Blog do Dr Edvenis Vital

Procedimentos estéticos faciais: existe idade ideal para começar a realizá-los?

  • 26/07/2021 08:42
  • Blog do Dr Edvenis Vital

A popularização e a evolução dos procedimentos estéticos faciais despertou não só o interesse de muitas pessoas como também muitas dúvidas a respeito do assunto.

Qual procedimento se encaixa melhor às características do rosto e da vontade do paciente, como e onde realizar de maneira segura… São muitos pontos fundamentais para considerar o andamento dos procedimentos.

Entre eles, refletir e entender se há idade certa para realizar procedimentos é importante, visto que pessoas cada vez mais novas estão procurando por artifícios estéticos para melhorar a aparência. Por isso, fica o questionamento: será que existe uma faixa etária ideal para começar a realizá-los? Confira abaixo!

Entenda bem sua motivação

É certo que muitos dos procedimentos são realizados por razões de saúde, no entanto, em sua grande maioria, são feitos para corrigir ou aprimorar alguns pontos da face, segundo a expectativa do paciente.

Além disso, quando se fala em procedimentos estéticos faciais, um dos principais objetivos é o rejuvenescimento da pele, que é feito através do tratamento de linhas de expressão e danos causados pela exposição crônica ao sol. Nesse caso, a procura por um especialista é mais tardia e costuma ocorrer a partir dos 45 anos, para adesão a procedimentos mais complexos.

No entanto, alguns problemas como a acne, por exemplo, costumam ter maior intensidade durante a adolescência. Nesse caso, a depender da gravidade, podem-se considerar alguns procedimentos específicos, que visam conter a doença.

Por isso, levar essas variáveis em conta é importante. Com o acompanhamento de um especialista é possível conhecer melhor os procedimentos médicos para cada necessidade e optar pela melhor alternativa para você e seu tipo de pele.

Sinais comuns para cada idade

Entendendo que alguns objetivos devem ser analisados com calma, dadas as características e fases naturais da pele, é importante conhecer também os sinais comuns de algumas faixas etárias.

Eles estão entre as principais motivações para procedimentos estéticos faciais e podem te ajudar a saber o momento certo para corrigir e aperfeiçoar cada detalhe.

A partir dos 25 anos, as primeiras linhas de expressão começam a surgir, afinal, o metabolismo já está funcionando de uma forma diferente. Além delas, as manchas de sol podem ficar mais escuras. Desse modo, as mudanças na pele ganham mais destaque e passam a ficar mais notáveis. Aqui, o tratamento preventivo já é indicado.

Entre os 30 e 40 anos, é o momento onde o corpo está em processo de transição para uma nova fase da vida, por isso também devemos nos preparar para ela. Sendo assim, é um ótimo momento para investir em tratamentos para a manutenção da pele e o acompanhamento das mudanças.

Por fim, com a chegada dos 50 anos, a pele já apresenta alterações pertinentes ao fotodano, linhas de expressão mais fortes dada a idade e fotodano crônico. Nesse caso, além dos procedimentos de tratamento, pode ser o momento de investir em métodos que possam reverter alguns pontos. Isso, claro, com moderação e respeitando o tempo de cada processo.

 

Como você pode perceber no post, não existe uma idade específica para dar início aos procedimentos estéticos faciais. No entanto, é importante alinhar bem as suas expectativas, as características de sua pele e as recomendações médicas para cada método.

Para aprender mais sobre cuidados com a pele e tirar dúvidas sobre procedimentos, não deixe de ver outras postagens do blog!


 

Limpeza facial: conheça os produtos que podem te ajudar nesta etapa do skincare

  • 13/07/2021 16:49
  • Blog do Dr Edvenis Vital

O famoso skincare nunca esteve tão em alta como nos últimos tempos. Com isso, a variedade de produtos para manter a beleza e a saúde da pele, em especial a do rosto, cresceu na mesma proporção.

Se você quer começar a ter essa rotina de cuidados, conhecer os produtos de limpeza facial que podem ajudar nisso é o primeiro desafio.

Pensando nisso, separamos neste post os principais itens para que seu momento de skincare seja o mais prazeroso e funcional possível. Confira abaixo!

Para higienização

O primeiro passo da limpeza facial é a higienização do rosto. Ela consiste, basicamente, em uma limpeza que possa tirar todos os resíduos de protetor solar ou maquiagem, além de preparar a pele para os próximos produtos. Para isso, você vai precisar de produtos como:

Demaquilante: ideal para quem usa maquiagem, ele é responsável por remover as camadas dos diferentes produtos. Indicado principalmente para retirar maquiagem à prova d’água, ele funciona como uma pré-limpeza do rosto.

Água micelar: assim como o demaquilante, a água micelar é utilizada para uma limpeza prévia, removendo substâncias e resíduos que não saem com uma lavagem superficial. No entanto, a água micelar é mais suave e possui ativos tonificantes, enquanto o demaquilante foca na retirada da maquiagem.

Gel de limpeza facial: caso não necessite retirar produtos mais resistentes, você pode passar diretamente para a limpeza com um gel ou sabonete específico para a pele do rosto. Faça movimentos circulares, de dentro para fora, por cerca de um minuto. Isso ajudará na absorção dos ativos do produto.

Esfoliante: ótimo ajudante na hora de remover as células mortas do rosto, o esfoliante é necessário para estimular a renovação da camada mais superficial da pele. Seu uso é recomendável apenas de uma a duas vezes por semana, pois possui ativos abrasivos.

Para tratamento

Após a limpeza, é hora de investir no tratamento da pele. Para isso, as máscaras faciais e cremes de tratamento são as alternativas ideais.

Apesar de não serem produtos específicos para limpeza do rosto, alguns séruns e cremes têm poder purificante, o que otimiza a remoção de resíduos e assepsia da pele.

Além disso, podem possuir efeitos antiacne, antirrugas, antioxidantes, hidratantes, revitalizantes e muitos outros. Assim como os esfoliantes, é importante entender como eles podem ser incluídos na rotina para não agredir a pele.

Após a limpeza, hidrate e proteja a pele

Por fim, para que os efeitos dos cuidados possam se prolongar, é importante aliar a limpeza facial a outras etapas do skincare. Logo, hidratar a pele e mantê-la protegida com um bom protetor solar é fundamental.
 

Alguns dos protetores já vêm com a ação hidratante em sua composição. Sendo assim, é importante atentar-se ao que está comprando e, para iniciar qualquer rotina de cuidados com a pele, consultar um dermatologista.

 

Pronta para começar a cuidar melhor de você e da sua pele? Agora não tem mais desculpas para não começar a fazer uma boa rotina de limpeza da pele.
 

Alopecia e alimentação: 4 dicas para incrementar o cardápio e fortalecer os cabelos

  • 08/07/2021 16:55
  • Blog do Dr Edvenis Vital

A queda de cabelo - ou alopecia - é um processo comum para muitas pessoas. Ela geralmente ocorre de forma natural, por predisposição genética, mas também pode ser agravada por uma série de fatores.

Ansiedade, estresse, reações alérgicas e fatores hormonais são alguns dos principais motivos por trás desse fenômeno. Além disso, falta de vitaminas e má alimentação também podem contribuir na saúde dos fios. E é justamente sobre esse fator que falaremos neste post.

Abaixo você vai receber 4 dicas para incrementar algumas vitaminas necessárias para fortalecer os cabelos no cardápio, entendendo as relações entre alopecia e alimentação. Confira!
 

1. Invista na hidratação

Um dos principais passos para organizar uma rotina de alimentação saudável é manter a hidratação em dia. Isso porque beber ao menos dois litros de água diariamente ajuda no crescimento forte e saudável do cabelo. Como ¼ do fio de um cabelo é composto por água, repor a hidratação constantemente ajuda a manter os fios fortes, brilhantes e saudáveis.
 

2. Vitaminas A, B, C e E

Diferentes ingredientes são ricos nessas vitaminas e inclui-los na dieta pode fazer toda a diferença na força os cabelos. Alimentos como a cenoura, a beterraba e o extrato de própolis possuem alta concentração de vitamina A. Já a vitamina B está presente em peixes, ovos, soja, nozes, fígado e até na gema de ovo.

A vitamina C pode ser encontrada em frutas como a laranja, o morango e o limão, ou ainda no suco de tomate e no brócolis. E por fim, a vitamina E está presente nas sementes, nos óleos vegetais e nos cereais integrais.
 

3. Reforce o ferro e as proteínas

Além das vitaminas, outros nutrientes como o ferro e as proteínas também podem ser muito eficientes no fortalecimento dos cabelos. Logo, adicione ao cardápio cereais, frutas secas, vegetais verdes e o feijão, que são ricos em ferro.

No mais, para reforçar a dieta adicione leite, ovos, frango e carne vermelha aos alimentos fundamentais. Isso porque, além de serem boas fontes de proteínas, eles ajudam a combater a alopecia.

 

4. Evite os vilões da alimentação

Açúcares e carboidratos refinados, como pão, massas e álcool, são alguns dos vilões de uma dieta focada em fortalecimento dos fios. Isso porque o efeito deles pode desequilibrar os hormônios e com isso, provocar uma série de danos no corpo. Consequentemente, atingem diretamente a saúde e resistência do cabelo.
 

Além deles, o consumo excessivo de chás e cafés também pode ser prejudicial. Isso porque eles podem impedir ou interferir na absorção de substâncias importantes para a prevenção da queda dos fios, como o ferro. Portanto, evite o consumo em excesso
 

Viu só? Amenizar a alopecia é possível e a alimentação pode ser um coadjuvante nessa busca pela preservação da estrutura capilar. Porém, lembre-se que a alimentação não substitui uma consulta médica.

Afinal, é lá que um dermatologista investigará as reais necessidades do seu corpo e tratar a alopecia baseado nessas informações, de forma assertiva e visando o melhor resultado possível. Por isso, dê prioridade a um tratamento clínico.

No mais, para acompanhar mais dicas de saúde, bem-estar e beleza, não deixe de acompanhar o blog!


 

Como prevenir pelo encravado: entenda as causas e o que fazer para evitá-los

  • 25/06/2021 16:01
  • Blog do Dr Edvenis Vital

Inflamações na pele podem causar uma série de transtornos. Por isso, saber como evitá-las é importante para sua saúde e bem-estar. Elas podem surgir por toda a extensão da pele e em diferentes situações, como após a depilação ou em reação a algum produto. Seja lá qual for a ocasião, é fato que elas geram muito incômodo. 

O pelo encravado é uma dessas inflamações e é muito recorrente. O encravamento ocorre quando o pêlo apresenta-se obstruído no seu óstio de saída e, por isso, acaba crescendo internamente. Tecnicamente conhecida como foliculite, essa inflamação assemelha-se a uma espinha e pode ser bastante dolorida. Então, saber como prevenir essa condição pode te livrar de incômodos e dolorosos problemas na pele.

Quer saber mais sobre isso? Neste post você vai entender melhor como essa inflamação é causada e como você pode fazer para preveni-la. Acompanhe abaixo! 

Como surgem os pelos encravados

O processo de crescimento de pelos é constante e, com isso, é muito comum surgir uma inflamação dessa natureza. No entanto, existem alguns outros fatores que contribuem para que esse problema seja causado, como a depilação feita de forma incorreta.

Isso acontece especialmente quando a depilação é feita com lâmina, pois o pelo se torna mais grosso a cada novo período de crescimento. Com isso, ele não consegue se desenvolver da maneira correta e dá origem à foliculite. 

Trata-se de uma inflamação que gera inchaço, vermelhidão, aumento da sensibilidade na região de surgimento e até mesmo secreção, em alguns casos. Isso pode ocasionar cicatrizes e manchas, visto que o escurecimento da região é parte do processo de cicatrização.

Prevenção antes de depilar

Umas das principais medidas a serem tomadas para prevenir o pelo encravado é entender que os cuidados devem acontecer antes e depois da depilação. Desse modo, medidas como realizar uma boa esfoliação e hidratação da pele a ser depilada são passos indispensáveis.

Além disso, usar gel depilatório e cremes para barbear, evitar a reutilização de lâminas e remover o excesso de resíduos são cuidados complementares.

