Atualizações sobre previdência social e Benefícios previdenciários
Atualizações sobre previdência social e Benefícios previdenciários

Pente fino do INSS pode deixa cerca de 85 mil pessoas sem receber, alerta especialista

Atualizações sobre previdência social e Benefícios previdenciários|
@loboadvs

Os beneficiários de auxílio-doença que NÃO passaram por perícia médica há pelo menos seis meses precisam correr contra o tempo se quiserem manter o pagamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ativo.

O segurado que não agendar o atendimento na perícia médica terá o benefício suspenso nos primeiros 30 dias. Após 60, será cessado. Para se ter uma ideia, até 45 dias atrás, foram feitas - em todo o país - 63.395 perícias. Após a reavaliação, um total de 39.679 segurados -62,5% do total - tiveram seus auxílios-doença cortados. Para realizar o agendamento de perícia, o segurado deve ligar para 135 ou acessar o aplicativo meu INSS.

Também podem ser convocados segurados que recebem o auxílio-doença há mais de dez anos e ainda os que tiveram os benefícios concedidos de forma judicial, sem data para a suspensão do pagamento. No entanto, apenas 10.397 segurados agendaram a perícia médica revisional até o momento – ainda faltam 85.191 segurados.

Estão fora do pente-fino os aposentados por invalidez e os pensionistas com mais de 60 anos, assim como os que recebem o benefício há 15 anos ou mais e têm 55 anos de idade, além dos portadores de HIV

Geralmente quem é convocado recebe alguma notificação do INSS para o comparecimento em uma unidade de atendimento e deve estar presente no dia e local solicitado. No dia da perícia, o segurado deve apresentar toda documentação pessoal e médica como atestados, laudos, receitas e exames. Após isso deve aguardar o resultado ou simplesmente acompanhar através do próprio aplicativo do meu INSS.

SOBRE O AUTOR

Advogado, Professor, Especialista em Direito e Revisões Providenciarias, atuante em mais de 10 estados.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados