Filho único, ele tem 4 anos e uma  perspicácia maravilhosa  e  como, muitas e tantas  crianças carrega o estranhamento pelo vírus que congestionou realidades.  

O  isolamento social que distanciou pessoas e o arrancou, abruptamente, da escola causa comichão na alma do menino,e ele conta:- Arísia Barros, eu preciso de um amigo, do meu tamanho para brincar comigo. Estou muito sozinho. Preciso de um amigo para brincar, conversar. Tenho saudades do Rafael. O Rafael é meu melhor amigo da escola e ele gostava de brincar comigo.

O desabafo melancólico do menino, que fala em saudades,  faz com que  os adultos da sala, silenciem, um tanto [email protected] e torcendo para que venham os tempos benignos.

Para que as crianças, como o menino, possam encontrar [email protected] de brincadeiras da infância..

Dêdei!