Blog do Dr Edvenis Vital
Blog do Dr Edvenis Vital

Rejuvenescimento da face: quando os fios de PDO podem ajudar?

Blog do Dr Edvenis Vital|

Sem sombra de dúvida, uma das regiões que mais chamam a atenção e geram interesse por procedimentos estéticos é a face. Afinal, ela é uma das regiões mais expostas, tanto à observação de outras pessoas quanto aos danos causados por fatores externos, naturais ou genéticos.

Por esse motivo, diariamente, nós, profissionais dermatologistas, recebemos as queixas, dúvidas e solicitações de pessoas que gostariam de reparar ou ressaltar alguma característica da face. E o rejuvenescimento está entre os aprimoramentos mais solicitados. 

Entre os meios que podem possibilitar esse resultado, estão os fios de polidioxanona ou PDO, como são popularmente conhecidos. Neste post, você vai conhecer mais sobre essa técnica e descobrir como ela pode contribuir para o processo de rejuvenescimento. Continue lendo e acompanhe abaixo! 

O que são e como funcionam os fios de PDO?

Responsáveis por restituir o contorno facial da face e do pescoço, os fios de polidioxanona são bioestimuladores de colágeno biodegradáveis. Eles agem diretamente na redução ou eliminação da flacidez natural e das marcas de expressão obtidas pelo tempo nessa região do corpo, cuidando da pele de dentro para fora.

De uma forma menos invasiva, os fios de PDO são aplicados de maneira rápida e possuem uma boa aceitação no corpo sendo utilizados há mais de duas décadas por muitos profissionais da área estética. 

Também conhecidos como fios de sustentação, eles são introduzidos no tecido subcutâneo por um profissional habilitado em cirurgia, com o auxílio de uma cânula e de uma anestesia local para evitar possíveis incômodos durante o procedimento. 

Tipos de fios de polidioxanona

Entre as opções disponíveis para a aplicação dos fios de PDO, estão os modelos liso, espiculado e parafuso. Eles se diferenciam pelas seguintes características: 

  • Fios lisos: São responsáveis por melhorar a qualidade da pele através da produção de colágeno estimulada pela presença dos fios;
  • Fios espiculados: Também conhecidos como farpados e ancorados, esses fios são ideais para promover o famoso “efeito lifting", garantindo a firmeza da pele;
  • Fios parafusos: Além de contribuir para a produção de colágeno, assim como os demais tipos, esse tipo de fio oferece um suave efeito de preenchimento. 

Quais são as indicações para os fios de PDO?

As necessidades e desejos do paciente deverão ser avaliados e para que o tipo de fio seja indicado segundo a supervisão de um especialista. Desse modo, é importante considerar bem sobre que resultado você pretende obter com esse tipo de procedimento. 

Entre as regiões que podem receber a aplicação dos fios de PDO estão:

  • rugas pré-auriculares;
  • rugas verticais e horizontais da testa;
  • marcas de expressão ao redor dos olhos, os famosos pés de galinha;
  • linhas do sono;
  • as chamadas “sorridentes”, que ficam ao redor dos olhos;
  • dobras da pele do queixo; 
  • contorno dos lábios;
  • região da mandíbula;
  • contorno do rosto e as demais regiões que apresentem flacidez com a presença de tecidos moles. 

Após a aplicação, o paciente deve manter um certo cuidado com a região onde o procedimento foi realizado pelo menos até completar uma semana para conseguir uma recuperação satisfatória. Os resultados podem ser vistos de imediato ou após algumas horas, dependendo do paciente e da aplicação. 

Agora você já sabe o que são os fios de PDO e como eles ajudam os pacientes a rejuvenescer. Continue de olho aqui no blog e fique por dentro de mais conteúdos sobre estética e dermatologia!

SOBRE O AUTOR

Edvenis Vital Albino possui o título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e atua como membro ativo das sociedades brasileiras de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e de Medicina Estética (SBME). Com oito anos de dedicação aos estudos da pele, ele conta em seu currículo com especializações em Dermatologia Cirúrgica e em Medicina Estética. Referência em procedimentos injetáveis e em operações que envolvem laser médico, ele também possui passagem pelo Ospedale Delmati di Sant’Angelo Lodigiano Milão - IT, onde fez um Fellowship em Clínica Médica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados