Foto: Reprodução

Foi preso nesta quinta-feira (26), no município de Porto Real do Colégio, o foragido da justiça que conseguiu escapar de uma penitenciária no estado de Pernambuco. De acordo com as informações policiais, Antônio Gilson Pessoa dos Santos, conhecido como “Roxinho”, 51 anos, estava escondido na aldeia indígena Kariri-Xocó, usando um nome falso.

Ainda segundo a polícia, as investigações que levaram a localização e prisão do então foragido foram iniciadas há cerca de 15 dias pelo delegado Rômulo Andrade e sua equipe, depois do recebimento de uma denúncia, através do 181, dando conta da presença do elemento na cidade ribeirinha.

"O preso está sendo transferido sob forte escolta policial para capital alagoana, devendo ser encaminhado ao Presídio de Segurança Máxima. Já os trabalhos de investigação continuam a cargo da DEIC, haja vista que o recapturado Antônio Gilson mantém cadeia de comando no tráfico de drogas interestadual e desde o ano de 2010 vem sendo fichado em vários estados, com participação em variadas modalidades de crimes, que vão de assaltos a bancos ao tráfico de drogas, possuindo, inclusive, registros na Polícia Federal”, complementou Rômulo Andrade.

Antônio Gilson era foragido da Penitenciária de Segurança Máxima Professor Barreto Campelo, localizada na Ilha de Itamaracá, em Pernambuco. Ele havia sido resgatado por criminosos fortemente armados na noite de 13 de fevereiro de 2019, ocasião em que os criminosos trocaram tiros com policiais militares que faziam a segurança daquela unidade prisional.

“Infelizmente durante a ação de fuga do Antônio Gilson da penitenciária, junto com outros sete presos, todos de alta periculosidade, um dos militares de serviço foi alvejado na cabeça e evoluiu ao óbito”, frisou o delegado Gustavo Henrique, que é diretor da DEIC.

*Com informações do AquiAcontece.com