?

Enquanto a população vê certa paralisia nas ações, o deputado federal alagoano deu um passo adiante e concreto neste debate.

Rogério Teófilo diz que falta de iluminação na AL 220, em Arapiraca, cabe ao governo estadual

Foto: Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Rogério Téofilo

O prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo (PSDB), usou as redes sociais para cobrar do governo do estado a restituição do trecho da rodovia AL-220, localizado no município, e que está às escuras desde maio do ano passado.

Em vídeo divulgado, nesta sexta-feira (22), Teófilo diz que é cobrado diariamente quanto a um posicionamento sobre diversos assuntos que afetam o município. O prefeito afirma que tem buscado solução para o problema da rodovia, reconhece o perigo que a mesma oferece para motoristas e pedestres e enfatiza: “mas a responsabilidades é do governo estadual”.

Rogério Teófilo tem utilizado as redes sociais para pressionar e “atacar” o governo de Renan Filho, há alguns dias, também em vídeo, cobrou que o governador atuasse na resolução de casos de neurocirurgias, depois que o executivo do estado anunciou a cirurgia para um jovem, cuja família realizou campanha.

Na nova postagem, gravada às margens da rodovia sem iluminação, o prefeito de Arapiraca disse que há uma determinação judicial para que o governo recupere a iluminação e alfinetou: “resolva a falta de luz o quanto antes, não precisa esperar a justiça obrigar a resolver, o que a boa vontade pode solucionar”.

Veja o video:

 

 

 

 

 

Presidente do PT, em AL, Paulão e Marcelo Tadeu prestam solidariedade a Adriano Argolo

CadaMinuto - Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Adriano Argolo

O presidente do PT em Alagoas, Ricardo Barbosa, divulgou nota em apoio ao advogado Adriano Argolo,alvo de investigações da Polícia Federal (PF), cuja mandado de busca e apreensão foi cumprido em sua residência, na última quinta-feira (23), devido a supostas ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Barbosa afirmou que recebeu a notícia com “indignação e revolta” e o definiu o motivo como “grotesco”. Ele também citou as ameaças feitas a Suprema Corte feitas por um dos filhos do presidente, Jair Bolsonaro, e disse que é “aberrante” que nenhuma reação da Justiça ou da polícia foi tomada.

Em sua conta no Twitter, o deputado federal pelo PT, Paulão, postou sua solidariedade ao advogado alagoano.

O ex-juiz Marcelo Tadeu também manifestou apoio a Adriano Argolo e declarou: “Cansado de posturas pusilânimes!! A exposição de Adriano é mais pelo encolhimento dos outros do que de sua inquietação e indignação com a política e a justiça!! Precisamos de um exército de Adrianos!”

Leia a nota, na íntegra, do presidente do PT, Ricardo Barbosa:

"Foi com indignação e revolta (além de inquietante preocupação) que recebi a notícia de ter havido cumprimento de mandados de busca e apreensão em face do amigo e companheiro de jornadas de lutas Advogado Adriano Argolo pelo grotesco motivo de ser Adriano uma “ameaça ao STF”!

Grotesco sim! Aberrante até! Pois não vi a Justiça tampouco a Polícia esboçar sequer desconforto quando um membro da clã dos Bolsonaro ameaçou fechar o Supremo com um cabo e um soldado.

Onde vamos parar?

Nossa democracia adoeceu!

O Poder Judiciário e a Polícia Federal envenaram-se com o falso discurso da moralidade seletiva. Pena que acreditem que seremos apenas nós da esquerda os que morrerão envenenados.

Ao amigo e companheiro Adriano minha total solidariedade!

Estamos juntos nessa luta!
 

PGR pede novo prazo ao STF para concluir inquérito que investiga Renan

FolhaPress Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

Caberá ao ministro Edson Fachin decidir se a Procuradoria Geral da República (PGR) terá mais 60 dias para concluir o inquérito que investiga Renan Calheiros e o ex-senador Romero Jucá, ambos do MDB.

A PRG solicitou ao STF o prazo para investigar se os envolvidos tem relação com o recebimento de propina através da Odebrecht. Mesmo com o andamento, o senador alagoano já disse que não acredita na conclusão do inquérito por falta de provas.

 

Veja como votariam os deputados alagoanos na Reforma da Previdência hoje

Foto: Agência Câmara Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Plenário da Câmara dos Deputados

Sete dos nove deputados federais alagoanos não teriam definido o voto, se a favor ou contra, para a Reforma da Previdência, se a votação acontecesse hoje (21). Apenas dois votariam contra.

A informação foi divulgada pelo site Valor Econômico e mostra dados levantados pela empresa Atlas Político, que realiza um monitoramento diário sobre a questão, chamado de “Termômetro da Previdência”.

