Coluna Labafero

"Libertem o Lula inteiro", pede Renan Calheiros nas redes sociais

Foto: O Diário Nacional 6725c99d 8d4a 4571 8f60 fd107f7c0014 Renan Calheiros

Na conta pessoal do Twitter, o senador Renan Calheiros publicou uma “sugestão” para que libertem o Lula, ex-presidente do Brasil.

Para ele, é preciso que “liberte o Lula por inteiro, mesmo que por etapas”. “Não falo com ironia; eu mesmo fui visitá-lo em nome do Senado, com Armando Monteiro, Requião, Jorge Viana e Edison Lobão. Dirijo-me àqueles defensores desse encarceramento, medieval porque sem prova de crime, que está sendo imposto ao Presidente – não me refiro às instalações físicas, que até são razoáveis. Busco uma conciliação com esses setores, que eu não chamaria de primitivos, não, de modo algum”.

Segundo Renan, as pessoas não aceitariam uma proposta de conciliação, mas que “poderiam libertar o Lula aos pouquinhos, primeiro liberando a perna, depois um braço, noutro dia o joelho... Mesmo esquartejado, trucidado, quem sabe salgado e com pedaços expostos em praças públicas – mas pelo menos soltavam Lula, seria bem melhor do que isso que estão fazendo com ele”.

O que o Ministro tem contra a separação dos Poderes? Contra a Constituição? E contra mim?”, diz Renan sobre Marco Aurélio

Foto: Senado Federal 10990922 b0e9 4bda b447 d78ddde8f6d9 Renan Calheiros

O senador Renan Calheiros voltou a criticar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, após sua decisão de que a votação para a presidência ao Senado seja aberta.

Renan disse que a liminar concedida por Aurélio “espanca o Senado” e que a decisão compete constitucionalmente ao regime da Casa. No texto, postado em sua rede social, o emedebista lembra outras decisões do ministro que o prejudicaram e questiona o desrespeito pela separação dos Poderes.

 “O que o Ministro tem contra a separação dos Poderes? Contra a Constituição? E contra mim?”, perguntou o senador.

Leia abaixo o texto de Renan Calheiros:

" O Ministro Marco Aurélio continua o de sempre. Monocraticamente, mandou proibir voto secreto na eleição para Presidente do Senado que ocorrerá em 1º de fevereiro. Ministro do STF é 1/11 avos da nossa liberdade e da Constituição. Ele mesmo, lembram, tentou me afastar da Presidência da Casa por liminar, a 12 dias do término do mandato. Por quê? A pedido de Janot tornaram-me réu – não sou mais, ganhamos por unanimidade – por peculato (e sequer havia dinheiro público), por haver contratado empresa fantasma para o escritório do Senado no Estado e pago em espécie, sacada no banco para tal. 

Fez isso por política, para rebaixar o Poder Legislativo. E essa foi, ao longo desses 13 anos, a manchete ou submanchete do noticiário. Significou 5 investigações, ação por improbidade (resolvida pelo TRF1), duas noticias criminis (paradas) – diziam, vocês se recordam, que eu havia recebido dinheiro de empreiteira para pagar contas pessoais e obrigaram-me a fazer prova negativa, a mais difícil de todas. Quebraram  em quase 15 anos o sigilo de minha conta bancária (Banco do Brasil, agência Senado, Brasília, a única que movimento), e não encontraram um centavo sequer fora das declaradas: subsídio de senador, lucro e empréstimo bancário.

Um dia depois da decisão que tentava me afastar, a ministra Carmen Lúcia convocou reunião da Corte e a cassou.

Na semana passada, de novo, Marco Aurélio concede liminar que espanca o Senado, proibindo voto secreto na eleição da Presidente. Competência exclusiva e regimental da Casa, como estabelece a Constituição.Ora, voto secreto para eleição de Presidente é pressuposto universal, na eleição popular de qualquer país ou de qualquer parlamento, no STF, TCU, STJ, MPF, OAB, CNI, sindicato de trabalhador ou patronal, no Flamengo, Botafogo, Corinthians, CSA, CRB... em qualquer lugar. Senão, haverá influência do poder político ou econômico, ou dos dois.

O que o Ministro tem contra a separação dos Poderes? Contra a Constituição? E contra mim?"

 

 

O homem forte do governo Renan Filho

Cortesia Bc65b363 eded 4d75 b76a af4d1fe1a6cb Henrique Vital

Ao final de quatro anos de governo muitos nomes passaram pela gestão de Renan Filho. Alguns tiveram passagem discreta ou sequer apareceram, outros se destacaram por um longo período, caso de Fábio Farias, no gabinete civil e Cacá Gouveia, no Detran. Com a saída de Farias a função de homem mais forte do governador passou a ser ocupada pelo assessor e empresário Henrique Vital que era até então a segunda força do governo. De perfil discreto e conhecido pela facilidade de interlocução Vital, que é genro de Tito Uchôa, amigo e sócio do senador Renan Calheiros, hoje dá as cartas no Palácio República dos Palmares, auxiliando o governador em suas decisões mais importantes.

Vereadores votam em sessão extraordinária orçamento para 2019

Ascom/CMM 8b0896f0 d52d 48b3 bca8 33433af9bb98 Vereadores de Maceió

O presidente da Câmara de Maceió convocou uma sessão extraordinária para esta quinta-feira (27) para colocar em votação o Projeto de Lei sobre o exercício financeiro de 2019. A sessão, convocada no Diário Oficial desta quarta-feira (26), está marcada começa às 15h e o PL será apreciado em segunda discussão.

Além desse, os parlamentares ainda irão colocar em votação um Projeto do Poder Executivo que visa “alterar e regovar dispositivos da lei nº 6.685, de 18 de agosto de 2017 e dá outras providências”.

Os parlamentares estão no recesso de final de ano e retornam somente para discutir essas matérias.

Incertezas rondam a eleição do TCE marcada para esta quinta-feira, 27

Foto: Ascom TCE 46262b44 be8a 4771 9601 720d9c7bac18 Otávio Lessa e Rosa Maria

Todos os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) estão convocados para a eleição do novo presidente nesta quinta-feira (27), apesar das incertezas que ainda rodam as negociações.

De um lado, a atual presidente continua empenhada em manter sua posição e tenta reverter à decisão que impede o voto de conselheiros substitutos. Com esse voto, Rosa Albuquerque aposta conseguir a reeleição.

Mas para isso, ela tem que conseguir anular a decisão da desembargadora Elizabeth Carvalho, causando não somente uma reviravolta na eleição do TCE, como um desconforto no TJ.

Prefeitura de Maceió já tem um novo nome para o secretariado em 2019

Divulgação 54be0321 95eb 4f22 a774 a16e4f1f1179 Eliane Aquino

O ano de 2019 ainda não começou, mas já conta com um novo nome para o secretariado de Rui Palmeira (PSDB). Com o início das férias da atual secretária de Comunicação da Prefeitura de Maceió, Cris Duarte, quem assume o posto é a jornalista Eliane Aquino.

Eliane, que é a atual coordenadora de Comunicação do PSDB, toma posse do cargo na Secretaria de Comunicação em fevereiro, após a saída de Cris, que acontece em janeiro.

A atual secretária de Comunicação já havia combinado com o prefeito o afastamento do cargo para se dedicar aos estudos.

O convite foi aceito por Eliane, Sendo a primeira mudança na Prefeitura, no que compete ao secretariado, dentre outras alterações que virão em 2019.

Ministro alagoano libera auxílio-alimentação de até R$ 3,5 mil a juízes do Maranhão

Foto: Agência Brasil 15466935 d8cd 4500 8565 ac2d027f0e55 O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins.

Segundo a edição, desta sexta-feira (21) da Coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo, o corregedor nacional de Justiça, o ministro alagoano Humberto Martins, liberou o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA) a efetuar o pagamento de até R$ 3.546 mensais, de auxílio alimentação aos juízes do estado.

Ainda de acordo com a coluna, Martins teria tomado a decisão há uma semana, quando arquivou os questionamentos aos critérios para a liberação do benefício, que corresponde a 10% dos salários dos magistrados maranhenses.

A porcentagem foi aprovada por lei estadual em 2017 para equiparar o valor ao auxilio-alimentação pago aos membros do Ministério Público do Maranhão. Na época, o Antecessor do alagoano no cargo, o ex-corregedor nacional de Justiça, João Otávio Noronha, vetou a mudança, mantendo R$ 726 fixos para todos.

O TJ/MA informou que fará estudos para tentar acomodar a nova despesa em seu orçamento em 2019, pois a expectativa da categoria é começar a receber os novos valores do auxílio já a partir de janeiro.

Já o atual corregedor crê que não cabe ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) interferir na autonomia administrativa e financeira dos tribunais estaduais, segundo a “Painel”.

Membros do Sindjornal realizam protesto na porta da Gazeta

Foto: Cortesia B9ca68d9 6755 4a13 9972 b7c30a725ace Membros do Sindjornal

Mais uma vez, o Sindicato dos Jornalistas de Alagoas realizou um protesto contra as demissões na manhã desta sexta-feira (21) na porta da Gazeta, no bairro do Farol.

O ato não é apenas contra as demissões de mais de 40 profissionais que aconteceram no mês de novembro, mas também pelo não depósito do FGTS e pagamentos dos profissionais que trabalharam na Gazeta.

Criticando o senador Fernando Collor [que foi considerado um dos senadores mais ricos do Brasil], membros do sindicato seguraram faixas repudiando as demissões e o senador.

“Esse vereador teve uma atitude nojenta”, diz Bebeto sobre homenagem a professor acusado de estupro

Foto: Sandro Lima Ed64b0ec c334 49f8 90e4 4a2aba569fb3 Cabo Bebeto

O Cabo Bebeto, deputado eleito, também entrou na polêmica sobre a homenagem concedida pela Câmara Municipal de Arapiraca ao professor de escolinha de futebol, Ivanildo Nunes da Silva, preso em flagrante acusado de abusar de menores.

Ele classificou como “nojenta” a atitude do vereador em conceder o título de cidadão honorário da cidade ao uma pessoa que responde na Justiça por esse crime. “Isso mostra o quanto é importante eleger de forma correta, para não eleger pessoas como esse vereador que teve uma atitude nojenta, igual ao cara que abusou a criança”, colocou ele.

 

Juiz alagoano incentiva “população” invadir PF em Curitiba e soltar Lula

Reprodução/ Internet 68b759fc 0c5f 4390 8f85 d7cfd8df86a9 Lula

Que a decisão do ministro Marcos Aurélio, de soltar presos condenados em 2ª instância, mexeu com os ânimos de muita gente isso foi sem dúvida é inquestionável. Mas um juiz aposentado alagoano, no calor da emoção, incentivou a população, prol Lula, a invadir a sede da Polícia Federal e soltar o ex-presidente.

“Está na hora do povo ir para porta daquela P... lá em Curitiba e tirar o Lula minha gente. Vamos acabar com esse caminho jurídico, que o caminho jurídico que comprovado que o direito no Brasil está suspenso há muito tempo”, disse Marcelo Tadeu em um áudio que circula nas redes sociais.

Comercial (82) 3313.6040 (82) 99812.2189 comercial@cadaminuto.com.br
Redação (82) 3313.2162 (82) 99664.2221 cadaminutoalagoas@hotmail.com