Voney Malta
Voney Malta

Rodrigo Cunha, da Comissão de Ciência e Tecnologia, não critica Bolsonaro por cortes no setor

Voney Malta|
Rodrigo Cunha
Rodrigo Cunha / Foto: Assessoria

Não foi dessa vez.

Mais uma vez o senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL) silenciou ou não se posicionou com clareza e firmeza sobre o governo Jair Bolsonaro (PL).

Presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, ele fez um balanço na TV Senado. Tratou sobre tecnologia 5G no país, modernização da Lei Geral de Proteção de Dados e criação da moeda digital brasileira, entre outros temas.

Mas quando suavemente perguntado sobre recursos para o setor e diculdades para  investimentos em diversas áreas, sequer tratou sobre os cortes no Orçamento da União por parte de Jair Bolsonaro.

Os vetos do presidente atingiram, por exemplo,  a saúde - R$ 12,7 milhões para pesquisa e ensino da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz.  

Outros R$ 43 milhões exatamente em ciência e tecnologia de agricultura, caso da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). 

E mais R$ 72 milhões no Ministério de Ciência e Tecnologia.

Contudo, o governo federal manteve R$ 16,5 bilhões em emendas de relator, instrumento usada para deputados e senadores aliados irrigarem seus redutos eleitorais.

Fiquei com a impressão que faltou posicionamento firme do senador, que sequer citou o nome do dono da caneta responsável pelos cortes.

Clique aqui, veja a entrevista e tire as suas conclusões. O momento em que é feita a pergunta sobre cortes e contigenciamento é a partir dos 16:51.

 

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cadaminuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados