Marcos Paulo - Marketing Moderno
Marcos Paulo - Marketing Moderno

4 dicas para estruturar um funil de vendas e melhorar seus resultados

Marcos Paulo - Marketing Moderno|

A fórmula mágica para aumentar as vendas de um negócio não existe. No entanto, você pode estruturar bem os processos do funil de vendas para aumentar as oportunidades de transformar leads em clientes. Afinal, o problema do baixo número de conversão, em geral, está nas etapas anteriores à decisão do comprador.

Para ajudar você a identificar onde estão as lacunas da sua estratégia, no texto de hoje, eu quero apresentar 4 dicas importantes para estruturar um funil de vendas. Confira!

 

Qual é a importância do funil de vendas?


Pensar o funil de vendas é pensar a jornada que o lead (cliente em potencial) faz até a compra. Por isso, a importância de usá-lo nos processos do seu time de negócios. Com ele, o gestor pode acompanhar e analisar os indicadores em tempo real e, de preferência, utilizando um software ou ferramenta, como o CRM da plataforma RD Station.

Veja abaixo 4 dicas essenciais para estruturar um funil de vendas!

 

1. Estude o mercado


Estudar o mercado é, sobretudo, analisar as dores do seu público-alvo. E não há como estruturar um bom funil sem ter essa pesquisa em mãos! Para isso, você pode usar métodos tradicionais ou formulários digitais, além, é claro, de explorar o perfil do cliente que já comprou de você.

O importante aqui é fazer as perguntas certas: quem comprou de você queria resolver quais dores? Qual era o perfil pessoal e profissional desse cliente? Essas e outras questões podem ajudar a nortear sua estratégia!

 

2. Atraia o público certo


Com os dados, é possível focar na persona ideal do seu produto ou serviço. E, com o alvo delimitado, atrair o público certo é mais fácil! Isto é, você tem condições de identificar aquele que tem, conforme as pesquisas, mais chances de resolver um problema com a solução que você oferece.

A abordagem do público certo faz com que você evite um funil poluído de pessoas que não estão alinhadas com a sua oferta.

 

3. Segmente os leads


Funil de vendas e segmentação dos leads andam lado a lado. Por isso, a dica desse tópico é dividir os seus potenciais clientes em categorias. Elas podem ser: necessidade, condição financeira, comportamento, idade, demografia, entre outras.

Isso é importante porque, quando o funil estiver estruturado e divido em etapas, fica mais simples identificar e qualificar – passando para um próximo nível –, um lead segmentado.

 

4. Defina jornada de compra e os milestones


Essas viradas de estágios (qualificação de uma etapa para outra do funil) são chamadas de “milestones”. Para defini-las, é necessário seguir as dicas anteriores e mapear toda a jornada de compra do cliente, entendendo, assim, os momentos certos que fazem o lead avançar ou retroceder no funil.

A jornada do cliente está ligada à estrutura um funil de vendas, que é composta basicamente pelas seguintes etapas:

  1. Visitante (topo)
  2. Lead (topo)
  3. Oportunidades (meio)
  4. Vendas (fundo)

 

Transformar os vendedores da sua empresa em um time campeão de vendas não é impossível. As 4 dicas do texto de hoje mostraram quais são características de um funil de vendas vencedor. Como visto, o estudo de mercado, atração do público certo, segmentação e entendimento da jornada de compra são aspectos essenciais.

Funil de vendas e de marketing: quer entender as principais diferenças? Clique aqui e leia o meu post sobre esse tema.

SOBRE O AUTOR

Diretor de Estratégias Digitais da Agência Yellow Kite

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados