AL tem 645 novos casos de Covid-19 e registra mais 20 mortes; homem de 24 anos está entre as vítimas

Redação*|
Covid-19
Covid-19 / Foto: AFP

Mais 645 novos casos de Covid-19 foram registrados em Alagoas neste sábado (03), de acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Dessa forma, o estado tem um total de 218.620 casos confirmados do novo coronavírus até o momento. Foram registradas 20 mortes em território alagoano. Entre as vítimas está um homem de 24 anos. Com isso, Alagoas tem 5.399 óbitos por Covid-19.

Os casos confirmados de pessoas com a Covid-19 estão distribuídos nos 102 municípios alagoanos. Em relação ao quadro total de óbitos em Alagoas, estão confirmados 5.399 óbitos por Covid-19, mas, oito deles, eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo, Santa Catarina e Bahia, tendo como vítimas seis homens e duas mulheres. Dos 5.391 óbitos de pessoas residentes em Alagoas, 3.008 eram do sexo masculino e 2.383 do sexo feminino. Eram 2.362 pessoas que residiam em Maceió e as outras 3.029 moravam no interior do Estado, segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), da Sesau.

Para ter acesso ao boletim epidemiológico, basta clicar neste link e baixar os dados da Covid-19.

Óbitos – No boletim deste sábado (3), mais 20 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo nove vítimas da capital alagoana e 11 do interior do Estado. As vítimas de Maceió eram cinco homens de 51, 52, 60 e dois de 68 anos, além de quatro mulheres de 44, 48, 72 e 77 anos. O homem de 51 anos era obeso e morreu no Hospital Veredas, em Maceió; o homem de 52 anos não tinha comorbidades e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o homem de 60 anos era hipertenso, diabético e morreu em seu domicílio; o primeiro homem de 68 anos era hipertenso e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o segundo homem de 68 anos era diabético, tinha doença neurológica crônica, distúrbio bipolar e morreu no Hospital Unimed, em Maceió; a mulher de 44 anos era diabética, hipertensa e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió; a mulher de 48 anos era hipertensa e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; a mulher de 72 anos era hipertensa, tinha diabetes, doença cardiovascular e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; e a mulher de 77 anos era hipertensa e morreu no Hospital Unimed, em Maceió.

Em relação às 11 vítimas que residiam no interior do Estado, eram cinco homens de 24, 47, 55, 69 e 76 anos, além de seis mulheres de 49, 52, 72, 76, 85 e 87 anos. O homem de 24 anos, residia em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; o homem de 47 anos, residia em Arapiraca, não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em Maceió; o homem de 55 anos, residia em Delmiro Gouveia, tinha diabetes, hipertensão e morreu no Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema; o homem de 69 anos, era de Cajueiro, tinha doença cardíaca crônica e morreu no Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; o homem de 76 anos, residia em Delmiro Gouveia, tinha diabetes, hipertensão e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; a mulher de 49 anos, morava em Penedo, não tinha comorbidades e morreu na Santa Casa, em São Miguel dos Campos; a mulher de 52 anos, morava em Feira Grande, não tinha comorbidades e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca; a mulher de 72 anos, era de Porto Calvo, tinha doença cardiovascular crônica, obesidade e morreu no Hospital Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo; a mulher de 76 anos, residia em Delmiro Gouveia, tinha diabetes, doença neurológica crônica, era acamada e morreu em seu domicílio; a mulher de 85 anos, era de Cajueiro, tinha obesidade e morreu no Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; e a mulher de 87 anos, era de Traipu, tinha hipertensão, obesidade e morreu no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca.

Leitos de Covid-19 do Estado – Dos 1.488 leitos criados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 618 estavam ocupados até às 16 horas da sexta-feira (2/7), o que corresponde a 42% do total. Atualmente, 271 pacientes estão em leitos de UTI, sete ocupando leitos intermediários e 340 em leitos de enfermaria. Para acompanhar a evolução da ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19, acesse http://www.alagoascontraocoronavirus.al.gov.br/

*com Assessoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados