Voney Malta
Voney Malta

O passado revela: Renan, Arthur e a guerra sem vencedores que pode ajudar Rui

Voney Malta|

Puxam pra si o protagonsimo na 'guerra' das eleiçoes deste ano o senador Renan Calheiros (MDB) e Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados.  

Nesse confronto de baixo nível não teremos vencedores. Ambos deverão perder. É provável até que contaminem os seus candidatos, especialmente Paulo Dantas (MDB) e Rodrigo Cunha (União Brasil).  

Renan e Arthur têm poder, dinheiro, mas pouco prestígio - no sentido de reconhecimento publico -, e muita, muita rejeição entre os formadores de opinião. Caso o eleitor entenda que guerreiam por ganância, isso pode ser catastrófico.

A política alagoana tem vários registros. Um desses ocorreu em 1988.  

Fernando Collor foi eleito, em 1986, governador com 52,83% dos votos. Guilherme Palmeira teve 43,20%. Renan Calheiros ganhou para federal, 54.888 votos. Sabino Romariz foi o deputado estadual mais votado, 34.785 votos, embalado no imenso sucesso de um programa popular na TV Alagoas, A Vez do Povo na TV.

Dois anos depois, Collor e Renan, na eleição para prefeito de Maceió, trouxeram para o seu grupo Sabino, que saiu como vice de Calheiros. Certos da vitória, contam que já tinham até indicado os futuros secretários.  

Contados os votos, foram derrotados pelo mesmo Guilherme Palmeira, 67. 830 votos. Renan perdeu com 60.985 votos. Ou seja, a soma de votos entre Renan e Sabino conquistada na eleição anterior, na proporcional, dois anos antes, não se concretizou.

Portanto, se o eleitor  entender que a infantil disputa pelas festas juninas entre JHC e Paulo Dantas é ganância, se perceber que Eudócia Caldas senadora é parte de um acordo por poder, se compreender que os deputados querem comandar o governo de Alagoas, o filho de Guilherme, Rui Palmeira (PSD), pode ser o grande beneficiado.

Afinal de contas, ter dois políticos com um bocado de processos nas costas como protagonistas pode destruir qualquer candidatura.

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cadaminuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados