Justiça determina interdição provisória de adolescente suspeito de matar garota de 15 anos em Junqueiro

Redação|
Alessandra Araújo
Alessandra Araújo / Foto: Reprodução / Redes Sociais

A Justiça alagoana determinou a interdição provisória do adolescente de 17 anos, apontado como autor da morte da jovem Alessandra Araújo, 15 anos, no município de Junqueiro. Conforme a decisão da Justiça, desta segunda-feira (27), o rapaz vai para uma unidade de internação em Maceió.

De acordo com a Polícia Civil (PC), a internação provisória, determinada pela Vara Plantonista da 4ª Circunscrição, já foi cumprida. A justificativa é a alta periculosidade do autor, que confessou o crime. O prazo de internação não deve ultrapassar 45 dias, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

Ainda segundo a decisão, o adolescente deve passar por avaliação psiquiátrica e, após o resultado, pode ser transferido para uma unidade manicomial. 

"A conduta apresentada pelo adolescente demonstra o seu alto grau de periculosidade, haja vista que se utilizou de meio grave para aferição da infração esta, que por sinal, bárbara, uma vez que perpetrou certa pluralidade de golpes contra a vítima, outra menor”, diz trecho da decisão.

Conforme a PC, o adolescente não tinha passagem pela polícia e havia sido suspenso da escola, após ter ameaçado prover uma chacina. Desenhos de armas e homens armados, inclusive cometendo assassinatos , foram encontrados em um caderno que pertencia ao adolescente.

Leia mais: Adolescente que matou garota de 15 anos estava afastado de escola por ameaçar promover chacina

Leia também: "Até quando?” e “Não é amor, é ódio”: feminicídio de menina de 15 anos repercute em AL

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados