Voney Malta
Voney Malta

PF prende ex-ministro que Bolsonaro disse que “boto a cara no fogo”

Voney Malta|
O ministro da Educação, Milton Ribeiro.
O ministro da Educação, Milton Ribeiro. / Foto: Isac Nóbrega / PR

No dia 24 de março deste ano, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, durante uma transmissão, que'' boto a cara no fogo”, em defesa do ministro da Educação Milton Ribeiro.

Bolsonaro também chamou de covardia as suspeitas de que o ministro teria intermediado a liberação de recursos para pastores evangélicos.

“Coisa rara de eu falar aqui, eu boto minha cara no fogo pelo Milton. Minha cara toda no fogo pelo Milton. Estão fazendo uma covardia com ele”, disse.

Nesta quarta-feira (22), o ex-ministro foi preso preventivamente pela PF. A operação apura irregualridades na distribuição de recursos do do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, ligados a Jair Bolsonaro (PL) e suspeitos de atuarem como intermediários na liberação de verbas do esquema, também são alvos.  

Os federais cumprem cinco mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal.

Clique aqui e veja o vídeo em que Bolsonaro defende Milton Ribeiro.

SOBRE O AUTOR

Blogueiro do Cadaminuto

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados