Assessoria
Arthur Lira

O deputado federal Arthur Lira (Progressistas), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, ironizou a declaração dada à imprensa pelo seu adversário na disputa, Baleia Rossi (MDB-SP), de que a abertura de um possível processo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro “não é o caminho e não é bom para o Brasil”. 

“Ainda bem que Rodrigo Maia e seu candidato passaram a concordar comigo”, escreveu Lira em seu Twitter neste domingo (10). 

“Sempre digo que ninguém pode se comprometer ou torcer por um impeachment. Ele é um remédio institucional amargo. E é fruto de uma conjunção de fatores e não uma decisão unilateral do presidente da Câmara”, completou o alagoano.

Em outras postagens durante o fim de semana, Lira disse ser a favor da Câmara “livre do quarto mandato de Rodrigo Maia”: “É tão candidato à reeleição que agora resolveu se manifestar e falar por seu preposto. Está claro o cenário: uma Câmara de todos versus sete anos de decisões fechadas na cúpula e impostas de cima pra baixo”.

No sábado (9), Arthur Lira também denunciou que vem recebendo relatos de pressão de governadores nas bancadas, repressão das cúpulas partidárias e até ameaças de exonerações dentro da Câmara, tudo para garantir a eleição do candidato do atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ).