Presidente da AME denuncia estupros de crianças e adolescente por professor de escola particular

Redação |

Em vídeo divulgado nas redes sociais, nesta quarta-feira (29), a presidente da Associação AME, que acolhe mulher em situação de violência, Júlia Nunes, denuncia casos de estupros em série cometidos por um professor de uma escola particular da cidade de Rio Largo, na Região Metropolitana de Maceió.

De acordo com a advogada Júlia Nunes, pais e alunos escola em questão estiveram na sede da AME para relatar o caso e decidiram denunciar o professor.

Ainda de acordo com a advogada, mais de 20 vítimas relataram casos, a maioria crianças e adolescentes. Uma jovem de 21 anos relatou ter sido estuprada quando ainda era menor de idade.

No vídeo, a presidente da AME diz que o homem vem cometendo o crime de estupro há mais de 10 anos, mas vivia impune até o surgimento de um novo caso, há cerca de três meses.

Júlia Nunes relatou que após ouvir as vítimas, a Associação já registrou um Boletim de Ocorrência e está formalizando queixa junto ao Ministério Público Estadual. 

A advogada não divulgou o nome da escola, nem a identidade do professor.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados