Presidente do TJ/AL diz que magistrados ganham pouco e faz comparação com salário de Faustão

Gabriela Flores|
Desembargador Kleber Loureiro
Desembargador Kleber Loureiro / Assessoria

O aumento do auxílio-alimentação pago aos magistrados alagoanos que passou de R$1.500 para R$ 3.000 foi defendido pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Klever Loureiro.

Em entrevista ao CadaMinuto, o presidente do TJ/AL disse nesta quinta-feira, dia 22, que “os magistrados ganham muito pouco para a função que exercem, pois para ingressar na magistratura tem que ter muita bagagem”.

Loureiro acrescentou ainda que os valores recebidos pelos magistrados são justos e observou os salários de “jornalistas como Faustão ou comentaristas de futebol”, que, segundo ele, têm ganhos elevados” e  ressaltou: “não que vocês (jornalistas) não mereçam, no entanto é preciso destacar os estudos que temos e pontuar que nossa função não para independente de data, pois trabalhamos em sistema de plantão”.

Ainda conforme o magistrado, todos os tribunais de Justiça do país têm esses auxílios alimentação. No caso de Alagoas a categoria estava há sete anos sem ter aumento. Esse valor é essencial, principalmente para o magistrado que responde por mais de uma unidade e tem custos. “Ninguém pode trabalhar de graça”, defendeu. 

Sobre a nota divulgada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Alagoas que disse ter sido “surpreendido pelo aumento”, Loureiro afirmou que “o sindicato está ‘chiando’ porque os servidores querem aumento, mas de acordo com lei complementar  Nº173 não pode haver aumento até 31 de dezembro deste ano. Estamos no cumprimento da lei. Não tem o que espernear”, disparou.

Desconfortável com a postura dos sindicalistas, o magistrado reiterou que recebeu os funcionários para tratar dos pleitos da categoria, no entanto foram para a mídia para “mentir”, por isso, “acabou o diálogo e agora, se quiserem, vão para o Supremo, pois como presidente do poder judiciário não posso ir contra a lei”.

O magistrado falou que os servidores do Tribunal de Justiça recebem auxilio saúde, auxílio alimentação, e de acordo com Loureiro “são beneficiados, uma vez que talvez seja uma das únicas classes do poder público que tem aumento horizontal e vertical anualmente”.

O aumento do auxílio-alimentação foi publicado no Diário de Justiça e conforme o documento “o valor mensal do auxílio-alimentação será equivalente a até 10% do valor do subsídio de Juiz de 1ª Entrância, ficando a implantação integral do auxílio condicionada à disponibilidade orçamentária e conveniência da Administração, observada a simetria constitucional com o Ministério Público e obedecida a limitação temporal da Lei Complementar”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados