Ricardo Mota
Ricardo Mota

Governo do Estado reservou R$ 500 milhões para reajuste dos servidores este ano

Ricardo Mota|
Dinheiro
Dinheiro / Foto: Ascom/Sefaz

O governador já recebeu todos os estudos de impacto dos seus secretários da área econômica – Planejamento e Fazenda – e poderia até ter anunciado o que o governo preparou para os servidores públicos, este ano.

A expectativa é de que ele deve fazê-lo até a próxima semana, dentro daquela previsão feita pelo secretário Santoro, ao blog, no início de janeiro.

A boa nova: o governo reservou R$ 500 milhões para o reajuste do funcionalismo este ano.

A quantia não é pequena, considerando a realidade do serviço público em Alagoas.

Para ter uma ideia, a folha de pessoal do Estado custa R$ 370 milhões/mês. Um reajuste linear de 10%, corrigindo a inflação do ano passado, custaria R$ 37 milhões/mês, aos cofres da Fazenda.

O dinheiro reservado cobre a correção de todos os salários do ano, incluindo o décimo terceiro. 

Este valor – R$ 500 milhões – é o impacto previsto para cada ano em que vigorar a atual tabela salarial.

Como será

O projeto do governo do Estado, que está definindo os últimos detalhes, prevê a criação de novos planos de cargos e carreiras para várias categorias de servidores – a exemplo da Educação e da Saúde -, para que a política salarial se sustente nos próximos anos (para além de um reajuste salarial linear este ano).

Mas tudo depende, agora, do governador Renan Filho, a quem cabe decidir sobre o bem e sobre o mal – quando a questão é salarial.

Aos servidores, boa sorte. 

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados