Em vídeo, delegado conta detalhes sobre assassinato de criança pela mãe

Alícia Flores*|

Em vídeo divulgado nas redes sociais da Polícia Civil, nesta segunda-feira (25), o delegado Regional de Santana do Ipanema, Hugo Leonardo, falou sobre a prisão da mulher que teria matado a própria filha no município de Maravilha, no Sertão de Alagoas.

De acordo com o delegado, ao chegarem à residência, os familiares perceberam que a mãe estava trancada no banheiro com a criança e, ao olharem para o esgoto por trás da residência, estava escorrendo “água com sangue”.

Os policiais arrombaram a porta do banheiro e constataram que a criança de cinco anos já estava em morte e, ao lado, a mãe segurava uma tesoura, que teria usado para perfurar os olhos e cortar a língua da filha.

“Os familiares afirmaram que ela possui problemas mentais”, afirmou o delegado, porém “essa questão da sanidade ou não da acusada será analisada pelo poder Judiciário, que irá concluir essa questão psiquiátrica da autora”.

Em depoimento concedido aos policiais da Delegacia Regional de Santana do Ipanema, Josimare Gomes da Silva, de 30 anos, disse que a criança estava “possuída por demônios”.

Segundo a suspeita, apenas o demônio morreu e a criança estaria viva. “Os olhos caíram no ralo depois que eu arranquei, mas foi do demônio, minha filha está viva”.

Confira abaixo o vídeo do delegado:

O caso

O crime aconteceu no Povoado São Cristóvão, na zona rural do município, e a Polícia Militar foi ao local após o pai da acusada e avô da criança terem percebido o assassinato. Segundo informações da Polícia, a mãe foi encontrada no chão do banheiro da residência, rezando o terço ao lado do corpo da filha já sem vida. O Agente da Polícia Civil, Eduardo Prado, que esteve no local do crime, afirmou que ela teria tentado ingerir os órgãos da filha.

O crime chocou os moradores do pequeno município de Maravilha, assim como toda a região sertaneja e estado de Alagoas. Informações de vizinhos dão conta de que a mãe sofre de depressão e possui problemas psiquiátricos. 

A mulher foi presa em flagrante e encontra-se a disposição da justiça na Delegacia Regional de Polícia na cidade de Delmiro Gouveia. Os Institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) de Arapiraca foram acionados para o local. 

*Estagiária sob supervisão da editoria

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados