Marx Beltrão volta a defender projeto que barra aumento da conta de energia e faz apelo ao governo federal

Assessoria|
Marx Beltrão
Marx Beltrão / Crédito: Assessoria

O deputado federal Marx Beltrão (PP) disse nesta quarta-feira (18) que a “redução da tarifa de energia, caso seja a solução adequada pelo presidente Bolsonaro por meio de ação do Ministério de Minas e Energia, será uma medida sensata e que certamente trará um alívio para toda a sociedade alagoana e brasileira. Por isso, faço este apelo ao governo federal. Para que o governo aja rapidamente a fim de barrar este aumento infame”. Marx tem sido um dos articuladores, no Congresso Nacional, em busca da aprovação do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 94/22, que suspende o reajuste tarifário anual de 2022.

“Estamos na luta pela aprovação desta proposta. Em Alagoas, o reajuste autorizado pela Aneel à Equatorial foi de 20% na tarifa paga pelos alagoanos. Um completo absurdo. Inaceitável. Vamos trabalhar por tarifa justa e a Equatorial já lucra bilhões às custas do bolso dos alagoanos”, disse Beltrão. Um requerimento protocolado na Câmara dos Deputados, em Brasília, pelo deputado federal Marx Beltrão (PP) já pede a inclusão urgente do Projeto de Decreto Legislativo nº 94/22 na ordem do dia de votações da Casa.

Além do reajuste abusivo de 20% na tarifa de energia elétrica em Alagoas, houve reajuste de 21% na Bahia; 17% no Mato Grosso do Sul; de cerca de 20% Rio Grande do Norte; e quase 25% de reajuste médio de energia no Ceará. Nos últimos dois anos, o reajuste para os alagoanos chegou a 40%, atingindo diretamente a economia do estado e a despesa das famílias.

Também nesta quarta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), em pronunciamento à TV Câmara, afirmou que espera sensibilidade da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e das distribuidoras para que possam reduzir as tarifas de energia. Lira se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e parlamentares para discutir a situação do reajuste da conta de luz e do projeto de decreto legislativo que susta esses aumentos.

“Esperamos uma resposta bastante curta para a Câmara poder discutir dentro do Plenário a solução desse problema. Espero que venha da sensibilidade da Aneel e das distribuidoras", disse Lira acrescentando que diversos deputados participaram da reunião nesta quarta. "Esperamos que até o final do dia possamos ter um encaminhamento das discussões que ocorrerão nas comissões permanentes”, afirmou Lira.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados