Operação no Rio de Janeiro com 22 mortos procurava por criminosos de Alagoas e Bahia

Redação*|

De acordo com a Polícia Militar do Rio do Janeiro, a operação policial que terminou com 22 pessoas mortas na cidade tinha como objetivo capturar lideranças criminosas de Alagoas e Bahia, que haviam usado a comunidade para se esconder. 

Ainda segundo a corporação, os agentes estavam se preparando para iniciar a operação quando teriam sido atacados pelos traficantes na parte alta da comunidade.

 A operação conjunta do Bope e da Polícia Rodoviária Federal deixou ao menos 22 pessoas mortas nesta terça-feira (24) na Vila Cruzeiro, uma das 13 favelas do Complexo da Penha, na zona norte do Rio de Janeiro. Outras sete pessoas ficaram feridas.

Durante a operação, foram apreendidos sete fuzis, quatro pistolas e 16 veículos (dez motocicletas e seis carros), que teriam sido usados pelos criminosos para fugir.

*Com informações do Folha Press

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados