Coluna Labafero

Parentes da deputada Thaíse Guedes são exonerados da Assembleia Legislativa

Foto: Facebook 61913381 f96a 44c5 a78c 7e9b367dfa60 Deputada estadual Thaíse Guedes (PMDB)

Saiu no Diário Oficial a exoneração de três parentes da deputada estadual Thaise Guedes, que deixa o cargo após ser derrotada nas urnas. A parlamentar havia nomeado o marido, a irmã, a tia e uma babá para trabalhar até o fim do mês, quando se encerra se encerra o mandato de Thaíse.

 Os nomeados receberiam o valor máximo de R$ 25 mil cada um. Com a repercussão do caso, a própria Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Alagos (ALE) afirmou que faria a exoneração dos parentes, apesar que a indicação dos auxiliares de gabinete é de inteira responsabilidade dos parlamentares.

 

Adversários na disputa por presidência do Senado, Renan chama Tasso Jereissatti de ‘coronel da política’

Foto: Agência Senado/Arquivo 4f1684e2 7106 45e9 955a a5f53c833f37 Senador Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros (MDB) usou sua conta em uma rede social para atacar um de seus adversários na disputa à Presidência do Senado, Tasso Jereissatti (PSDB), eleito para a Casa pelo Ceará, a quem o alagoano chamou de “coronel da política”. “ Bato mais facilmente continência para um major da polícia do que para um coronel da política como Tasso”, postou Renan.

O termo “coronel da política” é utilizado para classificar políticos que se perpetuam no poder. Assim como Calheiros, Tasso Jereissatti tem uma carreira política consolidada no Ceará. Ambos são os nomes mais cotados para assumir o comando do Senado.  A eleição da Mesa está prevista para o dia 1º de fevereiro, quando também tomarão posse todos os senadores eleitos.

Renan tem feito criticas a adversários políticos, além de Tasso, também foram alvos do alagoano o procurador federal Deltran Dallagnol, que coordena a Operação Lava Jato, em Curitiba, e que lidera uma campanha pela internet defendendo o fim do voto secreto para a eleição no Senado, fato que pode prejudicar diretamente Renan na disputa.

Ontem (16), Calheiros declarou que vai entrar com ação no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) contra Dallagnol.

 

 

 

 

 

 

Em nota, ALE afirma que "servidores" nomeados por deputada serão exonerados

Foto: Ascom/ALE Edcfdbea 1f4b 4096 a611 2133c6d0453b Deputada Thaíse Guedes

A Assembleia Legislativa de Alagos (ALE) emitiu nota se posicionando sobre o caso, divulgado aqui na Coluna Labafero, da nomeação de familiares da deputada Thaíse Guedes, feita pela própria, para cargos com altos salários na Casa.

Segundo a Mesa Diretora da ALE, os referidos servidores comissionados serão exonerados nesta sexta-feira (18) e as portarias publicadas no Diário Oficial do Estado. O texto afirma que a indicação dos auxiliares de gabinete é de inteira responsabilidade dos parlamentares.

Conforme apuramos mais cedo, a deputada nomeou o marido, a irmã, a tia e uma babá para trabalhar até o fim do mês, quando se encerra se encerra o mandato de Thaíse. Os nomeados receberiam o valor máximo de R$ 25 mil cada um.

Leia a nota da Assembleia Legislativa:

A Mesa Diretora do Poder Legislativo de Alagoas, tendo em vista o caso amplamente divulgado sobre servidores comissionados, comunica que as respectivas portarias de exoneração serão publicadas no D. O. eletrônico da Casa, nesta sexta-feira. A Mesa comunica também que, para efeito de nomeação, é de inteira responsabilidade dos parlamentares a indicação de seus auxiliares de gabinete, ao tempo em que considera positivo o controle social dos atos praticados pela administração pública.

 

 

Thaíse Guedes nomeia membros da família para ganhar mais de R$ 20 mil

Foto: Assessoria/Arquivo 0e5e8f39 7bab 4882 8abc f2c2d3e8d4b8 Deputada Thaise Guedes

A deputada Thaíse Guedes, após a derrota, resolveu nomear membros da família para ganhar um dinheiro "bem salgado" na Assembleia Legislativa.

Segundo apurou a coluna, Thaíse nomeou o marido, a irmã, a tia e uma babá para Assembleia Legislativa.  Eles vão trabalhar até o fim desse mês (quando se encerra o mandato da deputada) ganhando o valor máximo de R$ 25 mil por pessoa... isso tudo durante 30 dias , exatamente quando a Assembleia está em recesso

 

Fátima Canuto pode ser um dos nomes para assumir secretaria de Renan Filho

Foto: Secom Maceió Ec925e58 275c 4d68 8ee1 498070009d8b Fátima Canuto é um dos novos nomes da ALE

A deputada alagoana Fátima Canuto vem sendo sondada como uma possível secretária do estado no governo de Alagoas. Segundo apurou a coluna com a deputada, a “possível secretária” disse que não existe nenhuma conversa ainda com o governador Renan Filho, mas que ela se sente lisonjeada por ser cotada para fazer parte de um governo que ela admira.

Canuto é uma das deputadas mais fieis da gestão de Renan Filho durante a polêmica da presidência da Assembleia Legislativa , sendo uma das únicas que não participaram da foto de vários deputados apoiando o deputado Marcelo Vitor, demonstrando fidelidade ao deputado Olavo Calheiros, com quem tem forte relação , até o fim 

Pinheiro: Marx solicita audiência de urgência na Defesa Civil Nacional

Foto: Assessoria/Arquivo Fb2fbc65 1d20 4f86 a27f 8f8e47678406 Marx Beltrão

O deputado federal Marx Beltrão (MDB) solicitou uma audiência, em caráter de urgência, com o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec), Alexandre Alves, para buscar informações e discutir a situação de risco vivenciada pelos moradores do bairro Pinheiro, em Maceió.

No ofício encaminhado nesta quarta-feira (16) ao secretário, o deputado pede que a Defesa Civil apresente informações detalhadas sobre as medidas mais urgentes e oriente os moradores da localidade sobre como devem proceder.

Marx solicita ainda que a Sedec informe as causas que resultaram no “afundamento” do bairro.

Collor se filia ao PROS e defende coesão para tirar o Brasil da crise

Foto: Divulgação Af9bf97a ddee 47b4 9b86 9b1d46a13d3c

O senador Fernando Collor de Mello assinou nesta terça-feira (15), em Brasília, a ficha de filiação ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS). A solenidade aconteceu ao lado do presidente nacional da sigla, Euripedes Junior e do deputado federal eleito, Capitão Wagner (CE), que representou a bancada do PROS na Câmara. Euripedes destacou que a filiação de Collor reforça o trabalho da sigla na construção de um Brasil melhor.  

O senador apontou a importância que o PROS terá na discussão de temas importantes que serão debatidos no Congresso Nacional nos próximos meses. Collor assegurou que a sigla estará unida para tirar o Brasil do cenário de crise que se arrasta ao longo dos últimos anos. 

“A expectativa que nós temos é de que o PROS terá um papel decisivo na sua atuação no Congresso Nacional. Todos nós sabemos das dificuldades pelas quais o país atravessa. Todos nós sabemos das necessidades que o governo eleito democraticamente tem de ter o apoio do Congresso para fazer avançar as reformas que são imprescindíveis para a construção de um desenvolvimento sustentável para o Brasil. De forma coesa, o PROS estará atuando no sentido de ajudar o Brasil a sair da crise”. 

Ainda durante a solenidade de filiação, Collor expressou alegria ao ingressar no partido, ressaltando a trajetória crescente que a sigla vem tendo. “Eu me sinto muito feliz em estar filiado ao PROS. É um partido que começou pequeno, mas que foi granjeando por todo o Brasil uma legião de seguidores e que atingiu, brilhantemente, a cláusula de barreira na última eleição, graças ao comando do presidente Euripedes que tem se dedicado com tanto afinco, tanto ardor, para fazer com que o PROS seja uma agremiação partidária orgânica, democrática e que todas as questões venham ser discutidas e, assim, tomadas as decisões”. 

O presidente nacional, Euripedes Junior, agradeceu a Collor pela confiança e deu as boas-vindas ao senador. “Quero agradecer a confiança do senador de estar aqui junto conosco, em um partido que nasceu lá em Planaltina de Goiás. Eu entendi que, como vereador, eu não poderia mudar a vida das pessoas, mas com um partido político, sim. É uma satisfação enorme ter um quadro com Collor aqui no PROS. Juntos vamos construir um Brasil melhor”.

"Collor é candidato?", pergunta Bolsonaro a Maia por bilhete

Foto: Estadão A7dc76b4 d3bb 4270 8ba7 77ea7ca93a3b Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro

Em uma troca de bilhetes na última sexta-feira (11), durante uma solenidade de formatura de 16 procuradores da Procuradoria Geral da República (PGR), o presidente Jair Bolsonaro questionou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, sobre uma possível candidatura do senador alagoano Fernando Collor à presidência do Senado.

Segundo o Estadão, que registrou a troca da mensagem, Bolsonaro escreveu: “Color é ... dato?”, e passou o bilhete à Maia. O jornal registrou parcialmente a mensagem do bilhete.

Após ler a mensagem, o presidente da Câmara fez um semblante de dúvida. Em seguida, Bolsonaro recolheu o papel de volta, dobrou e guardou no bolso do paletó. O presidente e o deputado continuaram a conversa “ao pé do ouvido”, seguida de risos e sinais positivos com o polegar.

Há rumores em Brasília de que Collor avalia uma candidatura à presidência do Senado, cuja eleição acontece no dia 1º de fevereiro e tem o também alagoano Renan Calheiros como um forte candidato ao cargo. o que parece não agradar Bolsonaro.

Renan Calheiros diz que procurador age como "um ser possuído"

Foto:Rreprodução 5a0f6b95 d046 426b a9d5 9780bf40f77d Renan Calheiros

O Procurador da República e coordenador da Lava Jato no Paraná, Deltan Dallagnol foi "alvo" do senador Renan Calheiros nesta terça-feira (15).

O senador escreveu na sua conta do Twitter que o procurador "continua a proferir palavras débeis, vazias, a julgar sem isenção e com interesse político, como um ser possuído".
 

Marx Beltrão é recordista em recursos federais para Arapiraca

Foto: Assessoria/Raul Plácido A6a07d4d 8324 4b7d 8425 6fe88334b8e1 Ministro do Turismo, Marx Beltrão (PMDB)

Ter um deputado federal sempre foi importante para Arapiraca. Um deputado da cidade ajuda a trazer recursos e faz o diferencial em defesa do município. Na eleição de 2014, Arapiraca não elegeu nenhum representante para a Câmara dos Deputados. Mas mesmo sem eleger nenhum arapiraquense, a capital do agreste não ficou sem representante em Brasília. Este lugar foi “assumido” extra oficialmente pelo deputado federal Marx Beltrão.

O considerável volume de recursos federais que o parlamentar assegurou para a cidade prova esta tese: em seu primeiro mandato, Beltrão garantiu R$ 109 milhões para a capital do agreste e região. Um recorde em se tratando da bancada alagoana.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com