Ricardo Mota
Ricardo Mota

Nonô é mais um a se render aos encantos de Marcelo Victor

Ricardo Mota|

É inegável a capacidade de sedução do deputado Marcelo Victor com os que atuam na sua atividade profissional.

Depois de conquistar a confiança – e o cargo – do governador Renan Filho, o presidente da Assembleia se torna o dono, em Alagoas, do partido que terá o maior fundo eleitoral (e partidário), fundamental no pleito deste ano. Estamos falando, é claro, do União Brasil, produto da fusão do DEM com o PSL.

O ainda presidente formal do DEM no estado, José Thomaz Nonô, se derrama em elogios a Marcelo Victor, que ele enxerga como o novo comandante da turma local.

É lembrar que experiência no meio - justificando os fins - não falta a Nonô. Ele já foi uma das figuras políticas mais importantes de Alagoas no centro do poder, em Brasília. Como última grande demonstração de sua sagacidade política, tornou-se vice-governador de Téo Vilela, em 2010, quando todos aliados do tucano já contavam com Alexandre Toledo para o posto. Ele virou o jogo numa noite.

Vive um momento de baixa, normal na vida de todo mundo, mas agora se tornou mais um seguidor/admirador de Marcelo Victor, rendendo-se aos encantos políticos do presidente da Assembleia. Vê nele, com certeza, uma chance futura.

E acompanha, assim, um seu adversário histórico – Renan Filho.

SOBRE O AUTOR

Jornalista, escritor e músico.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados