Reuters
Sputnik V

O governador Renan Filho anunciou a compra de aproximadamente dois milhões e 200 mil doses da vacina russa Sputnik V, ao custo de cerca de R$ 120 milhões. Ele falou sobre o assunto na tarde desta terça-feira (4), durante solenidade no Palácio República dos Palmares, em entrevista ao jornalista Warner Oliveira, da Rádio Difusora. 

“Já recebemos informativos da Rússia e, se a Anvisa aprovar, esperamos iniciar ainda em abril o recebimento de doses, o que é muito importante, porque o Brasil tem várias carências, mas a maior no momento é a carência de vacinas”, pontuou o governador.

Renan Filho lembrou que há uma lei federal que precisa ser cumprida. Ela estabelece que, se as vacinas já tiverem sido aprovadas por agências reguladoras de grande porte, semelhantes a Anvisa - como ocorreu na Rússia e na Argentina - o Brasil tem cinco dias para expedir o uso emergencial do imunizante.

“Estamos preparados para fazer o pagamento e iniciar a recepção das doses”, prosseguiu o governador.

Logo após a solenidade no Palácio, Renan Filho participa – juntamente com os demais governadores do Consórcio Nordeste -, de uma reunião on-line com a diretoria da Anvisa, para discutir justamente isso: a autorização de importação e do uso emergencial da vacina russa. O consórcio adquiriu 37 milhões de doses do imunizante.

O governador explicou ainda que, se o governo federal for ressarcir os cofres do tesouro estadual, as cerca de 2,2 milhões de doses reservadas para Alagoas serão remetidas ao Plano Nacional de Vacinação. “Caso o ressarcimento não ocorra, como os recursos são dos alagoanos, nada mais justo que nós vacinemos o nosso povo”, avisou.