Coluna Labafero

Cabo Bebeto pode ser candidato a prefeito de Maceió

Ascom ALE/Vinícius Firmino Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputado Cabo Bebeto

Muitos nomes estão sendo surgindo para as eleições municipais, entre eles, o do deputado estadual Cabo Bebeto que não negou que pode ser um dos candidatos a prefeito de Maceió.

Em entrevista ao site BR-104, o deputado disse que “tem interesse de sair candidato a prefeito”, mas que não vai apenas no interesse dele. Só vou se as pesquisas me derem essa segurança. Porque campanha é cansativa, é desgastante e o sistema é bruto”, disse.

Por fim, Bebeto disse que se as pesquisas apontarem que ele tem condições e o presidente disser que “é pra ir, missão dada é missão cumprida”.

"Há um setor no MPF chocando ovos de Gestapo", diz Calheiros após denúncia contra jornalista

Foto: O Globo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros utilizou as redes sociais para combater sobre a denúncia contra o jornalista, Glenn Greenwald, do Intercept Brasil.

Renan disse que “denunciar Glenn à revelia da PF mostra que há um setor no MPF chocando ovos de Gestapo”.

Calheiros disse que o MPF “abusa do poder para calar a imprensa, subvertem o papel da instituição e fazem o Brasil passar vergonha no mundo”.

 

Indicado por Marx Beltrão, secretário troca Seades pela Seagri

Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Secretário João Lessa

Está confirmado: a agricultura do estado passa ao comando de Marx Beltrão (PSD) e o governador Renan Filho (MDB) já aprovou o nome indicado pelo deputado federal para a pasta: João Lessa, atual secretário de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades).

Conforme bastidores, o desempenho de Lessa à frente da Seades - também uma indicação de Marx Beltrão - tem agradado ao governador. Entre as sementes plantadas pelo gestor em um ano na pasta, estão o programa de interiorização dos serviços da secretaria e o desenvolvimento do Cartão Cria para gestantes e nutrizes.

A ideia do governador seria apostar as mesmas fichas - ou seja, o mesmo nome - para alavancar a importante pasta da agricultura, além, é claro, de sacramentar a aliança com o PSD de Marx para o pleito eleitoral deste ano.

A Agricultura é ocupada “interinamente”, há cerca de seis meses, por Silvio Bulhões, que era secretário adjunto e assumiu o cargo com a saída de Ronaldo Lessa.  

Com bom desempenho na Seagri, Bulhões também deve permanecer no governo.

Senado: alagoano está entre os mais faltosos de 2019

Foto: EBC Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Congresso Nacional

Conforme levantamento do portal Congresso em Foco, o senador Renan Calheiros (MDB) ficou em segundo lugar, perdendo apenas para Jader Barbalho (MDB-PA), entre os senadores mais faltosos (com ausências justificadas ou não) de 2019.

Ainda segundo o Congresso em Foco, das 75 das sessões deliberativas (as quais os senadores são obrigados a comparecer) realizadas entre fevereiro e dezembro do ano passado, Barbalho compareceu a 16, contabilizando um índice de falta de 78,67%. A maioria delas foi justificada por atividades parlamentares (40 vezes) e licença saúde (15 vezes), sendo quatro sem justificativa.

Empatados no segundo lugar entre os mais faltosos estão Renan e Mara Gabrilli (PSDB-SP), ambos com 33 ausências (44%). Todas as faltas do alagoano, porém, foram justificadas como cumprimento de atividade parlamentar.

Em resposta ao Congresso em Foco, o gabinete de Calheiros afirmou que as reuniões fora da Casa o impediram de comparecer às votações do Plenário: "Muitas vezes ele teve reuniões externas e, por isso, não pôde estar no Plenário, mas posso lhe dizer que ele estava aqui quase

A presença dos senadores é obrigatória apenas nas sessões deliberativas ordinárias. O regimento do Senado determina que os dias em que o parlamentar não vai à sessão sejam abonados após a apresentação de um requerimento que justifique o motivo da ausência, pois o Senado entende que o político estava realizando tarefas relacionadas às atividades legislativas demandadas pelo exercício do mandato, mesmo fora da Casa.

Reajuste de piso nacional do magistério causa inquietação a gestores municipais

Foto: Geoplaces Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Associação dos Municípios Alagoanos (AMA)

O reajuste de 12, 84% do piso nacional do magistério para o ano de 2020, anunciando pelo Governo Federal na semana passada está causando inquietação aos gestores públicos alagoanos. O piso passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24 em 2020 e segundo a Associação dos Municípios Alagoanos (AMA),  vários municípios do estado já investem um valor considerado acima do que é proposto pela Constituição na pasta de Educação.

Para a AMA, o governo deve estudar alternativas para ampliar o investimento na educação básica, garantindo mecanismos legais capazes de aumentar o percentual repassado às redes públicas sem prejudicar as demais áreas.

Em nota, a AMA informou que os municípios e estados que já pagaram no ano anterior, mais do que o valor do piso estabelecido para este ano, não estarão obrigados a conceder reajuste em igual percentual ao do piso salarial do magistério. No modelo atual, já existe a sobrecarga na área da educação, pois os recursos repassados são muito menores do que as responsabilidades assumidas.

A AMA, também informou que o Governo Federal onera estados e municípios ao colocar o cumprimento de regras previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal. O Piso Nacional do Magistério no período de 2009 a 2020, cresceu 203,81%, enquanto o valor do salário mínimo cresceu 121,72%, INPC cresceu 61,38% e os recursos do FUNDEB Alagoas cresceram 116%. 

“O reajuste é um assunto delicado, e os prefeitos alagoanos estão apreensivos porque as receitas não acompanham as despesas da educação, tanto no pagamento da remuneração do magistério como também na manutenção estrutural da educação. Os valores acima não se aplicam a todos os municípios, pois em sua grande maioria já praticam valores acima do piso estabelecido para os profissionais da educação”, destacou a presidente da AMA, Pauline Pereira.

Conforme a AMA, o total de perdas de matriculas dos municípios foi de -6.365 e o valor total, - R$ 21.897.445,85. Já as perdas de matriculas do governo do Estado foi de -3.373, e o valor total - R$ 11.604.098,17.

No geral a perda com matriculas no estado foi de -9.738 e o total -R$ 33.501.544,02.

 

 

Deputado tem mais uma polêmica no caso Pinheiro

Thiago Davino - CadaMinuto Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Braskem

O deputado JHC comunicou no último final de semana, através de suas redes sociais, que vai exigir da Braskem um segundo termo de acordo cobrando da mineradora explicações técnicas de não abranger 100% das áreas afetadas pelo afundamento de solo em quatro bairros de Maceió.

A Defesa Civil Municipal, já recomendou oficialmente à Braskem, em 26 de dezembro de 2019, a ampliação da área que a mineradora considera como de resguardo.

Ou seja, a cobrança de JHC chegou praticamente um mês atrasada.

E olhe que ele é o presidente da Comissão Externa de Acompanhamento dos bairros atingidos por esse tipo de desastre na capital alagoana.

Da última vez que ele tentou falar sobre a Braskem, gravando um vídeo onde atribuiu a si o acordo da empresa de mineração com a população desses bairros, acabou desmentido e publicamente pelo Ministério Público Estadual, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública da União e Defensoria Pública do Estado de Alagoas.

Deputado pede MP a Bolsonaro e bate forte contra preços abusivos cobrados por cartórios

Ilustração/Internet Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Cartórios

Por meio de suas redes sociais, o coordenador da bancada alagoana no Congresso Nacional bateu forte nesta segunda-feira (20) contra o que classificou como “farra” dos cartórios. Marx Beltrão anunciou que vai propor ao presidente Jair Bolsonaro e a ministro da Paulo Guedes, da Economia, a edição de uma MP (Medida Provisória) que reduza “drasticamente” o valor das taxas cobradas pelos cartórios em todo o país.

