Voney Malta
Voney Malta

CPI da covid e os crimes do presidente apontados por juristas

Voney Malta|
Senado Federal
Senado Federal / Reprodução

O parecer preparado por renomados juristas, com cerca de 200 páginas, será entregue esta semana aos senadores. 

O grupo, coordenado pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior, avalia os crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro no combate ao coronavírus.

Esses juristas prestam consultoria aos membros da CPI. Eles tiverama acesso tudo, desde documentos e provas até aos depoimentos.

As conclusões apresentadas pela equipe de Reale Júnior sobre as responsabilidades do governo e dos seus integrantes serão avaliadas pelo relator da Comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Segundo o Estadão, a tendência é que o presidente Jair Bolsonaor serjá acusado "por crimes de lesa-humanidade, que permite uma denúncia em tribunal internacional, crimes de responsabilidade, que darão respaldo a um pedido de impeachment na Câmara, e crimes comuns, que podem motivar uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF)."

"A própria CPI deve encaminhar as conclusões ao presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), acusando Bolsonaro por crimes de responsabilidade na pandemia de covid-19. No âmbito dos crimes comuns, como ações contra a saúde pública e corrupção passiva, a CPI deve encaminhar as conclusões para a Procuradoria-Geral da República, responsável por uma eventual denúncia contra o presidente no Supremo. Se o procurador Augusto Aras não avançar nas investigações, os senadores querem protocolar uma ação contra ele diretamente no STF", diz ainda a reportagem.

EM TEMPO - Amigos, alguns poucos dias de férias chegaram. Continuem se cuidando e não deixem de seguir as recomendações da ciência, pois falta muito pouco para superarmos essa crise causada pelo coronavírus.

Até já.

 

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cadaminuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados