Ricardo Mota
Ricardo Mota

Numa campanha eleitoral tão sem graça, humor já mostra sua cara na disputa ao Senado

Ricardo Mota|
Horário reservado à propaganda eleitoral gratuita
Horário reservado à propaganda eleitoral gratuita / Foto: Internet

Virar meme é o sonho de todas as peças políticas que circulam nas redes sociais.

E algumas são, de fato, bem criativas.

Uma delas sobre a disputa ao Senado - que me chegou recentemente - explora o humor de forma inteligente e divertida, sem deixar de dar o recado político pretendido – no caso, a “dinastia” da família Calheiros.

Até que ponto uma peça assim é capaz de minar o favoritismo de Renan Filho?

Não creio que seja decisivo, mas pelo menos dá um tom de leveza numa campanha eleitoral tão sem conteúdo e sem graça.

Não vivo de saudosismo e nem acho que o território da política seja especialmente pior do que o resto do ambiente nacional (e local) de hoje, mas trago a impressão de que já vivemos dias melhores - de conteúdo, pelo menos, entre os protagonistas dessa área tão fundamental do convívio humano.

O humor pode, sim, salvar uma campanha que se prenuncia tão pobrezinha (de criatividade). 

 

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados