Voney Malta
Voney Malta

Ciro Nogueira aceita Casa Civil e sela acordo do centrão com Bolsonaro

Voney Malta|
Logo CadaMinuto
Logo CadaMinuto / Ilustração

O anúncio foi feito pela rede social do senador Ciro Nogueira (PP-PI). "Acabo de aceitar o honroso convite para assumir a chefia da Casa Civil, feito pelo presidente @jairbolsonaro. Peço a proteção de Deus para cumprir esse desafio da melhor forma que eu puder, com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita", publicou no Twitter.

Esse acerto político pode ser entendido como a entrada e a entrega efetiva do governo ao chamado centrão.  

O senador, que preside o PP, é alvo de duas denúncias criminais e três inquéritos que apuram suspeitas de suborno e distribuição de propinas.

Porém, em mais uma mudança de opinião, o presidente Jair Bolsonaro disse, nesta segunda-feira (26 )  que “Se (Ciro) for julgado e condenado, afasto do meu governo”.

Enriquecimento:

Quando concluiu o seu primeiro mandato eletivo como deputado federal, em 1998, Ciro Nogueira tinha R$ 746,9 mil em bens.  

Eram dois automóveis, metade de um apartamento, uma casa em construção, um terreno e parte de uma empresa, segundo dados declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em 2018, reeleito para o Senado, o patrimõio declarado ao TSE era de R$ $ 23,3 milhões em bens.  

Em nota encaminhada ao Estadão, a assessoria de Ciro Nogueira disse que o patrimônio dele é “rigorosamente auditado pelo TCU” e, além de o senador possuir empresas, herdou bens do pai, “todos devidamente declarados”.

Leia aqui a repercussão do Twiter do senador Ciro Nogueira.

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cadaminuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados