Marx Beltrão cobra redução no preço dos combustíveis: “55% de aumento no gás, 92% na gasolina e 111% do diesel é vergonhoso"

Assessoria|
Deputado Marx Beltrão
Deputado Marx Beltrão

Em reunião da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados, da qual é membro no Congresso Nacional, o deputado federal Marx Beltrão defendeu que o colegiado foque suas ações em 2022 em um tema em especial: a escalada de aumento de preços dos combustíveis no Brasil. De acordo com Marx, “este Congresso e esta Comissão precisam atuar com ênfase na busca por uma solução para este problema buscando amenizar o sofrimento da população. Do jeito que está, a situação a cada dia fica mais insustentável”, afirmou o parlamentar.

“Quando juntamos 2021 e os cinco meses de 2022, nos já temos 55% de aumento no gás de cozinha, 92% de aumento na gasolina e 111% de elevação do diesel, o que é vergonhoso. Tais números absurdos fazem a inflação voltar com força em nossas vidas, prejudicando principalmente os trabalhadores brasileiros com menos poder de compra e mais fome, punindo a atividade econômica, castigando os empreendedores e fazendo com que as empresas no Brasil tenham uma brutal elevação de custos. A Petrobrás precisa mudar esta política infame de paridade de preços com o dólar”, afirmou Beltrão.

Ainda de acordo com o deputado, “os constantes reajustes dos combustíveis tem corroído a renda das famílias, pressionado o preço da cesta básica e tornado tudo muito mais caro. Repito: é inaceitável que continuemos com a atual política de preços da Petrobras. Na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara, esse tema é um dos meus principais eixos de trabalho e minha proposta é que todos os atores do setor compareçam a esse colegiado, que é fundamental na defesa do direito do contribuinte brasileiro, para prestar explicações e construir saídas. Nossa luta é firme para derrubar o preço e estabilizar a nossa economia”.

Marx Beltrão tem cobrado insistentemente do governo do presidente Bolsonaro a revisão da política tarifaria da companhia. Em março, em discurso em tom de crítica no plenário da Câmara, em Brasília, o parlamentar demonstrou os lucros astronômicos da Petrobrás. “Esta empresa deve explicações à. Este lucro todo foi alcançado somente à custa do motorista brasileiro e alagoano, que já paga quase R$ 7 por um litro de gasolina, já começa a deixar o carro em casa e já vê seu salário ser corroído com o alto custo dos combustíveis. Além do lucro de R$ 106 bilhões, a Petrobras realizou o pagamento de dividendos recordes de R$ 101,4 bilhões a seus acionistas, referentes à alta lucratividade do exercício de 2021. Volto  dizer: uma vergonha nacional”, frisou à época.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados