Luiza Trajano é a mulher dinâmica a frente do Magazine Luiza.

O Magazine Luiza é uma instituição sexagenária. Tem 63 anos  e nasceu em Franca, São Paulo, o mesmo lugar onde nasceu Abdias Nascimento, um  preto revolucionário e  líder .

A gestão de Luiza Trajano no Magazine é marcada pela ousadia de reconstruir processos sociais e integrar as gentes todas no processo do capitalismo.

No grupo Mulheres do Brasil, Luiza é  uma  das referência na luta pelos direitos e pela representatividade feminina.

E agora,a empresária  lança, como uma substantiva e concreta ação  antirracista,   o  programa de trainee 2021 só para  candidatos [email protected]

E Frederico Trajano , CEO do Magalu e  filho de Luiza  justifica: “Ao longo dos últimos anos, o Magalu formou cerca de 250 trainees. Desses, apenas 10 eram negros. Nossos programas simplesmente não  conseguiam atrair esses talentos. O número de inscrições de negro sempre foi baixíssimo. Talvez porque, para muitos deles, passar num programa seletivo de uma grande empresa parecesse inatingível. Talvez porque nossa seleção exigisse certas competências — fluência em inglês, por exemplo — quase impossíveis de ser desenvolvidas pela vulnerbilidades históricas.”

E conclui que mesmo tendo um grande percentual de funcioná[email protected] pretos, não há lideranças de pretas, daí, temos a obrigação de corrigir tudo aquilo que consideramos como nossos problemas. É isso o que estamos fazendo — sem nenhuma possibilidade de retorno.

Antes de falar em meritocracia, o Magalu exercita a política de trazer , socialmente, para cima quem vive, cotidianamente, abaixo  das oportunidades/possibilidades ,  e só  a partir  falar em igualdade de direitos, equidade. 

Fala sobre o racismo estrutural enraizado nas ações diárias das empresas brasileiras.

Luiza e seu Magalu ,com  um único ato, explica di-da-ti-ca-men-te ,para o Brasil todinho,  o  que significa  ações antirracistas .

Bem,  que [email protected] do país  colonizado poderiam aprender essa  lição com Luiza.

Valeu, Luiza!

 

Leia mais em https://braziljournal.com/por-que-criamos-um-programa-de-lideranca-so-para-negros