Cantor sertanejo alagoano é condenado a 28 anos de prisão por abuso sexual contra enteada

Redação|
Tribunal de Justiça de Alagoas
Tribunal de Justiça de Alagoas / Foto: TJAL

Em decisão publicada nesta quarta-feira (25), o juiz Ygor Vieira de Figueirêdo, da 14ª Vara Criminal da Capital - Crime contra Menor, Idoso, Deficiente e Vulnerável, condenou o cantor sertanejo Rodolfo, que fazia parte de uma dupla, a 28 anos, 5 meses e 6 dias de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável.

Rodolfo está preso desde dezembro do ano passado, acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos, que na época era sua enteada. Segundo as investigações, os estupros aconteceram enquanto a vítima tinha entre 4 e 13 anos.

O processo corre em segredo de Justiça e, por isso, detalhes do julgamento não foram informados.

O cantor sertanejo, que fazia dupla com Hugo, foi preso no dia 17 de dezembro de 2021, após a mãe da adolescente denunciá-lo, na residência em morava, no bairro do Benedito Bentes, parte alta de Maceió.

Conforme as investigações, a adolescente relatou em depoimento que o padrasto a ameaçava para que ela não revelasse os abusos, que ocorriam desde que ela tinha 4 anos. 

Leia mais: Cantor sertanejo alagoano é preso suspeito de abuso sexual contra enteada de 14 anos

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados