Polícia investiga se morte de jovem na parte alta de Maceió tem motivação transfóbica

Redação|
Jasmyne da Silva, 20 anos.
Jasmyne da Silva, 20 anos. / Foto: Reprodução / Redes Sociais

Uma transexual de 20 anos foi morta a facadas na parte alta de Maceió. O corpo foi encontrado no último domingo (9) em um terreno baldio no bairro do Tabuleiro do Martins. A vítima foi identificada como Jasmyne da Silva. A polícia investiga se o crime teve motivação transfóbica.

Segundo informações policiais, testemunhas relataram que Jasmyne fazia programas e pode ter sido assassinada por um possível cliente.

O corpo da jovem foi encontrado com diversas perfurações de arma branca e ela pode ter sido morta na noite do sábado (8). A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas.

O Instituto Médico Legal e o Instituto de Criminalística (IC) enviaram equipes ao local e realizaram todos os procedimentos devidos. A Polícia Civil já iniciou as investigações sobre o crime e, além de buscar o autor, também investiga se o crime tem relação com o fato de Jasmyne ser trans.

Jasmyne da Silva é a primeira trans assassinada em Alagoas em 2021. A jovem não tinha feito a retificação do nome nos documentos, que ainda constava o nome de Carlos Henrique da Silva Tenório.

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados