Coluna Labafero

PSB deve apoiar Almeida. JHC ainda não se definiu

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Katia Born faz reunião para fortalecer o PSB

Se o candidato JHC ainda não decidiu quem vai apoiar no segundo turno da eleição municipal, seu partido, o PSB,  tem grandes possibilidades de apoiar Cícero Almeida do PMDB no segundo turno, após um acordo com o governador Renan Filho.

Pela postura de JHC nas entrevistas ele deve “liberar” seu eleitorado ou apoiar Almeida, desde que este assuma algumas propostas suas de governo. A decisão deve sair até a próxima quinta-feira.

Esquerda em Alagoas tem apenas 3,06% dos vereadores eleitos

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Os partidos ligados ideologicamente a esquerda não tiveram um bom desempenho nas eleições em Alagoas, apesar da boa votação de Gustavo Pessoa (PSOL) em Maceió e do PT ter eleito dois prefeitos, todos as legendas juntas não conseguiram ter mais de 3,06% dos vereadores eleitos no Estado.

O PT ainda conseguiu o melhor resultado, com 21 vereadores eleitos nos 102 municípios alagoanos, o PC do B teve 11 e REDE e PSOL tiveram apenas um vereador eleito cada. O PSTU e o PCB não tiveram vereadores eleitos.

O PSB e o PDT, que também poderiam ser colocados no levantamentos, no Estado são ligados a grupos que não fazem parte ideologicamente a esquerda.

Os cinco partidos que mais tiveram vereadores eleitos pela ordem foram: PMDB com 17,94%, PP com 7,9%, PSDB com 7,25%, PSD com 6,41% e DEM com 5,02%

Mulheres são apenas 15% dos vereadores eleitos em Alagoas

Ilustração Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O TSE lançou hoje um espaço com as informações estatísticas do primeiro turno das Eleições Municipais 2016, realizadas no último domingo (2). Organizado pela Assessoria de Gestão Estratégica do TSE, o espaço apresenta informações e dados estatísticos relacionados com as seguintes informações: número de cargos disputados – prefeito, vice-prefeito e vereador –, cor/raça, sexo, faixa etária, ocupação e partido.

Em Alagoas um dado chama a atenção, 85% dos vereadores eleitos no Estado, ou 917, são homens e apenas 15%, ou 159 são mulheres. Uma das maiores diferenças em todo o Brasil.

Lava Jato: fatiamento envolve Renan e Lula

Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Teori Zavascki

Considerando que políticos teriam usado os partidos para “práticas espúrias”, o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), aprovou o fatiamento da Operação Lava Jato.

No foco agora os inquéritos serão divididos em quatro partes sendo uma do PP, PT e o PMDB terá duas boas fatias sendo uma para as legenda no Senado e outra para a Câmara. O fatiamento envolve cerca de 66 pessoas, entre elas alguns nomes como o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e o ex-presidente Lula.

O STF acredita na divisão de fontes de desvio e arrecadação ilícita.

No total serão 30 investigados do PP e 12 do PT. Já a turma do PMDB está dividida entre 9 senadores e 15 deputados.

Essas fatias certamente serão indigestas para muitos parlamentares.

A aprovação pelo STF aconteceu a pedido do procurador-geral da república, Rodrigo Janot.

"Ele não está na Lava Jato", diz Temer sobre Beltrão

Foto: Fernando Bizerra Jr|Efe Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Michel Temer e Marx Beltrão

Ao ser indagado sobre o novo ministro do Turismo, Marx Beltrão e as acusações que correm contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Michel Temer disse que esperou para ver se o caso seria julgado, mas percebeu que essa pauta está para o 2017.

Diante disso e quase que acreditando que talvez o tempo seja “o senhor da razão”, o presidente Temer afirmou em entrevista a uma rádio que Beltrão não está envolvido na Lava Jato e o caso de suspeita de falsidade ideológica, se deve a sua passagem na prefeitura de Coruripe.

O presidente foi enfático ainda em reforçar que quer a operação Lava Jato não seja interrompida.

Marqueteiro desfaz acordo. Programa de TV volta a ter 20 minutos

Foto: Paulo Chancey Jr. Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Cícero Almeida

Foi de certa forma surpreendente o que aconteceu ontem na sede do TRE, estava tudo pronto para a homologação do acordo entre as duas partes, Almeida e Rui, para que o programa eleitoral de radio e TV fosse reduzido pela metade, acarretando menores custos para ambos em uma iniciativa que está sendo tomada em todo o país.

Mas aí, o marqueteiro Adriano Gehres avisou que o acordo, que havia sido ratificado pelo jurídico da campanha de Almeida, estava desfeito. Houve irritação entre os integrantes do Tribunal regional eleitoral e na banca jurídica que defende o ex-prefeito.

O detalhe é que o marqueteiro que tomou a decisão, passando por cima da equipe de Almeida, ganha por produção, ou seja, quanto mais tempo de programa, maior será os seus valores. Naturalmente que Renan Filho sabe disso e autorizou. A pergunta é? E o Cícero? Já que é com ele que vai ficar a conta para pagar

Novo deputado federal: Rosinha, Hemerson Casado ou Fernando Holanda?

Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Câmara Federal

Com a nomeação do deputado federal Marx Beltrão para o ministério do Turismo, cresce a expectativa para saber quem assume a vaga dele na Câmara Federal. A vaga seria de Rosinha da Adefal, mas a ex-deputada hoje ocupa um importante cargo federal, a secretaria de minorias, quase com o status de ministério.

Depois de Rosinha viria o médico Hemerson Casado, portador do ELA, o médico pode não ter condições de saúde para assumir o cargo e ai surge o nome do favorito dos Calheiros para a vaga, Fernando Holanda, irmão do deputado estadual Dudu Holanda.

Uma reunião, provavelmente hoje, entre Rosinha e o senador Renan Calheiros começa a decidir a situação.

Renan Filho prepara mudanças no seu secretariado

Crédito: Joyce Marina Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Governador Renan Filho

Logo que acabar o segundo turno da eleição municipal em Maceió, o governador Renan Filho deve fazer uma mini reforma no secretariado. A intenção é substituir alguns nomes, que na avaliação do Palácio de Vidro, não corresponderam.

Outro objetivo da reforma é adequar outros nomes que foram derrotados nas eleições municipais. Nos bastidores comenta-se que a mudança pode atingir até seis secretarias

Renan Calheiros pode ir a julgamento no STF

Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros (PMDB)

Nesta terça-feira, dia 04, o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou para pauta no plenário a denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB). O caso em questão e aberto há três anos, é a acusação onde há indícios de que as contas da filha que o senador teve com a jornalista Mônica Veloso seriam pagas por uma empreiteira.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deve marcar a data para que seja efetuado o julgamento, que poderá tornar o parlamentar em réu, caso seja aberta uma ação penal.

Enquanto isso só nos resta aguardar para saber quem vai pagar pelo leitinho da criança, ou não.

Áudio mostra prefeito de Quebrangulo tentando comprar votos

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Manoel Tenório, prefeito de QUebrangulo

Na última sexta (30), foi divulgado um áudio do atual prefeito, Manoel Tenório, conversando com uma família de eleitores e tentando comprar os seus votos visando as eleições que ocorreram no domingo (02).

Tenório não era candidato nesse pleito, mas apoiou a candidatura de sua vice, Lucinha Correia.

Na gravação, era possível ouvir Manoel Tenório falando que ele "ajuda é agora, não depois da eleição". Manoel perguntou inúmeras vezes o que os eleitores precisavam e como poderia ajudar. O prefeito garantiu, no áudio, que Marquinhos Quinqueiro, um de seus cabos eleitorais, iria acertar tudo com os eleitores.

O áudio foi gravado por apoiadores de Marcelo Lima, oponente de Lucinha Correia nesta eleição e que venceu o pleito com 57,83% dos votos.

Lucinha Correia é prima de Marcelo Victor, que no último dia 28 de setembro foi pego comprando votos em Rio Largo, onde foi candidato a prefeito. 

Veja um trecho do áudio:

"A gente ajuda é agora, não tem essa de deixar pra depois. Vereador que eu apoio, todos eles ajudam seus eleitores.

(...)

Faça o seguinte: eu vou mandar Marcos Quinqueiro conversa com você, pra ele acertar com você. Que eu vou cumprir ao pé da letra.

(...)

O que ele [Marcos Quinqueiro] assumir com você, eu cumpro ao pé da letra."

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com