Ricardo Mota
Ricardo Mota

Alexandre Ayres e Rafael Brito acordaram dos sonhos majoritários

Ricardo Mota|

No começo de 2021, os secretários Alexandre Ayres, da Saúde, e Rafael Brito, da Educação, eram apontados como potenciais nomes para a disputa majoritária em Alagoas.

Eles integravam a chamada – em tom de blague – “turma da Van”, um grupo de jovens que acompanhou o governador Renan Filho desde a primeira campanha eleitoral ao governo do Estado.

Hoje, um ano depois, o cenário é completamente outro. Com o governador sem chances de indicar seu sucessor, lutando para emplacar um nome na vaga de vice de Paulo Dantas, os dois só podem aspirar, se muito, brigar por cadeiras na Assembleia.  

No caso de Ayres, há ainda o irmão, que é prefeito de Marechal – o Cacau do cacau – e o deputado Sérgio Toledo, que consegue manter aliados fiéis. Isso é apoio valioso.

Brito tem contra ele o fato de que a família Calheiros já possui candidato a deputado estadual, Remi, ex-prefeito de Murici (rimou). Ainda assim, diz que topa ir em busca do voto, se Filho assim o quiser. Mas terá de contar com as suas forças para subir a escada da fama legislativa. 

Os sonhos majoritários de ambos se perderam no pesadelo do governador.

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados