Coluna Labafero

Fábio Farias Filho deve ser o vice de Cícero Almeida

Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Fábio Farias Filho

Um novo nome pintou com muita força nos corredores do Palácio para ser o vice de Cícero Almeida, na chapa que concorre à prefeitura. O nome é Fabio Farias Filho, empresário que é filho do secretário do Gabinete Civil do governo Renan Filho, Fábio Farias.

Segundo levantamentos feitos por pesquisas internas, Fábio, seria um nome jovem que entraria na mesma faixa de votos que Rui Palmeira e João Henrique Caldas.

O nome também agradou Almeida, pois garante o engajamento do Palácio na disputa. Agora é aguardar a decisão do senador Renan Calheiros, que tem a palavra final nessa escolha.

Temer escala ministro do AGU para conversar com Marx Beltrão

Cortesia: assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Marx Beltrão

A repórter Andrea Sadi, da Globo News, confirmou agora que o Ministro da AGU, Fabio Medina, e o deputado alagoano, Marx Beltrão se reuniram ontem para aparar arestas. Segundo a repórter, Marx Beltrão ainda pode ser nomeado ministro do Turismo, pois tem o apoio de Renan e mais 15 deputados do PMDB.

Marx Beltrão disse à repórter que sua preocupação é limpar seu nome e que Medina teria dito a ele que o processo contra o deputado é frágil e não tem como ele não ser absolvido.

Sadi apurou que uma ala do Planalto ainda defende que ele seja nomeado, e que resolva suas pendências jurídicas antes. Marx Beltrão falou ainda que a respeito de ser ministro com este processo:

“'Se eu for indicado, como vc está dizendo, estou sendo bem sincero: não me constrange em nada, Até pq se qualquer pessoa for olhar atuais ministros e ministros passados tem cada processo que cada um responde que é melhor nem comentar”

 

Chico Vigário quer voltar à prefeitura de Atalaia com rastro de processos

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Pelas redes sociais, familiares e amigos até tem respaldado o retorno de Francisco Luiz de Albuquerque, o Chico Vigário (PMDB), para a administração da Prefeitura de Atalaia, mas os eleitores fazem questão de relembrar o rastro deixado por ele dos processos respondidos na Justiça por improbidade administrativa.

O nome de Vigário foi oficialmente anunciado depois do encontro do PMDB, onde foram escolhidos nos nomes dos pré-candidatos a prefeitos e vereadores foram confirmados.

Ele passou algumas gestões no município, tempo em que foi denunciado por supostas práticas de superfaturamento de notas fiscais, fragmentação de licitações, contratações de empresas fantasmas e sem idoneidade.

Ao sair do município, ainda deixou um sucessor sentado à cadeira, que levou a cidade ao verdadeiro caos, com greve de servidores atrasos de salários até para os aposentados, falta de medicamentos, prédios sucateados e desvio de verbas federais, o que provocou seu afastamento em 2014.

Em 2015, mediante as provas robustas, o juiz da comarca de Atalaia determinou o bloqueio dos bens de Vigário e o seu aliado, o professor Mano, correspondente ao prejuízo causado à Prefeitura de Atalaia.

Entre a série de irregularidades verificadas em auditoria interna, contatou-se também que os ex-prefeitos deixaram de reter o ISS e o INSS.  É por essas e outras que os eleitores avisam em comentários nas redes sociais que comparam e vejam como foi sua desastrosa gestão.

Mas a família que esteve tanto tempo no comando, sempre permanece na esperança...

 

Estado x Prefeitura: Guerra no anuncio de obras em Maceió

Marco Antônio - Secom Maceió Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Rui Palmeira e Renan Filho ao inaugurar UPA do Trapiche

Se a prefeitura de Maceió trabalha para mostrar uma obra na orla até Jacarecica, o Estado anuncia que terá uma obra de Jacarecica até Guaxuma. Se a prefeitura anuncia o VLT no Jaraguá e no Centro, o Estado anuncia VLT na Fernandes Lima. Se a prefeitura anuncia obras na periferia. O Estado anuncia obras nas Grotas...E assim caminha os dois entes públicos. Em uma verdadeira “guerra branca”.

