Coluna Labafero

PF liga doações a Renan Calheiros a propina de Belo Monte

Cortesia 91f75d1a eb34 44cc 9045 b28a23ae8cb7 Renan Calheiros (PMDB)

Uma matéria publicada hoje pelo site da Folha de São Paulo aponta que os caciques do PMDB, os senadores Renan Calheiros (AL), Jader Barbalho (PA), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO) receberam propina das empresas que construíram a Usina Belo Monte, no Pará, por meio de doações ilegais.

O fio condutor que levou a Polícia Federal até os senadores foi a vultosa quantia de R$ 159, 2 milhões que o PMDB recebeu das empresas nas eleições de 2010, 2012 e 2014. Agora vejamos a controvérsia: o montante é mais que o dobro dos R$ 65 milhões que as principais empresas investigadas na Lava jato (são elas Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Engevix, Queiroz Galvão e Galvão Engenharia) doaram oficialmente para a campanha de Dilma Rousseff, que sofreu o impeachment semana passada.

Renan Calheiros, por sinal, foi um dos mais beneficiados. Segundo publicou a Folha, a PF concluiu que as contribuições para a campanha de Renan de 2010 ao Senado tiveram como origem do partido 97,3% do total arrecadado. Os seis maiores doadores de Renan contribuíram com R$ 5,4 milhões, sendo que R$ 3,4 milhões vieram do diretório estadual do partido (Alagoas) e R$ 1,84 milhões do comitê financeiro do candidato.

Agora, façam as contas: o PMDB de Alagoas recebeu R$ 1,4milhão das três empresas que participaram da construção de Belo Monte: OAS, Galvão Engenharia e Camargo Corrêa. A suspeita da PF é que essas empresas estavam pagando suborno com  contribuição oficial.

Será?

Bem, a assessoria de Renan disse à Folha que todas as doações recebidas são legais e declaradas na Justiça.

PT estabeleceu hoje como prazo para romper com Renan Filho. Será?

Crédito: Assessoria/Arquiva 9578f5cb b197 47af be34 f15662381814 Deputado federal Paulão (PT)

Uma proposta do deputado federal Paulão vai ser discutida hoje pelo diretório do PT em Alagoas, o rompimento do partido com a gestão do governador Renan Filho, do PMDB, a quem Paulão chama de partido golpista.

Este rompimento faria o partido entregar os cargos na administração, Joaquim Brito é secretário do trabalho, e Judson Cabral, que já disse não ser da cota do partido, está na Serveal. Será realmente que o PT sai do governo? Só um detalhe, o mesmo PT que chama o PMDB de golpista está com o partido de Renan em pelo menos 15 disputas municipais..E com o DEM...E com o PSDB...E com o PSC..E...

Cícero Cavalcante responde matéria do CadaMinuto

Foto: Ascom/ALE/Arquivo 406c68fb 1807 4291 9a65 62bc2153bbb2 Cícero Cavalcante

Devido a matéria publicada no site do CadaMinuto, pelo blog do jornalista Kléverson Levy, o deputado estadual, Cícero Cavalcante (PMDB), disse que a intenção não é de perseguição ao servidor que não vote na sua filha e candidata à Prefeitura quitundense, Fernanda Cavalcante (PMDB), e sim, de mostrar “que vai trabalhar para mostrar que eles votarão errado”.

Leia mais: Deputado diz que se filha vencer eleição "dá o troco" em funcionário contra 

De acordo com o deputado, “quando digo que vamos dar o troco naqueles que não votar na gente, é me referindo que estão votando errado, pois nós vamos trabalhar pelo servidor público, trabalhar pela educação, pela saúde. A Fernanda vai fazer isso. Vai pagar rigorosamente em dia o salário do servidor público, pagando as gratificações e tudo que ele tem direito”, disse Cícero Cavalcante.

Ainda segundo o deputado, “ela (Fernanda) vai tratar o servidor público como sempre tratei. Nunca com perseguição, pois nunca persegui um funcionário. Eu sempre respeitei o servidor público e Fernanda vai fazer da mesma forma. Essa é nossa meta”. E repete, “Então será dessa forma, quando digo que vamos dar o troco é para mostrar que estarão votando errado, pois ela é a nunca que tem condições de trabalhar pelo servidor público e é a única que tem condições de trabalhar pelo município de São Luiz do Quitunde”, concluiu Cícero Cavalcante.

Candidato a reeleição “compartilha” irregularidades eleitorais na rede

Foto: Reprodução/Facebook B16366d5 c041 4377 85a9 25ab624da45c Postagem no Facebook

Chegou à Labafero uma denúncia envolvendo o prefeito de Estrela de Alagoas, Arlindo Garrote, candidato a reeleição. O inusitado é que as provas da denúncia foram postadas pelo próprio Garrote, em suas redes sociais.

Em um vídeo compartilhado por Garrote, a secretária municipal de Educação, Anaisa Gonçalves, conversa, em sua sala, com uma diretora de escola. Em vários momentos da filmagem, ambas exaltam as qualidades da administração do prefeito e uma delas chega a fazer propaganda abertamente do “11” no final da filmagem.

Em outra postagem, servidoras do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) são fotografadas dentro da unidade, na cozinha, fazendo campanha para o prefeito.

Pela lei eleitoral, é vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza em bens em que o uso dependa de cessão ou permissão do poder público, ou que a ele pertençam.

 

 

 

 

 

PT está junto com partidos “golpistas” em Alagoas

031e352a 9ac8 444d b87b 8d6d65755ae1

Dois dias após a presidente Dilma ser afastada definitivamente da presidência o jornal CM Press chega as bancas hoje mostrando o que o impeachment representa para Alagoas, entre as reportagens um levantamento que mostra com quem o PT se coliga nas eleições municipais alagoanas.

O levantamento mostra o PT junto com o PSDB em alguns municípios, com o DEM e vários outros e com o PMDB na maioria deles, inclusive junto com as legendas “golpistas” e contra partidos “progressistas” como o PSOL ou a Rede..Veja no CM Press todo levantamento.

Na Ufal, JHC é vaiado e chamado de golpista por estudantes

Reprodução 4c6767b3 ceaa 4451 bb89 810039053112 JHC foi chamado de golpista duas vezes no mesmo dia

Parece que a natureza não conspirou a favor do candidato a prefeito pelo PSB, João Henrique Caldas, o JHC, nesta quinta-feira (1). No início da noite, ele teve uma nova surpresa após conceder entrevista à Rádio Nativa, de estudantes da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A saída dele foi mais calorosa que a recepção: JHC deixou a instituição sob os gritos de “golpista”.

Com vaias, os estudantes acompanharam JHC até a saída do bloco de Comunicação Social.

Já pela manhã, JHC também não foi recebido bem em um protesto em frente à reitoria do Ifal. O candidato falou que estava ao lado dos trabalhadores, mas não teve jeito.... Saiu de lá ouvindo palavras tenebrosas..

Vamos aguardar próximos capítulos.

Veja o vídeo 

 

Caso Márcia: delegado diz que suicídio está descartado

Foto: Reprodução/Facebook A5a88e3c f5b1 4ded 870d 60aa4eaf8eaa Márcia Rodrigues Farias

Um experiente delegado da Polícia Civil confirmou que está descartada a hipótese de suicídio na investigação acerca da morte da consultora de marketing e jornalista Márcia Rodrigues, ocorrida no dia 14 de agosto deste ano, na casa de praia do pai da vítima, em Paripueira.

O delegado, que não está entre os três que investigam o caso, contou ainda que surgiram muitas novidades após os depoimentos. Algumas delas, infelizmente, escabrosas.

A expectativa agora é pelos resultados da perícia.

JHC tenta participar de protesto mas é chamado de golpista

Assessoria 5d2b15b5 3e1a 42b5 aee2 8198deaf448b João Henrique Caldas, o JHC (SDD)

O candidato a prefeito pelo PSB, João Henrique Caldas, o JHC, foi até um protesto que estava acontecendo em frente a reitoria do IFAL, pediu a palavra, falou que estava ao lado dos servidores mas a resposta dos servidores não foi aquela que ele esperava ouvir.

Entre as mais brandas, que podemos publicar aqui está a de golpista. E ficamos por aqui.

Autor de livro sobre tema advogado ironiza decisão sobre inabilitação política de Dilma

Valdir Rocha/ Ascom SEE 1322488947adriano soares Adriano Soares

O advogado alagoano Adriano Soares, um dos mais respeitados em sua área no país e constantemente citado em votos de ministros do STF  foi irônico ao comentar a decisão do Senado e do presidente do STF em “fatiar” a inabilitação política de Dilma de seu impedimento por crime de responsabilidade.

“Caros, sobre a inabilitação já disse: é efeito anexo, pena acessória, automática. Não é autônoma. Cassado, inabilitado está. O meu senso pessoal de misericórdia não se confunde com o que juridicamente está posto no ordenamento jurídico. Eis o ponto”

O detalhe é que Adriano Soares fez um livro sobre o tema que é referência na área chamado Inabilitação para Mandato Eletivo.

Contas de Almeida julgadas hoje pelo Tribunal de Contas

TCE-AL 13708746222526 Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL)

Hoje é uma dia importante para o candidato a prefeito por Maceió, Cicero Almeida, o pemedebista terá suas contas referentes à época em que foi prefeito de Maceió julgadas pelo Tribunal de Contas de Alagoas.

O relator do processo é justamente um dos únicos conselheiros sem nenhum laço político, Anselmo Brito. Uma desaprovação das contas seria catastrófica para a candidatura de Almeida.
 

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com