De acordo com a pesquisa, os deputados Paulão (PT) e Tereza Nelma (PSDB) votariam contra. Já Arthur Lira (PP), Isnaldo Bulhões (MDB), JHC (PSDB), Marx Beltrão (PSD), Nivaldo Albuquerque (PTB), Sérgio Toledo (PR) e Severino Pessoa (PRB) não manifestaram posição, ou não definiram se votam a favor ou contra a proposta.

Se a votação ocorresse hoje, dos 513 parlamentares que compões a Câmara Federal, 93 votariam a favor, 142 contra e 208 não teriam voto definido. Os demais, 70 deputados, afirmaram que apoiam parcialmente o texto da proposta.

De acordo com a Atlas Político, todos foram contatados por e-mail, telefone e presencialmente. Os que não responderam foram classificados como indefinidos, exceto os que possuem bancadas partidárias com posicionamentos públicos unânimes, que foram classificados de acordo com o consenso do partido até este momento e os que se manifestaram publicamente em relação a reforma, no noticiário ou nas redes sociais.

Para aprovação da prosposta da Reforma da Previdência são necessários 308 votos.

Confira, abaixo, a posição dos deputados alagoanos:

 

 

Dinário chora ao falar em audiência sobre o Pinheiro, no Senado

Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O secretário da Defesa Civil de Maceió, Dinário Lemos, se emocionou durante sua fala na audiência pública que acontece desde o começo da manhã desta quinta-feira (21), na Comissão de Transparência do Senado Federal, para discutir a situação do Pinheiro.

Ao falar sobre a data prevista para a divulgação do laudo final da CPRM, 30 de abril, sobre a recomendação para que o bairro seja evacuado em caso de chuvas intensas, possíveis atrasos no aluguel social, mudanças na forma de evacuação e o desespero dos moradores da região, Dinário chorou.

Ele pediu a união de todos para dar as respostas que a população espera: “Não joguem somente nas minhas costas e não me culpem”.

Antes, a deputada estadual Jó Pereira (MDB), presente a audiência, já tinha voltado a pedir que a Prefeitura de Maceió decrete estado de calamidade pública no bairro.

Motorista acidenta menor na porta do colégio Intensivo

Foto: reprodução da internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Um motorista irresponsável parou o carro em cima do pé de uma criança de 9 anos, ficou por alguns segundos ignorando o choro do garoto e os gritos da mãe, e deixou o local com uma adolescente sem socorrer a vítima.

O fato aconteceu no início desta semana, na frente do Colégio Intensivo, em Pajuçara.

Os pais e a direção do colégio tentaram reconhecer o veículo pela câmera na frente da unidade do ensino, mas as imagens não ajudaram muito.

Em todo caso, um BO foi registrado na Polícia, o menor fez corpo de delito e agentes policiais devem começar as investigações pelo colégio.

Por orientação médica, a criança está em observação, fazendo fisioterapia nos dedos do pé (parte mais atingida) e acompanhado por uma psicóloga.

Mendes e Kajuru: senadores alagoanos preferem não comentar o caso

Foto: Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Rodrigo Cunha e Renan Calheiros

Ambos os senadores não quiseram comentar sobre o caso envolvendo Gilmar Mendes e Kajuru.

Tudo começou quando Kajuru afirmou querer saber como o ministro Gilmar Mendes tem R$ 20 milhões de patrimônio e afirmou que Mendes será o primeiro alvo da CPI da Toga.

Mendes encaminhou as declarações ao ministro Toffoli para a adoção das providências.

Em contato com as assessorias dos senadores Renan Calheiros e Rodrigo Cunha, a coluna foi informada que ambos não vão se manifestar sobre o caso.

 

Renan Filho tem aprovação de 75% dos alagoanos, mostra pesquisa

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Filho

Um levantamento da Paraná Pesquisas, divulgado pelo Diário do Poder, mostrou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o governador Renan Filho (MDB) estão sendo bem avaliados em Alagoas.

Segundo o levantamento, Renan Filho tem 75,6% de avaliação positiva. Já Bolsonaro tem a aprovação de 53,9% dos alagoanos. 

Em Alagoas, Bolsonaro tem índice de rejeição de 39%. Com relação a Renan Filho, o índice de rejeição é de 20,5%.

Renan Calheiros faz representação contra procurador e o chama de “pistoleiro”

Foto: Senado Federal Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

A volta de Renan Calheiros tem sido bastante agitada. Depois de fazer oposição direta ao presidente Jair Bolsonaro, o senador alagoano mirou no procurador da República, Deltan Dallagnol.

Calheiros afirmou que entrou com uma representação no Conselho Nacional do Ministério Público contra o procurador, que segundo ele, tem o intuito de usar o seu cargo público para fazer ataques.

“Esse pistoleiro de reputações vem usando o cargo público para perpetrar ataque ilegítimo e ilegal contra mim e contra a representação política, generalizando situações”.

Segundo o senador, Deltan “infringiu seus deveres funcionais e faltou com o decoro exigido pelo Estatuto do Ministério Público, violando também a Constituição”.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com