O que a população espera é que independente das eleições, que as obras importantes continuem sendo feitas, por Estado e pela prefeitura, e não se tornem apenas projetos para serem apresentados no programa eleitoral

PTN e PSC dificultam, mas devem acabar mesmo com Almeida

Foto: Davi Soares Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Cícero Almeida

Assim como aconteceu com o Solidariedade, os Calheiros vão ter um pouco mais de trabalho para fechar com outros dois partidos. O PSC e o PTN.

As duas legendas apresentam problemas em seus diretórios municipais de Maceió. O PTN tinha uma predileção por JHC e o PSC chegou a fazer uma votação dando 50 a 50 entre JHC e Almeida.

Mas no final das contas, os Calheiros já estão agindo e devem confirmar o apoio das duas legendas para o candidato Cicero Almeida

Mauricio Quintella destina 36% das verbas do ministério para Alagoas

Vanessa Alencar Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Maurício Quintela

Matéria hoje no jornal Estado de São Paulo, mostra que ministros de Temer liberaram cerca de R$ 2 bilhões em convênios liberados em pouco menos de dois meses. E que a maioria dos ministros concentraram repasses nos Estados dos respectivos titulares.

Com o alagoano Mauricio Quintella não foi diferente. O Ministro dos Transportes destinou 36% das verbas alocadas no seu ministério para Alagoas.

PTN de Maceió faz convenção em agosto e pode apoiar JHC

Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Felipe Sarmento

O Partido Trabalhista Nacional (PTN) realiza no próximo dia 05 de agosto sua convenção municipal de Maceió e pode seguir dois caminhos. O primeiro é apoiar candidatura própria do partido a prefeitura, sendo que o candidato seria o presidente municipal da legenda, Felipe Sarmento Barbosa, ou apoiar o deputado federal JHC.

Segundo Felipe o PTN elegeu JHC em 2014 e tem uma corrente interna que defende esse apoio.

Será definida ainda a chapa de vereadores do partido, no qual se destaca o candidato Edlucio, que vem participando das caminhadas de outro candidato, Cicero Almeida

Renan deve escolher ministro fora de Alagoas

Arquivo/Agência Câmara Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Com a decisão de que o Planalto não vai aceitar a indicação de Marx Beltrão para o Ministério do Turismo, o senador Renan Calheiros deve apontar outro nome para o cargo

A definição é que este nome, assim como Beltrão, deve ser da bancada do PMDB na Câmara, e dificilmente Calheiros indicará alguém da bancada alagoana

O próprio Planado “queimou” indicação de ministro alagoano

Foto: Internet/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true presidente Michel Temer e Renan Calheiros

A coluna do jornalista Lauro Jardim no O Globo traz hoje a informação que a nomeação do deputado alagoano Marx Beltrão ao Ministério do turismo foi abortada após uma articulação do próprio Palácio do Planalto

De acordo com a apuração de Jardim, o Palácio não queria nomear Marx nem dizer não a Renan, então optou por “espalhar” notícias contra Marx na imprensa.

 

 

Efeito Sanduíche: rejeição de Almeida e Renan Pai contamina Renan Filho

Crédito: Paulo Chancey Júnior / Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Governador Renan Filho

Foi o que a coluna apurou com uma analista política, professora da Pós-Graduação em Sociologia da UFAL. O governador Renan Filho está imprensado por um “efeito sanduíche” e está sendo contaminado pela alta rejeição de ambos.

De um lado a rejeição a Cícero Almeida,  pelas controvérsias de seu mandato como prefeito, pelas acusações de corrupção contra o pré-candidato do PMDB em Maceió.

Do outro a rejeição ao Senador Renan Calheiros, réu em 8 ações no STF e que fica à reboque das notícias nacionais da Operação Lava Jato. Exemplo disso foi o destaque das eleições em Maceió na revista Época semana passada, ligando Renan a Cícero.

No meio fica Renan Filho, que vê o fim da percepção de segurança na capital devido ao aumento da criminalidade em Maceió, a ameaça de greve dos servidores públicos e o começo do período de desgaste da gestão estadual, natural após quase 2 anos de qualquer mandato.

 

A imagem do governador, que foi eleito com discurso de “mudança”, estaria sendo dinamitada pela mensagem do “velho” que vem de Renan Pai e Cícero Almeida.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com