Ricardo Mota
Ricardo Mota

Mãe e filha contrariam a lógica alagoana de que herança política deve ser de homem para homem

Ricardo Mota|
Tereza Nelma e Teca Nelma
Tereza Nelma e Teca Nelma / Assessoria/Arquivo

A deputada Tereza Nelma e a vereadora Teca Nelma lançam suas candidaturas, nessa noite de sexta-feira, contrariando a lógica machista local: a de que herança política, aqui, é de homem para homem.

Cada uma ao seu modo, a deputada federal e a filha, vereadora – ambas filiadas ao PSD -, marcam suas vidas no parlamento pela inquietude, assumindo e defendendo causas.

Não é fácil a vida eleitoral de ambas, este ano: elas concorrem sem apoios mais expressivos, do ponto de vista na votação – tão necessária para alcançar os respectivos quocientes eleitorais.

Mas não nos esqueçamos do feito alcançado por Tereza Nelma, em 2018, que conseguiu se eleger para a Câmara Federal quando o meio político previa o contrário.

Aglutinadora, a deputada vai construindo ao seu modo uma candidatura que vale a pena observar. 

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados