Segundo dia do Enem 2021: Professores de matemática e física dão dicas estratégicas e apontam o que pode constar no Exame

Mara Santos|
Segundo dia de prova do Enem é neste domingo, 28 de novembro.
Segundo dia de prova do Enem é neste domingo, 28 de novembro. / Foto: Reprodução/ Internet

A segunda parte do Enem (Exame Nacional do Médio) será aplicada neste domingo (28), nas versões digital e impressa. Os candidatos terão cinco horas para responder questões relacionadas a Matemática e suas tecnologias e Ciências da Natureza, que engloba Biologia, Química e Física. Serão 45 questões de cada área, totalizando 90 itens.

Para esta edição do Enem em Alagoas, mais de 69 mil candidatos se inscreveram. Destes, 51.265 tiveram a inscrição devidamente concluída. No entanto, no primeiro dia de prova, no último domingo (21), 22,6% dos candidatos faltaram, segundo divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), que não informou o número exato de faltosos.

Às vésperas do Exame, o CadaMinuto conversou com professores de duas matérias cujas provas serão aplicadas neste domingo. Eles falaram sobre os conteúdos que devem cair e deram dicas estratégicas para que os candidatos realizem uma boa prova.

Matemática

Para o professor Milton Carlos, a prova de matemática do Enem é interessante, passou por mudanças ao longo do tempo, abandonando os cálculos enormes, se tornando mais conteudista e trocando a lógica por um conteúdo mais do dia a dia. “Muitas vezes, as respostas estão nas legendas, nos gráficos e até mesmo no texto da questão”, alerta Milton.

O professor explica que as provas agora abordam uma matemática básica, com a porcentagem e a aritmética, e é necessário que o estudante tenha raciocínio lógico, tanto qualitativos, quanto o quantitativo, para que se desenvolvam bem na prova.

Sobre o assunto que podem aparecer no Exame, Milton diz que alguns têm maior assiduidade como: Estatística, Porcentagem, Geometria e questões envolvendo áreas, como de áreas de figuras planas e sólidas. “Outro detalhe é que a prova também tem trazido jogos. Uma edição trouxe um jogo de campo minado. São questões mais de raciocínio do que de cálculo”, ressaltou.

Professor Milton Carlos / Foto: Arquivo Pessoal

O docente diz que o que não gosta muito na prova do Enem é que ela é longa, com textos grandes e acaba se tornando uma prova de resistência para os alunos. ”Eles têm que saber lidar com os conteúdos, com as questões longas, interpretação, também com o tempo”, pontua.

Entre as recomendações do professor estão: Ler com atenção, pois a resposta pode estar no próprio enunciado, texto, legenda ou gráfico; observar um desenho, uma movimentação de uma figura, visto que essa geometria espacial, só na visão, faz com que a questão não necessite da execução de cálculo; atentar para os cálculos de porcentagem, regras de três, as unidades padrões (metro, quilograma, segundos, minutos); e ficar atentos ao calendário, pois há meses com 29, 30 e 31 dias.

Conforme o professor, as formulas de área para figuras planas merecem uma atenção especial, pois o assunto realmente cai na prova. Além de Estatística, como médias, medianas, que costumam ser cobradas de uma forma simples, como por exemplo em uma tabela com dados.

“Uma dica que costumo dar aos meus alunos é sobre porcentagem. Sempre começar com 100%, quando se adiciona ou se retira, adicionar e retirar sempre de 100%. Temos macetes, mas a prova de matemática exige muito raciocino lógico e orientamos que o aluno fique atento ao raciocínio, a interpretação do texto, ver se a questão cita crescente ou decrescente. Além de ter cuidado com o gabarito, pois muita gente perde o gabarito na hora de marcar”, disse Milton.

Professor de Matemática e proprietário de um conceituado cursinho de Arapiraca, Milton tranquiliza os alunos que acreditam não terem feito uma boa prova no primeiro dia de Enem, no último domingo (21). 

“ Meu conselho é que eles não pensem nisso, para não os afetar nas provas de agora. Matemática, por incrível que pareça, embora tenha evoluído bastante na prova do Enem, falo por uma questão de contextualização, é uma prova que pode permitir a recuperação de uma possível prova ruim, no último domingo. Muita gente não gosta, tem uma certa ojeriza e nem sequer tenta resolver”, diz o professor.

Milton ressalta que o número de inscritos para o Enem 2021 foi um dos mais baixos dos últimos tempos. “Após as faltas do primeiro dia de prova restaram menos de 3 milhões buscando uma vaga na universidade. Acredito que aqueles que se saírem bem na prova de matemática vão conseguir se recuperar”, tranquilizou o professor.

Física

O professor Jailson Macedo defendeu que os candidatos devem saber ler Física, o que significa identificar os comandos, destacando os tópicos que vão remeter o estudante a qual assunto deve ser aplicado na questão. O docente disse que o Enem é craque em colocar gráficos e tabelas e que as questões geralmente estão nos mesmos.

Macedo advertiu que caso o estudante queira revisar algum conteúdo, deve ler e explicar para si mesmo em voz alta, ler apenas resumos produzidos , os famosos “posts it” e revisar mapas mentais. Quanto aos cálculos, Jailson ressalta que a matemática no contexto físico envolve em suas aplicações cálculos que têm potência de 10 e multiplicações de números decimais. Ele também diz que representações, como desenhar a distância entre dois pontos, ajuda a deixar a questão mais contextualizada.

Segundo o professor, todo o conteúdo de Física cai na prova do Enem, alguns estão presentes em algumas edições e em outras não. Mas, há aqueles que nunca deixam de cair como: Eletrodinâmica, Energia, Óptica e Ondas. “Como o Enem costuma colocar muitas questões do cotidiano, a parte de Eletrodinâmica e Energia envolvem muitas questões de instalações residenciais. Já em relação a Óptica e Ondas, contextualizar vai ajudar a resolver a questão”, completou

Professor Jailson Macedo / Foto: Felipe Costa

Para Jailson, administrar o tempo é fundamental. O estudante deve otimizá-lo iniciando pela disciplina que tem maior afinidade, que mais gosta, assim não sofrerá tanto desgaste ao passar para as demais disciplinas. Destacando a Teoria de Resposta ao Item (TRI), critério usado para a correção das provas, o docente recomenda que os candidatos comecem pelas questões mais fáceis. “ Errar uma questão fácil e acertar uma difícil te dará menos pontos que a ocorrência do contrário. As mais fáceis são resolvidas em um tempo menor e assim haverá tempo para as que possuem maior grau de dificuldade”, frisou.

Uma boa forma de controlar o tempo, segundo o professor, é seguir regras próprias, como por exemplo, ler todo o texto integral da questão inicialmente, tendo uma visão geral, em seguida retomar a leitura, marcando os comandos da questão. “Fazer todos os cálculos no caderno de prova, mesmo os mais básicos, ajuda a evitar erros mentais nos cálculos básicos, então deve-se abusar dos rascunhos”, ressaltou.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados