Presidente do Senado elogia Rodrigo Cunha e diz que senador alagoano é “referência nacional na questão da defesa do consumidor”

Assessoria|
Rodrigo Cunha participa de seminário no Sebrae AL
Rodrigo Cunha participa de seminário no Sebrae AL / Foto: Assessoria

O presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco (DEM), afirmou que o senador alagoano Rodrigo Cunha (PSDB) se tornou “uma referência nacional na questão da defesa do consumidor, relator que foi do projeto que busca combater o superendividamento”. Pacheco se referiu à Lei do Nome Limpo, que teve Rodrigo Cunha como relator e defensor no Congresso Nacional.

O presidente do Senado destacou também a realização dos Feirões do Nome Limpo em todo o estado, reiterando que “além do trabalho legislativo para fazer valer esta legislação no Brasil, Rodrigo Cunha vem aplicando a Lei no dia a dia de Alagoas, fazendo estes Feirões para avaliar cada caso concreto e auxiliar as pessoas a ficarem livres de suas dívidas. Este é um grande serviço, muito altruísta, que Rodrigo Cunha tem capitaneado tão bem”, elogiou o presidente do Senado.

Os Feirões do Nome Limpo já foram realizados em Maceió, Delmiro Gouveia, Arapiraca, Maragogi, Penedo e União dos Palmares, devendo chegar em breve a São Miguel dos Campos e a outras cidades alagoanas, atendendo milhares de cidadãos. Nos eventos, mais de 80% das dívidas são solucionadas, com consumidores retirando seus nomes dos cadastros negativos de organismos de proteção ao crédito como a Serasa.

Aumento da tarifa de água

Já na tribuna do Senado, Rodrigo Cunha fez um pronunciamento relembrando a vitória com ação liminar concedida pela Justiça de Alagoas contra o aumento na tarifa de água autorizado pelo Governo de Alagoas. A ação que garantiu a decisão liminar foi protocolada em conjunto pelo senador, pelo deputado federal Pedro Vilela (PSDB) e pelo deputado estadual Davi Maia (DEM).

“Os dados do Serasa mostram que muitas das pessoas que buscam os Feirões do Nome Limpo já não conseguem pagar sua conta de energia e de água. Há duas semanas o governo do estado permitiu um aumento de cerca de 8% na tarifa de água, ignorando nosso momento social. Seguiremos vigilantes e não permitiremos este aumento, muito menos desrespeitos para com os alagoanos”, afirmou Rodrigo Cunha.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados