Coluna Labafero

Após "embate", Renan liga para jornalista e se desculpa

Foto: Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Filho

Após o “embate” entre o governador Renan Filho e um jornalista da Gazeta de Alagoas, a assessoria de comunicação do governador disse que Renan ligou para o jornalista e se desculpou. A intenção de Renan era de “atacar” o senador Fernando Collor e não o jornalista.

Renan disse que Collor não fazia nada por Alagoas, e que após desistir da eleição em Alagoas, voltou para o Senado, tirou férias e nunca mais foi visto.

Na manhã de hoje, Renan disse que Alagoas vive um novo momento e rebateu as argumentações de um repórter do Jornal Gazeta de Alagoas sobre o baixo efetivo da Polícia Civil e as condições das delegacias no estado.

“Alagoas vive um novo momento. Os números desmentem eles. Essa Alagoas que você está falando é a Alagoas do Collor, por exemplo, que administra as empresas dele sem pagar salário”, enfatizou Renan.

 

Governador ataca "gestão" de Collor e diz que AL vive um novo momento

Reprodução/Montagem Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Fernando Collor e Renan Filho

O governador Renan Filho, durante a apresentação dos dados da violência, disse que Alagoas vive um novo momento e rebateu as argumentações de um repórter do Jornal Gazeta de Alagoas sobre o baixo efetivo da Polícia Civil e as condições das delegacias no estado.

“Alagoas vive um novo momento. Os números desmentem eles. Essa Alagoas que você está falando é a Alagoas do Collor, por exemplo, que administra as empresas dele sem pagar salário”, enfatizou Renan.

O governador voltou a dizer que Alagoas é o estado que mais reduz violência do país e que “certamente até no Estados Unidos as delegacias precisam de reforma”.

Sindapen diz que categoria é ameaçada de morte todos os dias

Assessoria Sindapen Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Petrônio Lima

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen), Petrônio Lima, disse ao Cada Minuto que a categoria é ameaçada de morte todos os dias por membros das facções criminosas do Sistema Prisional.

Em uma entrevista exclusiva que será divulgada nesse sábado (03), Petrônio disse que há um mês um membro do sindicato foi ameaçado por um líder de facção após ter interceptado um bilhete dentro da feira de uma visitante.

“O agente está sob alerta e o preso foi transferido. Somos ameaçados todos os dias, já tivemos tentativa de homicídios e homicídios ordenados de dentro do presídio”, afirmou Petrônio.

Reitoria Ufal: deputado estadual apoia candidatura de Alexandre Toledo

Vinícius Firmino/Ascom ALE Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Bruno Toledo

Mais um candidato à reitoria da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) recebeu apoio de um político. O deputado estadual Bruno Toledo (Pros) disse que apoiava a candidatura do professor Alexandre Toledo.

“Apoio por enxergar nele valores pelos quais luto quando o assunto é educação: a defesa de uma universidade plural, com forte e relevante produção cultural e científica, sem se tornar refém das ideologizações”, disse Toledo na rede social.

 

Apoio de Ronaldo Lessa pega mal e partidariza eleições  na UFAL

Foto: Agência Câmara/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Ronaldo Lessa

Tem repercutido mal nas eleições para a reitoria da UFAL, um vídeo gravado pelo ex-deputado federal e ex-governador Ronaldo Lessa (PDT). No vídeo, Lessa declara apoio à campanha da candidata e atual reitora Valéria Correia.

O vídeo seria uma demonstração da partidarização da disputa no campus e tem sido avaliado como um sinal de interferência política desnecessária ao processo eleitoral para a reitoria da instituição.

A eleição "simbólica" para a reitoria da UFAL acontece nos próximos dias 7 e 8 de agosto. "Simbólica" porque, em respeito a Nota Técnica nº 400 do MEC, quem decide de fato os  nomes que comporão a lista tríplice a ser enviada ao presidente Bolsonaro é o Conselho Universitário da instituição, em reunião a ser realizada em outubro.

E o Conselho é soberano para montar a lista. Inclusive não acatando de todo o resultado da eleição dos dias 7 e 8.

 

“Hoje, eu seria o candidato a prefeito”, diz Cabo Bebeto

Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Cabo Bebeto

Em entrevista ao jornalista Flávio Gomes de Barros, na TV Mar, o deputado Cabo Bebeto afirmou que o PSL de Alagoas lançará candidatos em todo o estado no pleito eleitoral do próximo ano, independente da formação de coligação.

Segundo ele, se não houver nenhum representante mais forte na disputa para a Prefeitura de Maceió, seu nome já é consenso no PSL Nacional: "Hoje, eu seria o candidato a prefeito de Maceió, mas estamos conversando e ouvindo todo mundo, para que a gente tome a melhor decisão".

Durante a entrevista, o deputado, que é líder do PSL na Assembleia Legislativa, disse também que os governadores do Nordeste insistem em comprar uma briga desnecessária com o presidente Jair Bolsonaro. "Esse tipo de atitude só prejudica a população”.

Renan diz que Bolsonaro perdeu a noção do respeito

Foto: Agência Brasil Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (PMDB) se manifestou após a fala do presidente Jair Bolsonaro a respeito do pai do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz.

Renan se solidarizou com Felipe , disse que Bolsonaro insultou o presidente da OAB, e foi mais além, dizendo que o "presidente cada vez mais perde a noção do respeito". O senador classificou a frase como "inacreditável".

Veja quem esteve mais presente e quem mais faltou entre os deputados alagoanos

Agência Brasil Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Câmara Federal

Um levantamento do site Políticos (www.politicos.org), que realiza o “Ranking dos Políticos”, fez uma avaliação sobre os parlamentares mais presentes e os mais faltosos na Câmara Federal.

No critério “presença” os deputados Isnaldo Bulhões e Arthur Lira estão empatados em primeiro lugar na bancada federal de Alagoas ( e tem todas as outras).

Com nota 13, eles ão os únicos integrantes da bancada federal de Alagoas que participaram de todas as 59 sessões plenárias realizadas este ano na Câmara dos Deputados.

Pelo mesmo critério, aparecem empatados nas terceira e quarta posições Tereza Nelma (PSDB) e Paulão (PT), com participação em 56 sessões, duas faltas justificadas e uma não. Os dois tiveram nota 8.

Sérgio Toledo (PL) é o quinto (nota 0), com 54 presenças, duas faltas justificadas e três não.

Marx Beltrão aparece em sexto (nota -4), com 52 presenças, três faltas justificadas e quatro não.

Nivaldo Albuquerque (PTB) é o sétimo (nota -9), com 54 presenças e cinco faltas não justificadas.

Severino Pessoa aparece em oitavo (nota -13), com 48 presenças, cinco faltas justificadas e seis não.

JHC aparece em último na bancada federal (nota -22), com 49 presenças, duas faltas justificadas e oito não. João Henrique Caldas (PSB) faltou em dez das 59 sessões, tendo justificado apenas a ausência em duas delas.

Como é calculado o ranking de assiduidade

O Ranking dos Políticos compara o percentual de faltas do parlamentar com a média de faltas dos demais políticos. A cada dez por cento a mais de faltas que a pessoa tiver, perde-se dez pontos. A cada dez por cento de faltas a menos que o parlamentar tiver, ganha-se dez pontos. Para a pontuação referente a algum ano específico, a nota é anualizada. Usa-se a equação a seguir pontos = (2 x 6,00)/59,00)/ 0,10 -1) / 0,5) * -10) * 2) / 3

Deputado Davi Maia rebate publicação do Governo do Estado

Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Davi Maia

O deputado estadual Davi Maia criticou o governador Renan Filho após uma publicação do Governo do Estado no Instagram.

O Governo publicou uma foto de um marisqueiro e o deputado comentou na publicação dizendo: “Ao invés de postar foto do marisqueiro, o Governo do Estado deveria integrar o projeto da cadeia produtiva do sururu e mudar a realidade tanto da produção molusco, da qualidade de vida dos trabalhadores e dos resíduos gerados pela produção”.

 

Prefeito de Estrela chama Júlio Cezar de "ditador"

Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar

Nos grupos do aplicativo Whatsapp o assunto deste domingo (28) o assunto foi o prefeito Júlio Cezar (PR), de Palmeira dos Índios. O prefeito do município de Estrela, Arlindo Garrote, chamou Júlio Cezar de ditador durante uma conversa pelo aplicativo.

No grupo, Arlindo escreveu: “Há 26 anos temos uma política limpa em Estrela de Alagoas, nunca precisamos matar ou agredir ninguém verbalmente, AÍ VEM UM PALHAÇO, que foi criado pelo Val e james, colocado na política de palmeira, pq era um filho da verdureira, AGORA VIROU DITADOR!!”.

Arlindo ainda encerra dizendo que “não é o momento oportuno em soltar os áudios sobre ele ameaçando e intimidando as famílias de Palmeira dos Índios”.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com