Você que se percebe "[email protected]" já foi impedido de entrar em algum lugar por conta da sua cor?

Quando se é [email protected] isso acontece o tempo todo e de tanto acontecer, a sociedade vai  naturalizando a segregação , como "normal", ou "liberdade de expressão".

Aconteceu mais uma vez com o  motoboy, Elson Oliveira Santos, na noite de domingo (25), quando foi impedido de entrar em um condominio de luxo,em Goiânia,  para fazer uma entrega de alimentos.

Além de ter a entrada desautorizada foi chamado de "macaco".

O racismo estrutural no Brasil tem mostrado suas garras. Está ficando mais descarado, atrevido, arrogante e se põe nu, colocando pés em pescoços alheios.

Pescoços de [email protected], é claro!

O racismo no Brasil é crime inafiancável, até que apareça alguém para pagar a fiança.

E uma pergunta que precisa ser feita: Se existe fiança por crime de racismo, porque esse recurso não é investido em políticas afirmativas?

O motoboy foi impedido de entrar no condomínio por conta da cor da pele.

É preto.

Esse é  mais um (mais-um) caso que virou mídia, mas, no  confortável  silêncio social, o racismo implode em muitos condomínios dessa gente que se acha superior.

"É muito dolorido", diz motoboy .

O racismo no Brasil é crime inafiançável.

É mesmo?