Cuidados importantes pós-depilação

A higienização correta da área que passa por depilação é ainda mais importante no período posterior ao ato depilatório. Afinal, é justamente nele que o pelo encravado pode surgir. Nesse caso, é importante atentar-se a medidas como utilizar um produto calmante após o procedimento e evitar a exposição ao sol. 

Além disso, o suor pode ser um agente de proliferação de bactérias, pois a região fica vulnerável após o procedimento e o fluido pode conter agentes infectantes. Sendo assim, procure manter a área depilada seca e hidratada, para evitar ressecamentos e mantê-la suavizada. 

Também é válido não usar roupas muito apertadas ou grossas na região depilada, pois a fricção pode machucar a pele, que está sensibilizada. 

Estou com pelo encravado. E agora?

Caso aconteça de o pelo encravar mesmo seguindo os cuidados, também é importante saber tratá-los corretamente para evitar infecções. Dito isso, não abafe a região, mantenha a higienização constante da área e, principalmente, não tente espremer a área inflamada! Isso não só pode agravar o problema, além de deixar manchas na pele. 

Gostou das nossas dicas? Então continue acompanhando as novidades e curiosidades do nosso blog! Aqui, temas importantes para sua saúde e bem-estar são tratados de forma leve e educativa. 

 

Afinal, para que serve o ácido hialurônico? Descubra em 3 pontos!

  • 14/06/2021 14:31
  • Blog do Dr Edvenis Vital

Quando se fala em cuidados com a pele, boas dicas são sempre bem-vindas! E no caso do ácido hialurônico, que ganhou o coração dos apaixonados pelo skincare, é exatamente assim. Afinal, ele é um forte aliado na hidratação da pele e fundamental para prevenir o surgimento precoce das linhas de expressão. 

Porém, não é só isso: existem alguns outros benefícios envolvidos na ação do ácido hialurônico. Então, conhecer como esse ativo funciona pode te ajudar a transformá-lo em um aliado para os cuidados diários com a pele. 

Desse modo, separamos neste post alguns pontos importantes sobre o assunto para que você possa entender melhor sobre o ativo e comece a utilizá-lo dentro da sua rotina de beleza. Confira abaixo! 

1. Hidratação intensa

Como já citamos no início deste post, a hidratação é um dos principais benefícios do ácido hialurônico, que também se torna um grande aliado para manter a pele firme. Essa substância já faz parte do corpo humano naturalmente. No entanto, depois dos 25 anos, sua produção se torna mais reduzida.

Consequentemente, a pele acaba sofrendo com a falta de umectação e fica cada vez mais ressecada. Por isso, o uso rotineiro de cosméticos que possuam o ativo em sua composição contribui na reposição do ácido.

2. Reposição eficaz

Com a falta de hidratação natural e o ressecamento da pele, os sinais de envelhecimento começam a surgir. Desse modo, o aparecimento de rugas, olheiras, flacidez, linhas de expressão e outros sinais passam a ser evidentes. No entanto, isso pode ser reparado ou até mesmo evitado com o uso do ácido hialurônico.

Isso porque ele consegue estimular a produção de colágeno, substância que também precisa do ativo para agir na pele. Logo, usar produtos com ácido hialurônico dá mais firmeza à pele de forma eficaz e segura. 

3. Uniformização da pele

A uniformização do tom da pele é um dos principais pontos que reforçam a importância do ácido hialurônico. Esse resultado pode ser obtido com a rotina de uso dos produtos que possuam o ativo em sua composição, que agem preenchendo o espaço entre as células.

Além disso, as marcas e manchas de acne também podem ser tratadas com o composto, assim como os outros danos. Não só com os produtos de cuidados diários, mas também com procedimentos como o microagulhamento. 

Gostou de saber um pouco mais sobre a utilidades do ácido hialurônico? Então não deixe de apostar no uso desse ativo na rotina de cuidados diários com a sua pele. 

Neste post você conferiu como o ácido hialurônico pode ser um ótimo aliado para a saúde da sua pele. Se você quer conferir mais dicas de saúde, beleza e bem-estar, continue acompanhando nosso blog! Compartilharemos dicas, curiosidades e práticas de autocuidado para que você se mantenha na melhor versão de si.