Chacina em Arapiraca: suspeitos presos dizem que foram “obrigados” a jogar corpos em cacimba

21/04/2024 17:56 - Geral
Por Vanessa Alencar*
Image

Presos no sábado (20), em Nossa Senhora da Glória, no estado de Sergipe, dois homens suspeitos de participação na chacina ocorrida em Arapiraca, onde quatro pessoas foram assassinadas, afirmaram à Polícia Civil de Alagoas que foram obrigados a jogar os corpos das vítimas em uma cacimba. 

Um dos presos é sobrinho do empresário de 38 anos, que foi detido na sexta-feira (19), em Arapiraca, e é apontado como o autor da chacina.

Após participação no crime, a dupla que teria auxiliado o empresário no crime conseguiu fugir para Sergipe, onde se escondeu até ser capturada ontem pela Polícia Civil de Alagoas em parceria com a Polícia Civil de Sergipe.

A chacina ocorreu no Sítio Laranjal e vitimou dois adolescentes de 15 e 17 anos, além de outros dois adultos de 20 anos. Desde a noite de sábado (13), as vítimas estavam desaparecidas, até que a polícia localizou o paradeiro dos corpos, por meio de uma denúncia anônima no 181.

A ação investigativa foi coordenada pelo delegado Flávio Saraiva, secretário de Segurança Pública, e pelo delegado-geral Gustavo Xavier, da PCAL, acompanhado do delegado-geral adjunto Eduardo Mero e do diretor do DPJ 1, delegado Daniel Mayer, juntamente com o delegado Edberg Sobral, titular da 4a Delegacia Regional de Arapiraca (4aDRP).

As prisões dos dois outros envolvidos foram realizadas pelo Núcleo de Investigação Especial (NIESP), da Delegacia Geral da PC de Alagoas, que é coordenado pelo delegado Sidney Tenório, com o apoio da equipe do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), sob o comando do delegado João Elói, da PC de Sergipe.

Agora, as investigações acerca do caso se concentram com a equipe da Delegacia Regional de Arapiraca (AL), sob comando do delegado Edberg Oliveira.

 

*Com Ascom PC

Comentários

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Carregando..