E pra variar o deputado tem razão. Os preços são altos mesmos. Confira abaixo a “bronca” do líder do PSD em Alagoas:

"Uma fortuna para carimbar papel e botar selo. É o que o brasileiro paga diariamente. Por isso vou propor ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro Paulo Guedes a edição de uma Medida Provisória (MP) acabando com a "farra" dos preços abusivos cobrados pelos cartórios em todo o país. Precisamos de serviço digno e preço justo. E hoje infelizmente os cartórios não oferecem isso. O governo vem adotando uma série de medidas contra a burocratização e para reduzir o peso do estado sobre cidadão. Reduzir drasticamente o valor das taxas dos cartórios seria um marco nesta luta em prol da desoneração de nossa sociedade. Coragem não me falta para falar e para lutar por esta causa!"

Jogadora Marta curte postagem de Alfredo Gaspar e publica apoio em rede social

Foto: Redes Sociais Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Marta curte postagem de Alfredo Gaspar e publica apoio em rede social

A jogadora Marta, seis vezes eleita a melhor do mundo pela Fifa, repostou nos stories do Instagram, neste final de semana, uma publicação do procurador-geral de Justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, apontado como possível pré-candidato à prefeitura de Maceió. Na postagem, Alfredo Gaspar destacou que sempre procurou desafios para superar, dando o melhor de si. A atacante se identificou com o texto e publicou o apoio na sua rede social, onde contabiliza 2,5 milhões de seguidores.

“Sou promotor criminal, promotor de júri, também fui professor universitário, depois coordenador do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do MP)”, escreveu Gaspar. Ele falou ainda de sua experiência à frente da Secretaria de Segurança Pública quando Alagoas e Maceió detinham altos índices de violência. “Agora estou como procurador-geral de Justiça e presidente do GNCOC (Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas)”, completou.

Dentre os quase 250 comentários publicados até a manhã de hoje, 20, inúmeros seguidores destacam sua competência na vida pública, enquanto outros pedem sua candidatura à prefeito da capital alagoana. O governador Renan Filho, sempre antenado nas redes sociais, também curtiu e deixou seu comentário. “Vencer os mais altos desafios, no seu caso, significa melhorar a vida das pessoas. Isso, certamente move”, escreveu o chefe do Executivo estadual.

 

Deputada em AL critica secretário da cultura que citou nazista: "atentado contra a democracia"

Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Cibele Moura

O vídeo do secretário especial da Cultura do governo federal, Roberto Alvim, ganhou repercussão nas redes sociais após o secretário ter utilizado trechos do ministro da Propaganda do regime nazista, Josep Goebbels.

Nas redes sociais, a deputada estadual Cibele Moura criticou o ministro e disse que “parafrasear um nazista, condenado por vários assassinatos, é algo muito grave, vindo do secretário de Cultura é um atentado contra a democracia e desrespeito às vítimas de um fato histórico lamentável, o holocausto".

Por fim, Cibele escreveu: “Alvim vai continuar com seu cargo? Essa é a pergunta”.

Maia ‘esquece’ acordo para apoiar Arthur Lira à sua sucessão

FolhaPress Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Arthur Lira e Rodrigo Maia

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder: enciumado com o protagonismo do deputado Arthur Lira (PP), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), teria “esquecido” o acordo - feito há um ano com o PP - para apoiar o alagoano à sua sucessão, em 2021.

Conforme a coluna, Maia está articulando outros nomes para quem poderia passar o bastão: Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Fernando Bezerra Filho (MDB-PE) e Baleia Rossi (SP), presidente do MDB.

Há um ano, Arthur Lira saiu da disputa e ainda garantiu a Maia os votos do MDB e PTB.

Líder do PP, Lira diz que o apoio de Maia é importante e espera contar com ele, mas joga a decisão final sobre o assunto no colo do partido.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com