Aprendizagem  é quando [email protected] , de jeitos diferentes, constrói, acumula saberes, aprende a pensar com autonomia, interpretar  sua relação com o mundo, a partir de  competências, habilidades, conhecimentos, comportamento, ou valores  adquiridos, modificados.

Aprendizagem é  resultado do ensino, estudo, experiência, formação, raciocínio e observação. Em aulas presenciais ou on-line.

Em uma live com docentes,na quarta-feira (12) a  gestora pública e secretária da pasta  da educação, em Alagoas( que também é professora universitária),  afirmou que, neste momento de pandemia e aulas tecnológicas, o que importa, de verdade para a educação, é que as turmas  tenham [email protected]/ participantes, pois, "infelizmente",  a aprendizagem vai ficar em segundo plano.

A gestora pública  determina que [email protected]  tem o "dever moral" de encher turmas ,para ficar bonitinho nos relatórios oficiais, mas,não precisa ter  compromisso com a aprendizagem.

Como assim?

Educação do faz-de-conta nas terras de tantas gentes desletradas?  

Que feio!

Em pesquisa divulgada na quarta-feira (15 de julho,2020 ), pelo IBGE, mostra que Alagoas continua liderando, em números absolutos, o analfabetismo no país.

E esse analfabetismo  tem cor, classe  e  CEP.

Tríade que dialoga com o universo das vulnerabiliddes extremas.

Alagoas é um dos estados do Brasil em que a exclusão digital  atinge ,profundamente, e segrega a população  que tem cor, classe  e  CEP específicos. Falta o acesso, como direito cidadão  aos recursos da sociedade tecnológica.

Muita gente sem celular. Sem sinal de internet. Sem o pacote de dados do celular. Sem conexão.Invisíveis.  

O posicionamento da gestora pública  foi, não só ,visceralmente, infeliz, como extremamente arrogante e descriminatória.

E hora que [email protected] públicos, em Alagoas, desmontem o pedestral da  intransigência, que dita normas estapafúrdias  e  comecem  a construir um diálogo coletivo, com os diversos segmentos sociais. Dialogo  que extrapole o centralismo do poder único.

Segundo a legislação brasileira, a educação é um direito social e a escola  espaço protetivo de direitos. Aprendizagem , como produto da educação é direito inalienável  à toda pessoa, infelizmente está faltando interpretação de texto estatal.

Alagoas continua a liderar  números absolutos, o analfabetismo no país. Uma multidão de gente desletrada.

E daí?