Fraude de Cartório: Funcionário da Ciretran de Delmiro e empresários são presos

Redação|
Delegados Maurício Henrique e Rodrigo Cavalcante, responsáveis pela investigação
Delegados Maurício Henrique e Rodrigo Cavalcante, responsáveis pela investigação / Assessoria

Uma operação comandada pelos delegados Maurício Henrique e Rodrigo Cavalcante prendeu às primeiras horas desta segunda-feira (10) o empresário José Ailton de Santana, o “Neguinho”, dono de uma loja de placas, e o funcionário da Ciretran de Delmiro Gouveia, Denis dos Santos.

Neste momento, policiais civis da delegacia regional cumprem quatro mandados de busca e apreensão em Delmiro.

Todos os mandados foram expedidos pelos juízes da 17ª Vara Criminal da Capital.

O delegado Maurício Henrique, diretor da DPJA-2 (Diretoria de Polícia Judiciária da Área 2), informou que havia indícios de que os dois acusados iriam fugir.

As investigações comprovaram que “Neguinho” e Denis dos Santos tiveram participação direta no golpe que fazia a transferência de automóveis de forma fraudulenta, por meio de falsificação da firma dos proprietários dos referidos veículos no cartório de São José da Tapera.

Os donos do cartório Pedro Barreto Muniz, 42 anos, o irmão dele Roberto Barreto Muniz, 50, e Márcia dos Anjos Barreto Muniz (esposa de Roberto) foram presos no início do mês passado e confessaram participação na fraude.

Maria Fernanda Sá Pontes, também envolvida na fraude, teve prisão decretada, mas está foragida.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados