Ricardo Mota
Ricardo Mota

Collor, Cunha, Dantas e Rui investem pesado para conquistar Arapiraca

Ricardo Mota|
Arapiraca
Arapiraca / Foto: Ailton Cruz

Segundo maior colégio eleitoral de Alagoas, Arapiraca virou o centro das atenções dos principais candidatos a governador de Alagoas.

Com algo próximo a 150 mil eleitores, a Capital do Agreste tem tido uma intensa programação política, com o revezamento nas visitas entre Rodrigo Cunha, Collor, Rui Palmeira e Paulo Dantas.

Todos eles passaram – e passam - por lá abrindo caminhos e confirmando alianças. 

Ninguém duvida que Rodrigo Cunha leva vantagem, pelo menos por enquanto, na disputa pelo voto do arapiraquense. Ele nasceu na segunda maior cidade de Alagoas, que elegeu sua mãe – Ceci Cunha – deputada federal, e conta com o apoio do prefeito Luciano Barbosa. Seu grupo político é forte, por lá.

Paulo Dantas, o candidato do MDB, tem o apoio ativo do deputado federal Severino Pessoa e andou em Arapiraca, recentemente, fazendo o que aprendeu muito bem nos últimos meses: distribuindo dinheiro - R$ 1,5 milhão para o ASA, clube que acelera a paixão do arapiraquense.

O quanto isso lhe cacifa, só o tempo dirá.

O ex-prefeito Rui Palmeira investiu num nicho que lhe parece bastante promissor: uma fatia do empresariado de Arapiraca, com quem mantém ótimas relações. Poderia, é verdade, quando prefeito de Maceió, ter dado os seus primeiros passos políticos na Capital do Agreste, mas vai tentando recuperar o tempo perdido. Ao seu modo: devagar e sempre.

Finalmente, o senador Collor, que escreve o seu script ao modo: é o único candidato ao Palácio que possui inegável carisma – os demais são apagados -, e quando chega por lá, de tempos em tempos, se comporta como se fosse quase uma visita cotidiana. Coisa que aprendeu lá atrás, com Paulo Maluf.

Agora, o ex-presidente sinaliza com a possibilidade de lançar um candidato a vice de Arapiraca – que não seria Célia Rocha.

Interessante destacar que Arapiraca é um das cidades alagoanas onde a eleição “pega” primeiro e mobiliza a população, em clima de acirrada disputa.

Ou seja: para o bem e para o mal, os nomes dos quatro estarão na boca do povo arapiraquense.

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados