Uber vai suspender Uber Eats no Brasil; manterá entregas de pacotes e mercado pela Cornershop

LABS |
Foto: Uber/Divulgação

A Uber comunicou nesta quinta-feira (6) que vai alterar sua estratégia de delivery no Brasil, desativando o serviço de intermediação de entrega de comida de restaurantes. 

A partir de agora, a empresa vai trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas; e de entrega de pacotes pelo Uber Flash.

O serviço de intermediação de entrega de comida continuará disponível até o dia 7 de março. Depois desta data, os usuários poderão usar o app do Uber Eats para comprar apenas de supermercados e atacadistas do Brasil, assim como itens de decoração, papelaria, bebidas e produtos para pets pela Cornershop by Uber. 

A Uber disse ainda que a Cornershop está disponível em mais de 100 cidades em todo o Brasil e, em 2021, quase triplicou o número de pedidos.A empresa disse que vai expandir o Uber Direct, produto corporativo que permite que lojas façam entregas no mesmo dia para seus clientes. 

“Esta modalidade cresceu cerca de 15 vezes em número de viagens ao longo dos últimos 12 meses, impulsionada pela demanda de grandes marcas que aderiram ao serviço”, disse a Uber.

No Brasil, a Uber enfrenta a competição do iFood, gigante do país, e da Rappi, os dois maiores serviços de entrega de restaurantes. A Uber ressaltou que os serviços de viagem continuarão normalmente e que o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia. A empresa seguirá expandindo produtos para outros meios de transporte, como motos e táxis.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Cada Minuto ou de seus colaboradores. Para maiores informações, leia nossa política de privacidade.

Todos os direitos reservados