Coluna Labafero

Decisão do TRE garante realização de "festa comemorativa"

Cortesia Ascom/ALE B8d210c1 c3bb 4040 bfd9 d3f4ba8c1748 Ângela Garrote

O desembargador Luiz Vasconcelos Netto emitiu nesta sexta-feira, dia 29, liminar que suspende “os efeitos da decisão que determinou que a deputada Estadual Ângela Maria Lira de Jesus Garrote (PP) se abstivesse de promover a realização do evento intitulado ‘festa comemorativa’”, marcada para acontecer neste sábado, dia 30, na cidade de Palmeira dos Índios.

O magistrado determinou também a notificação quanto ao teor desta decisão dos seguintes órgãos em Palmeira dos Índios:  Comando do 10º Batalhão de Polícia Militar; Guarda Municipal e Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito.

Então, agora sim. A festa está garantida!

Renan Filho defende aprovação Reforma da Previdência com alguns "poréns"

Foto: Reprodução 365d6f54 f8df 4b5b a3b8 73d292068102 Renan Filho

Em visita ao Hospital do Norte, em Porto Calvo, nesta sexta-feira (29), o governador Renan Filho (MDB) defendeu a aprovação, pelo Congresso Nacional, da Reforma da Previdência, desde que ela não mexa em pontos como aposentadoria rural e Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Aos jornalistas que cobriram a visita, o governador frisou que a reforma não pode penalizar os mais pobres e afirmou que é favorável ao corte de privilégios e a diminuição dos altos salários.

Ele também disse acreditar que o Congresso não irá modificar os critérios para obtenção do BCP e da aposentadoria rural, para não penalizar os que trabalharam uma vida e se aposentaram com um salário mínimo.

Ângela Garrote e a festa da vitória que foi suspensa pela Justiça

Ascom B8388088 9c30 4f61 861a f3f572b025ab Ângela Garrote

A deputada estadual Ângela Garrote (PP) já tinha preparado uma “festa da vitória” em Palmeira dos Índios, mas a Justiça resolveu suspender o evento que estava marcado para sábado (30).

O juiz José Miranda Santos Júnior alegou que o evento seria uma propaganda antecipada já que a deputada pretende ser candidata à prefeita da cidade.

 

Bem avaliados por eleitores, Rui e Renan tem aprovação acima dos 50%

Cf8fa975 37fc 41a3 b7f3 a750698dd2c7

À frente das administrações Estadual e Municipal, o prefeito Rui Palmeira e o govenador Renan Filho estão bem avaliados pelos eleitores maceioenses, o que pode influenciar nos apoios para a próxima eleição.

De acordo com dados da pesquisa divulgada pelo Instituto Ibrape, 60% dos maceioenses aprovam a gestão de Rui Palmeira. O candidato apoiado por Palmeira terá uma boa recepção dos eleitores nas ruas, conforme mostra o gráfico a seguir:

Já o governador Renan Filho teve uma aprovação de 76% dos maceioenses e isso eleva a tendência da popular em crescer o apoio a seu candidato à prefeitura de Maceió, em 2020.

Os eleitores também classificaram os dois governos ótimo e bom, como mostra o gráfico:

 

Maioria dos maceioenses aprova governo Bolsonaro, diz Ibrape

Foto: Reprodução / TV NBR Fde3c2bd a3bf 41e2 ad5a e60811653ba1 Jair Bolsonaro

Um levantamento feito pelo Instituto de Pesquisas Brasileiras (Ibrape) aponta que a maioria dos eleitores, entrevistados em  Maceió, aprovam, até o momento, o governo de Jair Bolsonaro. Segundo a pesquisa, 10% consideram o governo ótimo, 35% acham o governo bom e 17% regular.

Entre os que desaprovam, 19% consideram ruim e 16% péssimo. Apenas 6% dos entrevistados não souberam opinar.

Confira o resultado:

Ainda segundo o Ibrape, 54% aprovam a maneira como o candidato do PSL conduz o país, 38% desaprovam e 8% não souberam opinar.

Veja o gráfico:

Os índices de aprovações foram maiores entre os entrevistados com idade entre 16 a 49 anos, e também entre pessoas que possuem o ensino superior.  Entre os que desaprovam, o maior índice foi registrado entre os estudantes do 5º ao 8º ano e pessoas acima dos 50 anos.

Confira os cruzamentos:

 

Paulão e Renan Calheiros repercutem 'comemoração' do golpe de 1964

Vanessa Alencar/CM 225eb066 d8db 4434 8cd2 375b9517cc9d Renan Calheiros e Paulão

Após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ter determinado  ao Ministério da Defesa que sejam feitas comemorações em unidades militares em 31 de março de 1964, data em que teve início a ditadura civil-militar no Brasil, alguns políticos alagoanos repercutiram a fala do presidente.

O deputado federal Paulão (PT) disse que “a postura do Bolsonaro em elogiar a ditadura militar é uma afronta a nossa Constituição Federal do Brasil”.

Já o senador Renan Calheiros (MDB) afirmou que “ exaltar o golpe que fechou o Congresso, censurou a imprensa, cassou mandatos, prendeu e matou pessoas é uma ofensa aos brasileiros”.

“É tripudiar sobre mortos, desaparecidos e seus familiares. Outro atentado à democracia”, finalizou o senador.

"Os políticos do Brasil estão regredindo", afirma Dom Antônio Muniz

Cortesia assessoria Fb892f25 1dcb 47a3 9185 b2edb870a916 Dom Antônio Muniz Fernandes

Em entrevista à Tv Cidadã Alagoas, o arcebispo Dom Antônio Muniz disse que “os políticos do Brasil estão cada vez mais regredindo”.

Segundo ele, houve um avanço no quesito de políticas públicas e é possível “sorrir para um futuro melhor”. “Achávamos que ia ter uma educação inclusiva, que chegasse a todas as famílias, mas estamos voltando...”

O arcebispo lamentou o atual cenário da política brasileira e disse que é “uma fase triste, uma zona de escuridão”.

“Principalmente escuridão mental, além das estruturais e das políticas de gestão pública”, disse.

 

Deputado quer isenção de ICMS para professores e agentes de segurança possam comprar carro

Foto: Maciel Rufino B3cc818c 524c 4796 9319 9a7f767567e2 Cabo Bebeto

O deputado Cabo Bebeto quer que o Governo do Estado, através da Secretaria da Fazenda Estatual, conceda incentivos fiscais para que professores e agentes da segurança possam adquirir um carro novo e nacional.

A proposta da parlamentar foi encaminhada para a Presidência da Assembleia Legislativa e deve ser encaminhado ao governo. O deputado propõe que os estes profissionais tenham a isenção do ICMS.

Essa isenção seria para os profissionais de todos os níveis entre as duas categorias.

Renan Filho anuncia novo secretário da Seads, João Lessa Neto

Foto: Reprodução / Instagram 3c60321c 8a71 46fb af89 cb79f634a550 João Lessa Neto

O governador de Alagoas, Renan Filho, anunciou há pouco que a Secretaria do Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seads) terá um novo comando.

O anúncio foi feito por meio da rede social pessoal do governador, na noite desta segunda-feira (25). A pasta ficará a cargo do advogado João Lessa Neto.

Lessa é pós-graduado em direito público e ex-secretário de Infraestrutura do município de Palmeira dos Índios, no Agreste Alagoano. Ele irá substituir Edenilsa Lima.

Confira o post do anúncio:

 

Marx Beltrão vai adiante: quem vai indenizar os moradores do Pinheiro?

Assessoria 4967ae09 2c0c 4674 818e c80427a127b3 Deputado Marx Beltrão

Em vídeo veiculado nas suas redes sociais nesta segunda-feira (25), o deputado federal Marx Beltrão deu um passo adiante na discussão do caso do Pinheiro. O deputado disse que quando os laudos mostrarem quem é o responsável pelo problema, é hora de buscar reparação para as pessoas prejudicadas. Por reparação, leia-se, indenização. E não somente aluguel social, que tem prazo para acabar.

A fala de Marx toca em um ponto ainda pouco explorado. Quem vai indenizar as famílias do Pinheiro, que foram forçadas a abandonar suas casas. Se for confirmado que a responsável é a Braskem, como será este processo de indenização? Se for comprovada a tese da “falha geológica”, quem vai indenizar as famílias pelo seus enormes prejuízos? Haverá conciliação? Ou uma longa tramitação destes pedidos de reparação no Judiciário? E os Ministérios Públicos, como atuarão?

Enquanto a população vê certa paralisia nas ações, o deputado federal alagoano deu um passo adiante e concreto neste debate.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com